Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Visão do Peão

Visão do Peão

Vem aí o Villareal

3.jpg

O Sporting, atual segundo classificado da liga portuguesa vai defrontar o Villarreal, atual décimo sétimo classificado da liga espanhola. A ligação entre os dois clubes fez-se nos últimos anos de negócios. Primeiro, a vinda de Matias Fernandez, que não sendo nada caro, foi um jogador bastante útil. Depois, há dois anos, a venda de Rúben Semedo por cerca de 15 milhões, num negócio que foi bom para o Sporting. Este Villarreal está longe dos tempos em que, com Forlán, Riquelme e Senna, chegou às meias da Liga dos Campeões e ficou no terceiro posto da liga (2004-2005).

1.jpg

Fundado em 1923, o Villarreal conhecido como “Submarino Amarelo”, joga no La Ceramica, ante de 25 mil pessoas. A equipa jogava com um equipamento semelhante ao do Valência e só nos anos 40 passou a vestir de amarelo. Só aos 65 anos de vida, subiu à primeira divisão, tendo descido após uma época tendo conhecido o sucesso apenas nos anos 2000. Entre os jogadores com mais partidas pelo clube contam-se Bruno Soriano, Marcos Senna e Cani. Rossi, avançado italiano com passagens por Manchester United, Parma ou Fiorentina, continua a ser o melhor marcador da história do clube com 82 golos. Seguem-se Forlán (59) e Riquelme (51). O palmarés do Villarreal é modestíssimo e conta apenas com duas Taças Intertoto e com um campeonato espanhol da 3.ª divisão.

Villarreal.jpg

Com apenas 3 vitórias em 16 partidas, a campanha na liga espanhola está a ser dececionante e Jose Calleja já foi demitido. Luis Garcia leva dois jogos (1 vitória) e espera-se que possa dar a volta até porque não falta qualidade: Carlos Bacca, Nicola Sansone, Gerard Moreno, Manu Trigueros ou Mario Gaspar fazem parte da equipa. Na Europa, a história tem sido diferente com a conquista do seu grupo mesmo que com 2 vitórias apenas. O Sporting não terá tarefa fácil mas tem todo o direito em acreditar na presença na fase seguinte.

Sporting só sabe vencer

img_920x518$2018_12_17_00_22_44_1484676.jpg

O Sporting de Marcel Keizer só sabe vencer e não sabe marcar menos do que três golos por partida. Ontem até começou muito mal e viu-se a perder por 0-2 à meia-hora mas golos de Dost (2), Fernandes (2) e Mathieu (que golão!) deram a vitória que mentém o Sporting no segundo lugar, a morder os calcanhares ao FCP. Pena é a descida da assistência em Alvalade. Este Sporting merece os 40 mil do ano passado.

Regressos

Adrien-e-Slimani.jpg

Não correu bem a vida a Slimani e Adrien na Premier League. Se o argelino, pelo poder físico, parecia talhado para o futebol inglês, já Adrien sempre me sucitou dúvidas. Afinal, infelizmente, falharam os dois e consequência disso mesmo podem regressar em breve à casa onde foram mais felizes e deixaram saudades. O entrave estará sobretudo nos salários elevados, já que o seu clube não conta com eles e a vontade deles parece ser representar o Sporting. 

Slimani, chegado ao Sporting por 300 mil euros e vendido por 30 milhões, marcou 57 golos na liga portuguesa em três épocas e até nem teve maus números na época de estreia no então campeão inglês: 8 golos em 29 partidas. Mas pelo preço, a expetativa era maior. Ainda marcou mis 5 antes de ser emprestado ao Newcastle onde foi ainda mais infeliz e nem uma vez marcou. Mudou-se este verão (se tivesse sido mais tranquilo talvez já cá estivesse...) para a Turquia. No Fenerbahce também não se tornou ídolo e com 17 partidas e 4 golos está à beira da saída. Sli pode mesmo rescindir com o Leisceter mas o Fulham de Ranieri (que o contratatou para o Leicester) estará à espreita.

Já a história de Adrien é mais simples. Mudou-se para Inglaterra um ano depois de Slimani mas uma trapalhada jurídica obrigou-o a estar meia época sem jogar. Não fez grande segunda metade mas ainda foi ao Mundial. Este ano, leva apenas 5 jogos e tem poucas perspetivas de jogar. Seria bem vindo na sua França natal onde clubes de média-alta qualidade ficariam a ganhar com ele (Bordeús, ali perto de onde nasceu?). Numa altura em que Wendel se lesionou o antigo capitão viria somar qualidade. Slimani esse, arriscava-se a ser suplente de luxo de Bas Dost mas em jogos contra as pequenas equipas portuguesas, poderia formar uma dupla abre latas, decisiva. 

Receber o Poltava

img_920x518$2018_09_20_18_31_17_1450450.jpg

O Sporting vai seguir em frente na Liga Europa como segundo classificado do seu grupo. Joga hoje para cumprir calendário e Marcel Keizer vai rodar a equipa. Dost, Nani, Gudelj ou Mathieu nem foram convocados e jovens sub-23 como Conté, Paz e Marques foram chamados, para além de Correia e Luís, já mais habituados. Acredito mesmo que estes dois últimos possam ser titulares tais como Pinto, Jefferson, Petrovic e Montero. Ristovski, vindo de lesão e Carlos Mané, em forma intermitente, devem ter minutos na receção ao Poltava. Com tudo decidido e tempo chuvoso, acredito que sejam menos de 30 mil nas bancadas mas que a vitória seja mais uma vez, nossa. 

Tiago no Chaves

image.jpg

Tiago Fernandes é o novo treinador do Chaves. O jovem treinador português começou a época como adjunto de Peseiro, subiu a treinador principal com a saída do ribatejano e assumiu a equipa sub-23 há cerca de três semanas. Numa época atribulada, Tiago assume uma equipa que apesar de estar no fundo da tabela tem plantel para muito mais e uma massa associativa que acarinha o clube. Não lhe faltarão condições para ser feliz. Boa sorte e bom regresso daqui a uns tempos! 

A mão à palmatória

image.jpg

Quando Marcel Keizer foi anunciado como treinador do Sporting, poucos acreditaram que seria uma boa opção. Com pouco currículo para os seus quase 50 anos, era uma aposta arriscada que nem os holandeses entendiam. Hoje, 4 jogos depois, conquistou os adeptos leoninos. Nada ganhou e ainda pode evoluir muito, sobretudo a defender mas, em 4 jogos conquistou 4 vitórias, pôs a equipa a pressionar, ressuscitou Wendel, pôs Diaby a render e viu a equipa marcar 17 golos. É obra.