Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Visão do Peão

Visão do Peão

Carlos Carvalhal é o novo treinador do Rio Ave

Francisco Chaveiro Reis
27
Mai19

5a85ef3813b92_CarlosCarvalhal.png.0185f27186847d3e

Carlos Carvalhal está de regresso a Portugal para treinar o Rio Ave, clube estável e sempre com ambições europeias. Depois de uma carreira como defesa, com passagens por Braga, Chaves, FC Porto, Beira-Mar, Tirsense ou Sporting de Espinho, Carvalhal estreou-se como treinador pelo Espinho, onde acabara a carreira de jogador. Seguiram-se Aves e Vizela antes de dar nas vistas no Leixões, que guiou ao Jamor, quando a equipa estava na segunda divisão. Perdeu 0-1 com o Sporting de Jardel mas guiou a equipa na estreia nas competições europeais. Passou por Setúbal, Belenenses, Braga e Beira-Mar antes da segunda passagem pelo Setúbal onde venceu a Taça da Liga, ao Sporting, e ficou na história do clube. Passou pela Grécia, antes de regressar para treinar o Marítimo e depois, o Sporting. Andou pela Turquia e EAU, antes de se encontrar com o histórico Sheffield Wednesday, que treinou durante duas épocas e meia. Adorado pelos fãs, morreu duas vezes na praia, perdendo os play-offs de acesso à Premier League. Seguiu-se o Swansea, que não salvou da descida. Aos 53 anos, chega a Vila do Conde, numa opção ambiciosa do clube.

Marcelo a caminho

Francisco Chaveiro Reis
20
Dez17

marcelo_rio_ave_foto_jose_coelho_lusa20370c00.jpg

Marcelo, defesa-central brasileiro do Rio Ave está a caminho do Sporting. É ima boa notícia. Marcelo tem-se destacado na liga portuguesa nos últimos anos e merece o salto. Ao que tudo indica, renderá Tobias no plantel. Está aí a primeira prenda de Jesus. Tudo indica que chegarão ainda um lateral-esquerdo (caso saia Jonathan), um médio centro (Petrovic e Palhinha não devem ficar no plantel), um extremo (Iuri não convence), um segundo avançado (Alan estará de saída) e um ponta de lança, se Doumbia sair. Marcelo dos Santos Ferreira tem 28 anos e é produto das camadas jovens do Vasco da Gama (conviveu com Philippe Coutinho). Chegou a Portugal há sete anos para representar o Ribeirão. Chamou à atenção do Rio Ave e depois de um empréstimo ao Leixões, fixou-se no centro da defesa do Rio Ave. Leva cinco anos e meio em Vila do Conde, sempre como titular e com 9 golos marcados. Usa a camisola 46, livre no Sporting. 

Benfica vence mas não disfarça fragilidades

Francisco Chaveiro Reis
11
Ago14

 

 

 

O Benfica venceu a Taça e parece que está tudo bem de novo. Mas, a verdade é que os encarnados não conseguiram, ao longo de 120 minutos bater uma equipa mais fraca e que vinha de uma eliminatória europeia, disputada poucos dias antes. O Rio Ave fez o o que pôde e pôde muito pouco. Apenas Cássio, Marcelo e Tarantini evitaram a derrota mais cedo e Dall Valle, em duas ou três jogadas, foi o ataque dos vila-condenses. O Benfica teve mais cauda ofensivo e fez um sem número de remates mas não conseguiu marcar sequer um golo. Artur voltou a fazer má exibição e nos penalties limitou-se a parar bolas mal batidas; Jardel não é um Garay e isso vê-se em pormenores como no lance em que atirou uma bola à sua barra; não há quem renda convenientemente Gaitán e Salvio e não há um matador. Ainda há muito a fazer.