Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Visão do Peão

Visão do Peão

Pelé

Morreu o Rei

Francisco Chaveiro Reis
29
Dez22

Visão do Peão (21).png

 

 

Morreu o Rei do Futebol. Edson Arantes do Nascimento, conhecido como Pelé, não resistiu a um cancro do cólon e após um internamento de um mês, partiu no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, aos 82 anos.

Não foi sempre consensual fora do campo. Teve uma conhecida rivalidade com Maradona e um bate-boca com Romário. A história da sua relação com João Havelange e com a ditadura militar brasileira também parece não ser clara.

Mas, no que interessa mais na vida de um futebolista, o futebol, foi exemplar. Mesmo os que não o consideram o melhor de sempre, pelo menos colocam-no na lista dos melhores. Já não é coisa pouca. Pelé lutará com Maradona, Puskas, Di Stefano, Messi e Cristiano Ronaldo pelo lugar, mas terá sempre lugar de muito destaque.

Foi ele que ajudou o Brasil a ser campeão mundial por três vezes, fazendo dos canarinhos a seleção mais temida e admirada do globo. Logo aos 17 anos foi à Suécia ser campeão do mundo, marcando 6 golos no torneio, incluindo 2 na final contra a Suécia, que deu 5-2 para o Brasil. Em 1962, faria apenas um jogo antes de magoar, mas foi também campeão mundial. Em 1966, sofreu entradas assassinas dos adversários e não brilhou, mas, em 1970, liderou, provavelmente, o melhor Brasil de sempre, na vitória do terceiro Mundial. Na final, marcou um golo no 4-1 à Itália e terminou o torneio com seis assistências. Pelé jogou 91 vezes pelo Brasil, marcando 77 vezes.

Mais adorado do que pelos brasileiros em geral só pelos brasileiros, adeptos do Santos, onde jogou entre 1956 e 1974. Foram 1116 jogos e 1092 golos. É verdade que eram outros tempos e que muitos golos foram feitos em jogos amigáveis, mas são números colossais. Liderou o Santos na conquista de 6 campeonatos brasileiros; 3 Libertadores ou 10 Paulistas, entre muitos outros. Jogou ainda mais a norte, nos New York Cosmos, onde venceu dois campeonatos e encantou os americanos.

Goleador máximo, assistente exímio e mago maior. Inventou muito do que se viu depois. Morreu o Rei.