Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Visão do Peão

Visão do Peão

Do City para o United

Berrada é o novo CEO

Francisco Chaveiro Reis
22
Jan24

Cópia de Design sem nome (3).png

Será este o ponto de viragem do Manchester United? Esperando o regresso a dias de glória, o United foi “roubar” ao City Omar Berrada, braço direito de Txiki Begiristain e antigo Diretor Comercial e Diretor de Operações.Berrada será o novo CEO do United, trazendo um lastro de grande sucesso.

Filho de marroquinos, nasceu em Paris e cresceu nos EUA, mudando-se para Barcelona aos 18 anos, após desistir da universidade. Apaixonado pelo Barça começou pelo departamento de marketing, subiu até ser diretor de Patrocínio e fez amizade com Guardiola e Begiristain. Em 2011, foi o primeiro do trio a chegar a Manchester, aceitando a aliciante proposta de um City com um projeto muito ambicioso. Já com os amigos de Barcelona no clube, tornou-se no principal responsável por transferências, garantindo que craques, de Laporte a Haaland, jogassem pelo City.  O seu talento foi também reconhecido pela NFL, tendo recusado várias equipas.

Junta-se agora ao United, com o novo dono, Jim Ratcliffe (tem 25% do clube), e com um projeto que passa por vários desafios, a começar pela modernização de Old Trafford e pela construção de uma equipa vencedora. Ratcliffe não terá o orçamento ilimitado do City mas é certo que está disposto a investir e a mostrar muito mais ambição do que os anteriores donos.

Para vai o United?

Mais uma derrota

Francisco Chaveiro Reis
04
Out23

Visão do Peão (5).png

O que melhorou o Manchester United com Erik Tem Hag? O holandês vai no segundo ano no banco do gigante inglês e parece acumular largos milhões gastos em opções duvidosas (Onana, Martinez ou Antony), conflitos com jogadores (Ronaldo e Sancho) e…derrotas. Ontem, perdeu em casa por 2-3 com o Galatasary, dias depois de ter perdido em casa, com o Crystal Palace. E já perdera esta época com Bayern de Munique, Brighton, Arsenal e Tottenham. O United está a léguas da concorrência e é difícil imaginar a maior parte dos seus jogadores a terem minutos em clubes como City, Liverpool ou mesmo Tottenham. Para onde vai o clube de Old Trafford, antes sinónimo de vitórias?

Só soluções. Só problemas.

City e United

Francisco Chaveiro Reis
03
Out22

Design sem nome.png

O Manchester City voltou a mostrar ao Manchester United quem manda na cidade, e na liga, e venceu os rivais por claros 6-3. E, não fosse o City ter tirado o pé do acelerador e os números poderiam ter sido bastante mais desequilibrados. Entre os 8 e os 44 minutos, Foden e Haaland bisaram e levaram o jogo para intervalo com um claro 4-0. Antony reduziu, mas a dupla de jovens do City voltou a marcar. Martial saiu do banco para bisar e fazer o 6-3 final.

Do lado do City, só há soluções. Guardiola tem um plantel de sonho, como já tinha no ano passado, sendo que lhe juntou Haaland. O gigante norueguês leva 16 golos em apenas 11 jogos pelo City, sendo o melhor marcador da Premier League com 14 golos (o dobro de Kane, segundo na tabela), em 8 jornadas. Ainda assim, quem lidera é o Arsenal, numa enorme surpresa, mas essa é conversa para outro post.

Design sem nome (1).png

Do lado do United, só há problemas. Desde logo, Ronaldo. Com longa carreira com o estatuto de um dos melhores de sempre, o número 7 parece ter feito “birra” na pré-temporada, tendo intenção de se mudar para um clube com mais ambições. À falta (alegadamente) de interessados de topo, CR7 voltou a Manchester, mas tem tido pouco rendimento e ficou ontem no banco. Pleo que se tem visto, não merecerá ser titular, mas poderia assumir um papel semelhante ao de Ibrahimovic no Milan do ano passado, sendo um líder da equipa, antes desta entrar em campo. Não acredito que Ronaldo esteja acabado, mas parece estar em negação por estar numa fase diferente da carreira. De resto, o quadro é semelhante ao dos últimos anos. O United investe muito em alguns jogadores sem que tenha grande retorno com eles, mesmo tratando-se de homens que deram provas em contextos semelhantes, como Varane ou Sancho e vai triturando treinadores em busca de uma qualquer fórmula mágica. 

O problema maior parece ser a falta de uma estratégia. Não é de crer que o United volte ao topo após um verão com um novo treinador e novos jogadores, por muito que estes possam ser bons. O United precisa de duas coisas: uma revolução e tempo. A revolução é difícil, porque implicaria a saída de quase todo o plantel e a óbvia substituição. Vários jogadores parecem não ter motivação, outros, simplesmente, não têm qualidade, mas, todos, ganham principescamente, o que dificulta colocações e rescisões. O processo terá que ser gradual e isso leva-nos à questão tempo, coisa que falta sempre nos grandes clubes quando não estão a ganhar. Nada nos diz que o United de hoje não seja amanhã como o Arsenal mas que não se vê grande luz ao fundo do túnel, não se vê…

United vence à terceira

2-1 ao Liverpool

Francisco Chaveiro Reis
23
Ago22

 

Com Ronaldo no banco quase todo o jogo (só entrou aos 86´), o Manchester United deu finalmente sinal de vida e bateu o Liverpool por 2-1. Não que o Liverpool tenha começado bem a época, mas não está em crise há anos como os de Old Trafford. Ontem, já com Casemiro nas bancadas, foi Jadon Sancho a inaugurar o marcador, após grande trabalho individual. Pouco passava do quarto de hora. O 2-0 surgiria já com Martial em campo. Numa jogada supersónica, o francês isolou Rashaford que não perdoou, à saída de Alisson. Numa jogada confusa, Salah ainda reduziu, mas o United venceu pela primeira vez, após duas derrotas.

Casemiro no United

Brasileiro deixa Real Madrid

Francisco Chaveiro Reis
19
Ago22

Visão de Peão (7).png

Depois de vários rumores de transferências falhadas – Félix, Cunha, De Jong ou Rabiot – o Manchester United prepara-se para dar um passe de gigante na sua reconstrução, dobrando o salário de Casemiro, médio do Real Madrid, que recebe entre 60 e 70 milhões de euros pelo brasileiro de 30 anos. Depois de sete épocas em Madrid (mais duas antes do empréstimo ao FCP), repletas de títulos, entre os quais, cinco Ligas dos Campeões, Casemiro foi convencido a mudar-se para um clube à deriva e à procura de heróis. Chega para a posição seis, onde o United sempre teve jogadores de grande qualidade, com Roy Keane à cabeça, onde poderá ser o dono do meio campo, libertando Fernandes para outras missões e ajudando a fechar a defesa. Mas, a chegada do brasileiro passa sobretudo uma mensagem que parecia tremer nos últimos tempos: o United tem capacidade de atrair grandes jogadores.

Depois de Sir Alex

Mourinho foi o melhor

Francisco Chaveiro Reis
22
Nov21

Design sem nome (1) (37).png

David Moyes

Escocês

2013-2014

1 Supertaça

 

Ryan Giggs

Galês

2014 (4 últimos jogos da época como treinador-jogador)

0 títulos

 

Louis Van Gaal

Holandês

2014-2016

1 FA Cup

 

José Mourinho

Português

2016-2018

1 Liga Europa, 1 Taça da Liga e 1 Supertaça

 

OGS

Norueguês

2018-2021

0 títulos

 

Cabazada United

Francisco Chaveiro Reis
03
Fev21

1300032159.0.jpg

O Manchester United goleou o Southampton por...9 a 0. Números de outros tempos, que o United até aplicou há bem pouco tempo. Na épcoa passada, foi o Leicester, supostamente bem mais forte do que estes Saints, a sofrer uma goleada à antiga. Ontem, uma expulsão logo aos 2 minutos muito ajudou a equipa de Bruno Fernandes. Ao intervalo, a conta já ia em 4 a 0, com golos de Bissaka, Rashford, Cavani e um autogolo de Bednarek (haveria de fazer penalty e ser expulso a poucos minutos do fim). Martial (2), McTominay, Fernandes (já vão 17 golos esta época) e James fizeram os outros. O United é primeiro, com os mesmos pontos do que o rival City mas, tem mais dois jogos disputados. O Southampton é 12.º.

A outra estrela de inverno do United

Francisco Chaveiro Reis
06
Mar20

0_JS208308964.jpg

Bruno Fernandes é a nova e incontestada estrela do Manchester United mas não chegou sozinho, no mercado de janeiro. O nigeriano Odion Ighalo, nigeriano que estava na liga chinesa, chegou a Old Trafford mas não teve entrada direta no onze, até porque teve que cumprir um período de quarentena. Mas assim que começou a jogar, mostrou ao que vinha. Fez ontem a sua sexta aparição e o seu terceiro golo, com uma bela média de 1 golo a cada 2 jogos. E não soma assim tantos minutos.

Bruno a sair

Francisco Chaveiro Reis
13
Jan20

brunofernandes24.jpg

O fumo parece ser maior do que o anterior e não surpreende ninguém que Bruno Fernandes se trasnfira para Inglaterra nos próximos dias. O Manchester Unietd parece ser o destino mais provável e em cima da mesa estarão cerca de 70 milhões. Fala-se ainda no regresso de Rojo (se vier emprestado pode ser o lateral esquerdo necessário para que Acuña possa subir). Joel Pereira e Angel Gomes terão sido nomes bloqueados. 

Em termos financeiros, a partir dos 60 milhões, é um bom negócio e é o melhor de sempre da história do clube. Aliás, só alguma "pirraça" com a venda de Félix por 126 é que terá feito com que o negócio não se fizesse no verão, caso tenha mesmo existido uma proposta séria do Tottenham. O Sporting poderá pagar o que tem a pagar e ficar com uma bela maquia. A participação no Euro 2020 subiria o passe? Duvido. Até lá. Fernandes abaixo das suas qualidades e na seleção, ainda não se afirmou totalmente. 

Em termos desportivos é uma catastrofe mas uma catastrofe anunciada. Melhor jogador, melhor marcado, polivalente e capitão, Fernandes era o abono de família mas o dinheiro da sua venda vai financiar um avançado, um extremo, um médio defensivo e um central, por exemplo. O Sporting fica sem estrela mas se souber comprar, ganha uma equipa mais equilibrada e homens como Wendel e Vietto, na sombra central, podem explodir enfim. Aliás, acredito que o sistema passe a ser de 4-4-2, com Wendel como médio construtor e Vietto como segundo avançado.

Do ponto de vista da imagem de Varandas, este fará a maior venda de sempre do clube mas será criticado. Por deixar sair já o capitão e pelo valor. Nunca seriam 100 milhões mas haverá sempre quem ache pouco. Além disso, Raphinha e Dost foram vendidos numa estratégia de manuntenção de Bruno. 

Por fim, o timing. Bruno sai em má altura (seria sempre). Faz ainda o jogo com o Benfica? Talvez, sim. Na fase final da Taça da Liga é que é quase impossível estar.