Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Visão do Peão

Quase campeão do mundo

22.12.19, Francisco Chaveiro Reis
Em seis meses, Jesus fez do Flamengo, campeão brasileiro e sul americano. Por um Firmino, não fez do gigante braileiro, campeão do mundo. Nas Arábias, 1-0, por Firmino, já no tempo extra. Ate lá, o Mengão vendeu caríssima a derrota, com um futebol europeu, bem organizado e com uma defesa certíssima. Poucos se batem assim com o campeão europeu e anunciado campeão da melhor liga do mundo. Jesus, desconfiamos, está orgulhoso. Tem razão. 

Jorge, Rei das Américas

24.11.19, Francisco Chaveiro Reis
Jorge Jesus, vive aos 65 anos, os melhores dias da carreira. A sua chegada ao Flamengo, após ter treinado "apenas" em Portugal e na Arábia Saudita, causou desconfiança, mas seis meses depois, Jesus é "o cara". Quando chegou ao Mengão, o clube, sem conhecer o sabor da vitória há dez anos, estava a oito pontos do líder Palmeiras. Nada que assustasse Jesus. Com bons reforços, sobretudo para a defesa (José Mari, Rafinha e Filipe Luís), o português mudou a maneira de trabalhar, (...)

Jesus quer a segunda

22.11.19, Francisco Chaveiro Reis
Envolto em enorme euforia na partida para o Peru, o Flamengo de Jesus joga amanhã a final da Libertadores da América, a Liga dos Campeões da América do Sul. O Mengão só venceu a competição por uma vez, em 1981 (não mais voltou à final) e a perspetiva de voltar a vencer está a deixar os adeptos loucos. Sob o comando de Jesus, o Mengo chega à final desta competição, mas está também a dois pontos de ser campeão brasileiro, algo que lhe escapa há dez anos. O primeiro ano de (...)

Jesus continua a conquistar a América do Sul

24.10.19, Francisco Chaveiro Reis
38 anos depois, o Flamengo está na final da Libertadores da América, a Liga dos Campeões da América do Sul. Jorge Jesus arrisca-se, graças ao seu trabalho, a vencer esta competição e o Brasileirão, onde já leva dez pontos de vantagem sobre o segundo classificado, o Palmeiras. Jesus não faz a festa antecipada mas a 11 jogos do fim, está muito bem posicionado. Na "Liberta", o adversário da final é o River Plate, campeão em título. O Mengão é favorito para a final de 23 de (...)

Mengão nas meias da Liberta

29.08.19, Francisco Chaveiro Reis
O Flamengo de Jorge Jesus está nas meias-finais da Libertadores da América, 35 anos depois. Ontem, o Mengão foi a Porto Alegre empatar a uma bola (mais um golo de Gabriel Barbosa) com o Inter local e valeu a vitória por 2-0, na primeira mão. O entrave à presença na final será outro clube brasileiro e da mesma cidade do que o Internacional: o Grémio. Este foi o 13.º jogo de Jesus no Brasil, e a sua sétima vitória.

Jesus é brasileiro

03.06.19, Francisco Chaveiro Reis
Jorge Jesus é o novo treinador do Flamengo. O objetivo claro, num clube desta dimensão, é ser campeão, um título que escapa ao Mengão desde 2009. Entre os argumentos que o Flamengo tem, para além do seu peso histórico e adeptos fanáticos em grande número, está um elenco de grande qualidade que conta com Gabriel Barbosa, Vitinho, Everton Ribeiro, William Arão, De Arrascaeta e Diego. A caminho podem ainda estar nomes como Zapata (Milan), Rafinha (Bayern), Filipe Luís (Atlético (...)

Jesus

07.06.18, Francisco Chaveiro Reis
    Já se sabe, Jorge Jesus vai treinar na Arábia Saudita depois de uma carreira toda feita em Portugal. Ao longo dos anos foram-se de falando de propostas de clubes como o A.C. Milan mas sempre ficou a sensação de que Jesus não tinha vontade de emigrar e que só o faria por um Real Madrid ou Barcelona. Infelizmente isso nunca foi hipótese. Jesus vai para o Al-Ahly receber 7 milhões por ano e vai sobretudo encontrar um projeto que lhe permitirá ter um ano relativamente calmo (...)

A caminho da final

15.02.18, Francisco Chaveiro Reis
O Sporting joga logo em Astana, em desafio a contar para a Liga Europa. Numa altura em que estarão 20 graus negativos na rua, o estádio estará fechado e terá o ar condicionado ligado no quente. O relvado, esse, será sintético (diz-se que potencia as lesões) o que faz com que Jesus poupe Mathieu e, acredito, Coentrão. O Astana, sem grandes estrelas (nem pequenas, na verdade) será um adversário perfeitamente ultrapassável, assim haja garra e pontaria. Jesus deve manter Doumbia na (...)