Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Visão do Peão

Visão do Peão

Itália e Islândia seguem em frente

Francisco Chaveiro Reis
28
Jun16

iceland-ap-m1.jpg

Há um dia, poucos imaginariam que Espanha e Inglaterra se ficariam pelos oitavos no Euro 2016. Mas foi o que aconteceu. A Espanha, em fim de ciclo, foi derrotada pela Itália por 2-0. Os espanhois, talvez orfaõs de Xavi e mesmo Xabi, foram derrotados por não saberem ocupar os espaços e foram sempre piores do que os italianos. Chiellini e Pellè fizeram os golos. Éder e Giacherinni tentaram aumentar o score. Para a Espanha foram oito anos de glória com a conquista de dois Europeus e de um Mundial. É tempo de renovação? No jogo da noite, a Islândia venceu a Inglaterra por 2-1. Rooney, de penalty, ainda adiantou os ingleses mas os islandeses responderam rapidamente por Ragnar Sigurdsson e por Sigthorsson, este com uma grande ajuda de Joe Hart. A organização e cultura tática dos homens do gelo deram cartas e constrataram com uma Ingaterra cheia de grandes jogadores mas desorganizada e inconsequente. Qual a necessidade de usar Sturridge na ala, havendo Lallana no banco? Para quê ter Rooney no banco quando Kane nada rendeu? Para quê  ter Kane a marcar cantos e livres quando estes saem tão mal?

 

Alinhamento dos quartos de final:

 

Quinta-feira, Marselha

Polónia-Portugal

 

Sexta-feira, Lille

Gales-Bélgica

 

Sábado, Bordeús

Alemanha-Itália

 

Domingo, Saint-Denis

França-Islândia

Euro 2016 - Portugal apura-se só com empates

Francisco Chaveiro Reis
22
Jun16

d196ab704480d54b622c45955f4c1223-kuBG-U10809137752

Num jogo emocionante, Portugal empatou com a Hungria a três bolas. A Hungria marcou primeiro por Zoltan Gera mas antes do intervalo, Nani empatou. Na segunda parte, a Hungria voltou a adiantar-se no marcador por duas vezes, com remates de Dzsudzsák  e a bola a ressaltar para a baliza. Das duas vezes, Ronaldo empatou, na primeira vez, com um golão de calcanhar. Candidato a vencer o grupo facilmente, Portugal acabou num miserável terceiro posto, com quatro golos marcados e outros tantos sofridos e sem uma única vitória. A Hungria, forte candidata ao último lugar, venceu o grupo. Em terceiro posto, passou a Islândia, após vencer a Áustria por 2-1, com golos de Bodvarsson e Traustason. Schopf marcou o golo austríaco. Nos outros jogos do dia, apuramento da República da Irlanda após vitória sobre a Itália. 1-0, perto do fim, com golo de Brady, um dos melhores jogadores irlandeses. A Bélgica passa em segundo após um 1-0 à Suécia, golo de Nainggolan.

Euro 2016 - Lukaku mostra-se

Francisco Chaveiro Reis
19
Jun16

gols_belgica_irlanda_euro_2016.jpg

Ao oitavo dia, vitória claríssima da Bélgica sobre a República da Irlanda, a abrir o dia. Lukaku bisou e calou os seus críticos, Witsel fez o outro golo. A Irlanda esteve muito longe da qualidade demonstrada no primeiro jogo. No grupo de Portugal, a Islândia mostrou-se novamenete fechada e sem grande imaginação mas marcou primeiro, de penalty, por G. Sigurdsson, sua estrela. A bela Hungria, empatou perto do fim e garantiu o apuramento. Szalai atrapalhou a defesa mas o golo foi de Saevarsson, na própria baliza.

GettyImages-541084248.jpg

À noite, jogo de Portugal e novo empate. Ronaldo atirou um penalty ao poste e os vários remates e cruzamentos nunca foram eficazes. Portugal tem que ganhar o último jogo para seguir em frente. William e Raphael estiveram bem.

Euro 2016 - Começa mal

Francisco Chaveiro Reis
15
Jun16

540178796_770x433_acf_cropped.jpg

Ao quinto dia de Euro, Portugal jogou e desiludiu. Ante da Islândia, bem defensivamente, deu empate a uma bola. Na primeira parte, Nani ainda adiantou Portugal mas na segunda parte os islandeses empataram. Ronaldo, Nani, Quaresma e Éder bem tentaram mas o segundo golo esbarrou sempre no guarda-redes, defesa ou na aselhice. Espera-se bem melhor no sábado. E já agora, porque não sei aproveita o trio João Mário-William-Adrien, rotinado no meio-campo?

adam-szalai-hungary-austria-bordeaux-goal-celeb-fa

No outro jogo do grupo, vitória da classe húngara ante da Áustria. Os húngaros apontados ao ultimo posto do grupo fizeram o 1-0 por Szalai (grande toque em esforço) e o segundo, através de um chapéu perfeito de Stieber. Grandes golos, bela exibição e primeiro lugar.

Os 23 - Islândia

Francisco Chaveiro Reis
27
Mai16

2177077.jpg

 

Guarda-redes- Halldórsson (Bodo Glimt), Jonsson (Sande) e Kristinsson (Hammarby);

Defesas- Skulason (Odense), Hauksson (AIK), Saevarsson e Magnusson (Cesena), Hermannsson (PSV), Ragnar Sigurdsson (Krasnodar), Arnason (Malmo) e Ingason (Lokeren);

Médios- Hallfredsson (Udinese), Gylfi Sigurdsson (Swansea), Gunnarson (Cardiff), Elmar Bjarnason (AGF), Bikir Bjarnason (Basileia), Traustason (Norrkoping), Rumar Sigurjonsson (Sundsvall) e Gudmundsson (Charlton);

Avançados- Bodvarsson (Kaiserslautern), Sigthorsson (Nantes), Finnabogason (Augsburgo) e Eidur Gudjohnsen (Molde).

 

Análise – Não ficam grandes jogadores de fora. É o grupo esperado.

A estrela – Os melhores pés pertencem a Sigurdsson do Swansea mas Eidur Gudjohnsen, com um passado no Chelsea ou Barcelona ainda tem influência no futebol dos nórdicos.

O onze deve ser – Halldorsson, Saevarsson, Arnason, Ragnar e Skulason; Gudmundsson, Gunnarson, Gylfi e Bjarnason; Sigthorson e Finnabogason.

Jogador do passado que dava jeito – A Islândia não tem grande tradição e só agora se estreia em fases finais de grandes competições.