Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Visão do Peão

Lichsteiner é o primeiro reforço do Arsenal de Unai Emery

por Francisco Chaveiro Reis, em 06.06.18

imgS620I222789T20180605143942.jpg

Gelson MartinsMarouane FellainiJeremy Mathieu e Sokratis Papastathopoulos podem ser os próximos. 

Manchester United e Chelsea vão jogar a final da FA Cup

por Francisco Chaveiro Reis, em 22.04.18

spursfa2104-0.jpg

 

Wolves continua a liderar

por Francisco Chaveiro Reis, em 12.03.18

Jota-no-Wolves.jpg

Já aqui escrevi sobre o Wolves de Nuno Espírito Santo. Confesso que não esperava que o português tomasse de assalto a competitiva e longa segunda divisão inglesa mas a verdade é que, jogadas 36 partidas, o Wolves é líder, conta com 23 vitórias, é o segundo melhor ataque e a segunda melhor defesa e tem o avançado Diogo Jota como figura, ele que já leva 14 golos na época, mais dois do que Léo Bonatini. Tudo indica que o Wolves entre diretamente para a Premier League 2018-201. PS: Escrevo este post no fim de uma jornada em que o Wolverhampton perdeu por 4-1 com o Aston Villa mas isso não apaga o mérito de Nuno. 

City imparável. 3-0 ao Arsenal e conquista da Taça da Liga

por Francisco Chaveiro Reis, em 26.02.18

promo343852056.jpg

 

José Morais no comando do Barnsley

por Francisco Chaveiro Reis, em 16.02.18

words-with--jose-morais.img.png

Depois de José Mourinho (Manchester United), Carlos Carvalhal (Swansea) e Nuno (Wolves), o futebol inglês conta com um novo português como treinador principal. José Morais, observador para José Mourinho no Chelsea, Real Madrid e Inter, é o novo treinador do Barnsley. A sua missão é impedir que o clube desça à terceira divisão. E Marco Silva, após bom trabalho no Hull e Watford também espreita nova oportunidade. 

O mercado já mexe - Ross Barkley reforça Chelsea

por Francisco Chaveiro Reis, em 05.01.18

skysports-ross-barkley-chelsea-premier-league-foot

 

Nuno continua a dominar segunda liga inglesa

por Francisco Chaveiro Reis, em 03.01.18

UPILA2TN3VFIVAKFTYRGDA2YL4.jpg

O percurso dos Wolves na segunda liga inglesa não foi sorte de principiante. Ontem o Wolverhampton venceu o Brentford por claros 3-0 e mantem-se no primeiro lugar com mais 12 pontos do que o Derby County. Com 26 jogos disputados, penso que é seguro afirmar que o clube treinado por Nuno estará na Premier League no próximo ano. Os Wolves somam 19 vitórias, 4 empates e 3 derrotas e já marcaram por 50 vezes na competição. Para além de Nuno, no banco, vários outros portugueses têm estado em grande. Diogo Jota, emprestado pelo Atlético de Madrid, é a estrela maior. O extremo de 21 jogos leva 11 golos e participou em todos os jogos da época. Nos portugueses, Roderick Miranda (15 jogos), Ruben Vinagre (9 jogos e 1 golo), Ruben Neves (25 jogos e 3 golos), Hélder Costa (16 jogos e 1 golo) e Ivan Cavaleiro (25 jogos e 7 golos) também têm estado em destaque. Boly, francês com passagem por Braga e contracto com o FC Porto já marcou 2 golos em 17 jogos e Leo Bonatini, que passou pelo Estoril e foi associado ao Sporting, leva 12 golos em 26 jogos. Nuno construiu uma equipa jovem que vai ser seguramente reforçada com mais valores em janeiro. Rafa Mir, avançado espanhol de 20 anos, deve deixar o Valência para rumar a Inglaterra e Nélson Oliveira, que já marcou 7 vezes pelo Norwich também pode aumentar as opções de ataque.

Os principais campeonatos europeus até agora

por Francisco Chaveiro Reis, em 02.01.18

espanha.jpg

Espanha – O Real Madrid até renovou o título de campeão mundial de clubes e Ronaldo não para de receber prémios individuais mas a verdade é que a época do Real não está a correr bem em Espanha e os “merengues” estão já a 14 pontos (menos um jogo) do que o Barcelona. O Barça de Valverde até perdeu Neymar e o seu substituto (Dembelé) só fez três jogos antes de se lesionar gravemente mas vai de vento em poupa com 14 vitórias e 3 empates em 17 jogos. Messi e Suarez são figuras, a par de Paulinho, vindo da China e renascido para o futebol de primeira linha. Muito interessante tem sido o Valência de Marcelino Toral, segundo classificado até há bem pouco tempo. Gonçalo Guedes, emprestado pelo PSG, tem sido a figura da temporada. O segundo lugar é do Atlético, que manteve Griezmann e acaba de apresentar Vitolo e Diego Costa, internacionais espanhóis de grande qualidade. Não será fácil mas creio que o Real voltará a ver melhores dias e provavelmente até acabará em segundo mas recuperar tantos pontos a uma equipa de luxo que até deve contratar Coutinho, é tarefa hercúlea.

Melhor marcador: Messi, 15 golos pelo Barcelona;

Melhor jogador: Messi – O astro argentino parece não ter o fulgor de outrora mas continua a ser a estrela do líder do campeonato. E é o melhor marcado;

Revelação: Paulinho - Não é um jogador jovem mas poucos acreditariam que tivesse tanto impacto no Barcelona nesta fase da sua carreira;

Melhor treinador: Ernesto Valverde está a responder positivamente ao desafio. A equipa não parece ser espetacular mas ganha.

napoles.jpg

Itália – O Nápoles só conheceu a alegria de vencer a liga italiana nos anos 80, com Maradona. Voltou a ter grandes equipas mas nenhuma voltou a alegrar tanto o San Paulo. Agora, outros baixinhos – Mertens e Insigne – brilham e o Nápoles resiste no primeiro lugar, mesmo tendo perdido no confronto direto com a Juventus, crónica campeã e atual segunda classificada, com menos um ponto do que a equipa do sul de Itália. A luta promete ser feroz e Inter, Roma e Lázio estão à espreita, com ligeiro ascendente para o Inter. O Milan continua a desiludir e dificilmente entrará sequer na luta pela Champions.

Melhor marcador: Icardi – O argentino continua a ser um jogador à parte no Inter e já é conectado com o Real Madrid;

Melhor jogador: Mertens – O belga é a estrela maior do Nápoles, líder. Marcou 10 vezes e é determinante. É seguido de perto pelo juventino Dybala;

Revelação: Cristante – O jovem italiano falhou no Benfica mas está a dar cartas pela Atalanta. É já ligado à Juve, onde se formou. Para além de fazer jogar, leva 6 golos;

Melhor treinador: Sarri – O veterano tem feito do Nápoles uma das melhores equipas do Calcio. Defende bem e é uma máquina de ataque, mesmo sem jogar com ponta de lança fixo. Merece ser feliz.

ing.jpg

Inglaterra – É a melhor liga do mundo mas ameaça perder o interesse. O City quase só sabe vencer (2 empates e 19 vitórias em 21 jogos) e dificilmente não será campeão. A equipa de Guardiola joga um futebol de topo, marca muitos e bons golos e tem mais 12 pontos do que o United, segundo classificado, numa altura em que até tem um jogo a menos. A luta deve mesmo ser pela Liga dos Campeões. Manchester United, Chelsea e Liverpool estão bem posicionados, logo atrás estão Arsenal e Spurs.

Melhor marcador: Kane leva 18 golos pelo Tottenham, mais um do que Salah pelo Liverpool;

Melhor jogador: De Bruyne – O belga é a personificação do bom futebol do City. Recuoou no terreno para pensar o jogo e está cada vez melhor e leva 6 golos;

Revelação: Sterling, depois de dar nas vistas como esperança do Liverpool, o médio ofensivo encontrou o seu espaço no City, tendo marcado 13 golos, muitos decisivos;

Melhor treinador: Guardiola, ao segundo ano, está a espalhar a sua lei por Inglaterra.

frança.jpg

França – Depois de um ano mau, o PSG, agora com Neymar nos quadros, voltou à posição dominante que tem desde que se tornou “novo-rico”. Dificilmente não será campeão, uma vez que já leva 9 pontos mais do que o Mónaco. Os campeões franceses, que contam com Rony Lopes e João Moutinho, terá poucas hipóteses de voltar a ser feliz. A fazer boas campanhas estão o Marselha e o Lyon, que se reforçou bem com homens como Bertrand Traoré ou Mariano Lopez. O Nantes segue em quinto.

Melhor marcador: Cavani leva 19 golos. Falcao, com 15, é o atual “bola de prata”;

Melhor jogador: Neymar chegou, leva 6 assistências, 8 golos e muita magia mas Cavani continua a ser a estrela maior, desde logo, pelo número de golos;

Revelação: Mariano – Promessa no Real Madrid, o dominicano está a fazer furor no ataque do Lyon, necessitado de referências. Leva 13 golos e é a estrela da equipa;

Melhor treinador: Rudi Garcia. O francês tem ajudado a fazer renascer o Marselha, entre contratações de luxo como Luiz Gustavo e Payet e outras, bem mais modestas, que resultam num plantel desequilibrado.

ale.jpg

Alemanha – Com mais ou menos dificuldade, quem domina, ano após ano, a Bundesliga é o Bayern, candidato maior à vitória final. Esta época já leva mais 11 pontos do que o Shalke 04. O Leipzig, maior oponente no ano passado, está em quinto e o Dortmund, segunda maior potência, está em terceiro.

Melhor marcador: Lewandowski leva 18 golos e continua a ser o rei do golo na Alemanha;

Melhor jogador: Lewandowski, pela consistência, é o melhor da equipa líder;

Revelação: Leon Goretzka– O médio do Shalke “rebentou” esta época e já está a ser associado a Barcelona e Bayern;

Melhor treinador: Aos 72 anos, Jupp Heynckes deixou a reforma e regressou ao Bayern a tempo de voltar a colocar a máquina em grande rotação.

Adrien volta a jogar

por Francisco Chaveiro Reis, em 02.01.18

img_797x448$2018_01_02_07_49_18_276433.jpg

Adrien Silva estreou-se finalmente com a camisola do Leicester. Jogou apenas 4 minutos mas foi muito bem recebido pelos adeptos do Leicester, num jogo em que Slimani foi titular e marcou um golão (quinto da época). O Leicester bateu o Huddersfield em encontro da 22.ª jornada. Os supreendentes campeões ingleses em 2015-2016 ocupam agora o 8.º posto da liga inglesa. 

Carvalhal chega à Premier League

por Francisco Chaveiro Reis, em 28.12.17

DSIXkfCW4AE9QRv.jpg

Carlos Carvalhal tanto tentou que conseguiu chegar à Premier League. Depois de fantásticos anos no S. Wednesday onde "morreu na praia", o clube estava a ter uma época abaixo do esperado e por mútuo acordo, Carvalhal deixou a segunda divisão inglesa. O seu destino é agora  Swansea que luta pela permanência. Estará Carvalhal à altura de tão difícil terefa? Ganhará Sanches novo fôlego com a chegada de um compatriota? Com 20 jogos disputados, o Swansea é último, com 13 derrotas, 4 empates e 3 vitórias mas está a "apenas 5 pontos" dos lugares da "salvação". Além de Samches, o plantel tem bons executantes, como Bony, Dyer, Narsingh ou Fer. 

United vence em Vicarage Road

por Francisco Chaveiro Reis, em 29.11.17

nintchdbpict000369727669.jpg

O Manchester United de José Mourinho foi ao difícil terreno do Watford de Marco Silva vencer por 2-4, numa bela partida de futebol. Young, reiventado por Mourinho como homem que faz todo o lado esquerdo, marcou os dois primeiros golos, com dois grandes remates, o segundo de livre direto. Martial, em crescendo fez o 0-3 ao intervalo. O Watford reagiu marcando duas vezes. Primeiro, Deeney de grande penalidade e depois Doucoré. O melhor ficou para o fim. Em jogada individual que parecia condenada ao insucesso, Lingard passou por meia equipa do Watford e rematou para o 2-4 final. O United fica a 5 pontos do City, que só hoje joga. 

Watford transporta adeptos até Newcastle

por Francisco Chaveiro Reis, em 28.11.17

watford-united-fans.jpg

O gesto está a correr mundo. Um autocarro com adeptos do Watford avariou-se a 160 quilómetros de Newcastle, onde a equipa de Marca Silva ia jogar. Sabendo da situação, o Watford pagou o táxi aos adeptos que chegaram muito a tempo de ver a sua equipa vencer por 0-3

City marca 7 ao Stoke e segue em primeiro

por Francisco Chaveiro Reis, em 16.10.17

622_351bb982-4dd3-490f-ab9b-0081f2204259.jpg

Num jogo quase perfeito, o Manchester City venceu o Stoke City por 7-2 e continua na frente da melhor liga do mundo. Mesmo sem Aguero, lesionado, a capacidade goleadora dos Citizens é enorme e só os dois golos sofridos espantam, quem viu o jogo. Bernardo Silva estreou-se a marcar. Outro português em destaque foi Marco Silva. O seu Watford venceu o Arsenal por 2-1 e está no quarto posto, à frente de equipas como o campeão Chelsea, Arsenal ou Liverpool. Liverpool que empatou a zero com o United, de Mourinho. Bem melhor, a equipa de Klopp não conseguiu vencer o Manchester United, bem a defender. 

Wolves de vento em popa

por Francisco Chaveiro Reis, em 19.09.17

img_770x433$2017_09_17_02_28_44_1313305.jpg

Corre bem a vida a Nuno e, logo, ao seu clube. O Wolves soma 5 vitórias em 8 jogos na exigente segunda divisão inglesa e está na segunda posição, que dá acesso directo à Premier League, o grande objectivo. Os portigueses que entram em campo também têm conquistado os adeptos. Diogo Jota, ex-FCP, Atlético de Madrid e Paços de Ferreira, tem sido o português em maior destaque, tendo marcado 5 vezes em 9 jogos; Ivan Cavaleiro leva 1 golo em 8 jogos; Ruben Neves tem números iguais ao do extremo; Roderick entrou 8 vezes em campo  e Ruben Vinagre, 6. Hélder Costa e Pedro Gonçalves ainda não se estrearam. O brasileiro Léo Bonatini, que brilhou no Estoril e chegou a ser associado ao Sporting, leva 3 golos em 9 partidas. O campeonato é longo e cheio de equipas competitivas (por exemplo, o Aston Villa de John Terry está em 13.º) mas a aventura inglesa corre muito bem à armada portuguesa. 

Everton - Hoje e ontem

por Francisco Chaveiro Reis, em 22.08.17

 

wayne-rooney-celebrates-scoring-for-everton-v-stok

O Everton, versão 2017/2018, promete. Entrou a vencer na Premier League e ontem empatou a uma bola no terreno do City, sendo que foi a melhor equipa em campo. Ronald Koeman, na sua segunda época, já recebeu Wayne Rooney (dois golos em dois jogos), Sandro Ramirez (o goleador das camadas jovens do Barcelona que esteve bem no Málaga), Klaessen (o médio holandês que marcou 20 golos pelo Ajax no ano passado), Sigurdsson (estrela islandesa do Swansea), Martina (lateral que Koeman já levara da Holanda para o Southampton), Keane (formado no Manchester United e visto como um dos esteios futuros da seleção inglesa) e Pickford (guarda-redes ex-Sunderland, contratado por cerca de 33 milhões de euros). O Everton promete jogar bom futebol, mesclando as boas contratações com bons jogadores que já lá moravam como Gueye, Baines, Coleman ou Lennon e com os jovens (o ADN do clube sempre foi importante e teve lugar no plantel) como Holgate, Calvert-Lewin, Tom Davies ou Ademola Lookman.

Honours and Records 1215868632.jpg

Nesta fase de rejuvenescimento do Everton é importante olhar para o seu passado. A equipa menos conhecida de Liverpool conta com 9 títulos de campeão inglês. O Everton sagrou-se campeão pela primeira vez em 1891, 13 anos após a sua fundação. Foi mais seis vezes, entre 1915 e 1971. Nos anos 80, possivelmente no melhor período da sua história, foi bicampeão, vencendo em 1986 e 1987. Foi nessa altura também que venceu a Taça das Taças, em 1985, vencendo o Rapid de Viena por 3-1. Nessa época, o Everton contava com jogadores como Southall, Ratcliffe, Speedy ou Sharp. Nesta altura, deu-se a tragédia de Heysel e as equipas inglesas foram banidas das competições da UEFA. Talvez a glória europeia da equipa tivesse continuado.

image-19-for-dixie-dean-gallery-605918893.jpg

O guarda-redes galês Neville Southall (750 jogos) é o jogador que mais partidas disputou pelo clube. É seguido pelos ingleses Brian Labone (534), Dave Watson (528) e Ted Sagar (500). O galês Kevin Ratcliffe fecha o pódio com 494 jogos. O mais goleador da história do Everton é o mítico Dixie Dean que marcou 383 vezes em 433 jogos. Seguem-se Sharp (159 golos), Latchford (138), Young (125) e Royle (119).

Mourinho volta a golear! Marcos Alonso marca dois em Wembley ao Tottenham

por Francisco Chaveiro Reis, em 21.08.17

843288_1.jpg

O Chelsea deu a melhor resposta e venceu o Tottenham por 1-2, em Wembley. Marcos Alonso, num livre direto perfeito, fez o primeiro golo da partida. Estava estragada a estreia dos Spurs no mítico Wembley (recorde-se que o novo estádio está em construção). Aos 82´, o recém entrado avançado belga Michy desviou a bola para a sua própria baliza e fez o 1-1. Antes, o Chelsea falhara várias vezes o 0-2. O 1-2 final chegaria num rápido contra-ataque, concretizado por Marcos Alonso, num remate cruzado. Mas o destaque da jornada vai, claro, para o Manchester United de Mourinho que voltou a vencer por 4-0. Bailly quase em cima do intervalo, quebrou o inguiço. Na segunda parte, em poucos minutos, Lukaku, Pogba e Martial ampliaram a vantagem. Mourinho soma seis pontos em dois jogos, tantos como o recém-promovido Huddersfield (1-0 ao Newcastle) e o sempre aflito WBA (0-1 ao Burnley). Hoje ainda se joga o Manchester City-Everton. 

Nuno começa muito bem

por Francisco Chaveiro Reis, em 16.08.17

PV3AMRGPQFFYFJNVRZIS5EB4FY.jpg

Começou muito bem o Wolves de Nuno e dos seus pupilos portugueses, Roderick Miranda, Ruben Vinagre, Ruben Neves, Ivan Cavaleiro, Diogo Jota e Hélder Costa. Em três partidas, três vitórias, tal como Cardiff e Ipswich. O Wolves venceu ontem, fora, o Hull (antiga equipa de Marco Silva) por 2-3 com Ruben Neves e Diogo Jota a fazerem o gosto ao pé. Antes, vencera o Boro por 1-0, com golo de Bonatini, brasileiro que passou pelo Estoril. Na segunda jornada, 0-2 ao Derby County, com um dos golos a ser marcado por Cavaleiro. Pelo meio, 1-0 ao Yeovil, para a EFL Cup. No sábado. há recepção ao Cardiff. Para além de Roderick e Neves, Boly, ex-Braga e FCP são habituais titulares. 

O terrível Diego Costa

por Francisco Chaveiro Reis, em 17.07.17

Diego-Costa-Chelsea2.jpg

O brasileiro Diego Costa, que até passou por Braga e Penafiel, tinha tudo para ser o melhor avançado do mundo e ter sucesso na sua seleção de origem. É muito forte fisicamente, remata bem e é rápido apesar da sua constituição e tem uma inteligência a ler o jogo que é digna de nota. Mas o seu feitio difícil parece estragar tudo. Envolve-se constantemente em quezílias desnecessárias com adversários e está agora de costas voltadas com António Conte, com o qual voltou aos golos e foi campeão e acaba de provoca-lo a ele e aos adeptos do Chelsea, ao fazer um vídeo onde aparece com a camisola do Atlético, clube ao qual pode regressar em breve. Com todo o respeito pelo Atlético, terceira potência da liga espanhola e com um percurso europeu notável nos últimos tempos, Costa vai trocar o posto de campeão da melhor liga do mundo pela luta pela titularidade no Atlético, que só o poderá inscrever em janeiro. Irá, como Vitolo, para um Las Palmas? Outra questão é a seleção. Um avançado de classe mundial foi aquilo que mais faltou ao Escrete no Mundial de 2014 (claro que no 7-1, não foi só isso que falhou). Pelo país onde nasceu ainda fez dois jogos particulares mas em maio de 2013 optou pela seleção espanhola, defendendo-a no Mundial do Brasil. Aos 28 anos, Diego Costa acumula tanto polémicas como golos e títulos mas fica a sensação de que podia ter feito muito mais.

Oficial: Rudiger no Chelsea

por Francisco Chaveiro Reis, em 10.07.17

transferir.jpg

 

Oficial: Lukaku no Manchester United

por Francisco Chaveiro Reis, em 10.07.17

img_770x433$2017_07_10_17_41_04_1287962.jpg

 

 

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Links

Vizinhos

Informação desportiva