Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Visão do Peão

Visão do Peão

Equipamentos de recurso

Francisco Chaveiro Reis
20
Fev24

Cópia de Design sem nome (11).png

O Sporting apresentou ontem o seu quarto equipamento para a época 2023-2024, fazendo uma brincadeira com a famosa saga cinematográfica, Homens de Negro.

Cópia de Design sem nome (8).png

Foi estreado na vitória em Moreira de Cónegos e está longe de ser um jersey com um design arrojado ou diferente, mas em maré de vitórias, será por ser vestido por Gyokeres e companhia que ficará na história. O marketing do Sporting trabalhou bem o lançamento de uma camisola que parece ser de recurso. Há uns anos, nos tempos da Puma, aconteceu algo semelhante, por duas vezes, sem que essas camisolas, tenham sido sequer postas à venda.

Cópia de Design sem nome (10).png

Em 2010-2011, a Puma vestia (e bem) o Sporting e apresentou um bom equipamento principal e um muito interessante equipamento secundário, essencialmente a preto, mas com uma manga a verde, onde, a decalque, se via um leão rampante. Como quarta opção, atrás do Stromp, apareceu um equipamento branco, com pequenos pormenores a preto. Na época em que a final da Taça UEFA seria entre FC Porto e SC Braga, o Sporting jogou de branco apenas na Europa. Tanto quanto sei, este equipamento só foi usado num 1-1 ante do Rangers, em Glasgow e numa derrota na Bulgária. Abel, Polga, Evaldo, Pedro Mendes, Yannick Djaló ou Postiga eram alguns dos jogadores de então. O Sporting de Paulo Sérgio, que fez uma bela fase de grupos, ficou-se pelos 16avos da Liga Europa.

Cópia de Design sem nome (9).png

Em 2011-2012, mais dois belos equipamentos, o primeiro, com gola redonda e o segundo, quase todo branco, com pormenores a verde fluorescente. Além do Stromp, voltou a aparecer um “equipamento de recurso”, para jogar as provas da UEFA. Desta feita, a camisola passou a ser predominante preta.  Na estreia na Liga Europa, estreia do equipamento, no 0-2 em Zurique. Na 4.º jornada, o Sporting vestiu de preto, na derrota contra o Vaslui. O equipamento voltaria a jogo, em Varsóvia, num 2-2 para os 16avos. O Sporting de Sá Pinto só pararia nas meias. Também na liga a camisola foi usada por Van Wolswinkel, Capel ou Onyewu, por exemplo, na vitória em Vila do Conde.