Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Visão do Peão

Visão do Peão

Sem brilho, lá em cima

22
Set15

487915.png

 

O Sporting venceu o Nacional, conta quatro vitórias e um empate em cinco jogos e está em primeiro lugar, com os mesmos 13 pontos que o FCP. O problema é que o Sporting voltou a não convencer, fazendo uma exibição sofrível, plena de passes falhados, erros defensivos infantis e maus cruzamentos.

Jesus apostou em: Patrício, Esgaio, Oliveira, Naldo e Jefferson, Gelson, Adrien, Mário e Ruiz, Téo e Slimani. Esgaio parece ter ganho o lugar a Pereira e ontem teve um posicionamento interessante. Até à expulsão de Sequeira, atacou menos que Jefferson e fletiu muitas vezes para o centro, apoiando os centrais. Mas, Esgaio, em quem tenho fé não fez muito para justificar a aposta, hesitando muito e cruzando pouco e mal. No centro Oliveira e Naldo estiveram relativamente bem e Jefferson foi o do normal: mais um atacante sempre a fazer cruzamentos e menos um defesa.

No meio, Adrien e Mário estiveram bem e Gelson, à direita, foi voluntarioso. Nem sempre decidiu bem mas é óbvio que o talento está ali. Já Ruiz, continua a mostrar bom toque de bola mas dá a sensação de falta de entrosamento e de muita lentidão. Parece que o costa-riquenho renderia muito mais ao centro.

Na frente, mais um tiro ao lado de Téo. O colombiano tem qualidade mas não dura mais que uns fogachos. Neste momento, Téo nada acrescenta. E, a acrescentar, será a 9. Slimani continua muito disponível mas a falhar na concretização, a sua principal tarefa. Montero e Mané entraram bem e fabricaram o único golo. Martins trouxe pouco ao jogo. Não que tenha jogado mal mas não fez nada de diferente ou diferenciador.

Dá ideia que este Sporting renderia mais em 4-3-3 com meio mais preenchido, Slimani fixo e Ruiz na esquerda com mais possibilidade de fletir para o centro e criar perigo.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.