Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Visão do Peão

Visão do Peão

Ronaldo em queda

Voltará a jogar pelo United?

Francisco Chaveiro Reis
21
Out22

Design sem nome.png

As posições estão extremadas. Cristiano Ronaldo foi afastado do plantel do Manchester United e treinará à parte dos companheiros. Esta situação acontece após vários episódios infelizes de CR7, que culminaram na alegada recusa em jogar contra o Tottenham, como suplente utilizado e saída não autorizada e antes do tempo do banco, em direção aos balneários. Ten Hag, que tem fama de ser duro, tinha sido mais ou menos delicado com Ronaldo, mas terá também perdido a paciência.

É difícil tomar partido sem ter acesso a toda a informação, mas após uma carreira de luxo, que faz dele um dos melhores de sempre e ainda hoje o 20.º melhor do mundo, dá ideia que Ronaldo não está a saber lidar com a finitude da sua vida de futebolista. Não que vá acabar já. É provável que faça mais 2 ou 3 anos e tenha momentos de sucesso, mas, mesmo que se cuide como ninguém, Ronaldo já não é o mesmo e está numa fase má. Ronaldo, com outra atitude poderia manter o seu estatuto de lenda mundial, aceitando jogar menos, mas ajudando os jovens do United a crescer. E, provavelmente, jogando 20 a 30 minutos por jogo, marcaria vários golos importantes. Mas, dá ideia de que CR7 acha que tem ainda capacidade de jogar 90 minutos em todos os jogos e ser ainda um dos melhores do mundo. Infelizmente para ele, United e mundo da bola, já não é e entrou na fase descente da carreira, que não tinha que ser necessariamente decadente.

O que se segue? Para já, parece mais ou menos certo que não voltará a jogar pelo United, saindo pela porta pequena e ficando em ainda pior forma. Ronaldo arrisca-se a chegar sem ritmo ao Mundial, ele que já não fez exibições famosas por Portugal. E, na seleção, tem um estatuto de intocável, sendo uma certeza no onze, o que pode enfraquecer uma equipa que não terá Jota. Claro que, até pela sua personalidade, não é de excluir que um Ronaldo enraivecido, arranque para um Mundial memorável, mas, infelizmente, acho que não é para aí que caminhamos.

No pós-Mundial, Ronaldo terá novo clube. Não acredito que se mantenha em Inglaterra ou regresse a Espanha ou Itália. Ronaldo precisa de se sentir importante e mesmo que haja a tendência para, como no verão, de o associar aos maiores clubes, Ronaldo irá, penso, para uma liga periférica. Se quiser, como é legítimo, continuar com uma massa salarial ao nível da que tem, o Médio Oriente, onde jogará o Mundial, estará de portas abertas. Com desconto, a MLS, também é destino possível. Mas acredito mais que se mantenha pela Europa. Turquia, Grécia ou mesmo um regresso ao Sporting podem ser cenários uma vez que permitiriam a Ronaldo continuar a jogar, marcar, ter jogos europeus e o apoio do público. Veremos mas, um dos melhores de sempre não precisava disto após uma carreira brilhante.