Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Visão do Peão

Visão do Peão

Partiu Gerd Muller

1945-2021

Francisco Chaveiro Reis
24
Ago21

Design sem nome (21).png

Gerd Muller, O Bombardeiro, morreu no dia 15 de agosto, aos 75 anos. Muller, melhor marcado de sempre da liga alemã (365 golos), fez história ao serviço do Bayern e da seleção alemã. Nascido em Nördlingen, foi pelo clube local que deu nas vistas, com 51 golos em 1963-1964, tendo iniciado no ano seguinte, uma relação de catorze anos com o Bayern de Munique. Vejamos a sua evolução em termos de golos ao serviço do clube que ajudou a consolidar como gigante europeu: 41, 16, 43, 30, 37, 42, 39, 50, 67, 43, 30, 35, 48, 32 e 13. Números absolutamente surreais que mostram bem a importância de Muller, que ajudou o Bayern a vencer três Ligas dos Campeões; uma Supertaça Europeia; uma Taça Intercontinental; quatro ligas alemãs e ainda uma da segunda divisão e quatro Taças da Alemanha.

Pela seleção alemã, no caso, a Alemanha Ocidental, marcou 68 golos em 62 jogos, sendo figura na conquista do Euro 1972 e do Mundial de 1974. Em 1970, brilhou no Mundial do México, ao marcar 10 golos (melhor marcador, à frente de Jairzinho e de Cubillas), mas nas duas outras competições, que jogou e venceu, terão sabido melhor e, claro, não ficou sem marcar. Em 1972, fez 4 golos em apenas 2 jogos e em 1974, 4 em 7 jogos, incluindo o golo da vitória frente aos Países Baixos, em Munique. Nos seus tempos áureos, Muller jogou, no clube e na seleção, com “monstros” como Sepp Maier, Franz Beckenbauer, Paul Breitner ou Uli Hoeness.

Muller, em fim de carreira, experimentou ainda a liga norte-americana, como outras estrelas da época – Best, Cubillas, Cruyff, Pelé, Eusébio ou Beckenbauer – com sucesso, antes de se retirar em 1981. Partiu um dos maiores goleadores do jogo.