Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Visão do Peão

Visão do Peão

O novo Newcastle

Francisco Chaveiro Reis
28
Mai19

Newcastle_United_Logo.png

O Newcastle acaba de se juntar ao grupo de clubes novos ricos. Bem sei que falar em clubes ricos na Premier League é redundante, mas convenhamos que Manchester City ou Chelsea são bem mais ricos do que Burnley ou Watford. O Newcastle, dono de um estádio imperial, sempre cheio de fanáticos e fieis adeptos, sempre prontos a serem desiludidos pelas más prestações da equipa, acaba de ser vendido por 500 milhões. Mike Ashley, milionário britânico, acusado ao longo dos anos (esteve lá 12) de investir pouco na equipa (e não se pode dizer que seja mentira, mesmo que tenha de facto, investido mais de 150 milhões) acaba de vender o clube. O Newcastle acaba de ser comprado por 500 milhões de euros. Khaled bin Zayed Al Nehayan, primo do proprietário do Manchester City, é o novo dono dos Magpies e claro, todos, esperam que o próximo defesa veja chegar estrelas planetários ao Nordeste inglês.

 

A prioridade será renovar com Rafa Benitez e a prioridade deste, já se sabe, é comprar espanhóis. Juan Mata e Fernando Torres são dois dos nomes avançados pela imprensa com possibilidades para reforçar o Newcastle. Este artigo do As, aponta ainda Areola, Willems, Dwight McNeil, Wellbeck ou Mário Fernandes como possíveis reforços. Não será de estranhar que Rafa se vire para outros espanhóis de qualidade, nomeadamente aqueles que não cabem no Real, como Isco, Ceballos ou Llorente. Mas o Newcastle não parte do zero. Em Saint James Park, já mora qualidade, personificada em Lascelles, Schar ou Ayoze.

 

O Newcastle, fundado há 126 anos, conta com 17 títulos no palmarés. A nível interno, venceu quatro vezes o principal campeonato, mas desde 1926 que não festeja esse título. Venceu seis vezes a Taça de Inglaterra, mas a última conquista data de 1955. Em 1969 venceu a mãe da Taça UEFA. Os tempos de glória vão longe mas os adeptos nunca viraram as costas ao gigante do Nordeste enchem o seu bonito estádio a cada partida em casa. Em 1995-1996 e 1996-1997, a equipa esteve perto de dar alegrias aos fãs.

 

Em 1995-1996, já com Mike Ashley, o Newcastle ficou a quatro pontos do campeão, United. Kevin Keegan sentava-se no banco e orientava uma equipa de estrelas que inclua Les Ferdinand, David Ginola, Peter Beardsley, Faustino Asprilla ou Pavel Srníček. Parecia faltar alguma coisa. No verão seguinte, Alan Sheare, melhor marcado da Premier League, chegou para envergar a camisola 9 dos Magpies. Marcaria 25 golos na estreia mas não conseguiu fazer do Newcastle, campeão. Aliás, o clube ficou desta feita a sete pontos do United. 1997-1998 viu o Newcastle ser 13.º, tal como o foi esta época. 2001-2002 viu o Newcastle ser quarto classificado (ainda com Shearer e com Given, Dabizas, Speed, Solano ou Bellamy) e no ano seguinte, falhado o acessso à Champions, o Newcastle terminou em terceiro. Em descida, o Newcastle jogaria a segunda divisão em 2009-2010. Entre sobes e desces, o Newcastle tornou-se num clube pouco investidor, para desgosto dos adeptos, contra Ashley há já alguns anos. Começa uma nova era.