Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Visão do Peão

Visão do Peão

O mercado do Sporting

Cautelas e expetativa

17
Jun21

Propaganda de Moda Capa para Facebook (26).png

O Sporting parece estar (e bem) cauteloso no mercado, não se deixando iludir pelos milhões da Liga dos Campeões. A ideia parece ser vender primeiro. Assim, vários processos como os de João Mário, Ricardo Esgaio (mesmo que nomes como Wass e Pipa venham à baila) ou Manuel Ugarte não estão ainda finalizados, parecendo que a previsível venda de Matheus Nunes (parece que o Everton pagará cerca de 20 milhões) irá desbloquear os primeiros negócios. Acredito que o Sporting avance, depois de Nunes zarpar para Liverpool, para os falados 7 milhões por João Mário, 5 a 6 por Esgaio e 5 por 50% de Ugarte.

Seguir-se-á a compra de mais um defesa-central, um defesa esquerdo, um médio ofensivo/extremo e um ponta de lança. Para a defesa, onde eu muito gostaria de ver o regresso de Domingos (Granada), não há ainda nomes a transpirar para o público. No caso do médio/extremo, também não, além de rumores de poucas horas, como Trincão. Para a esquerda, mesmo que não saia Mendes (acredito que saia), o Sporting quer garantir o empréstimo de Vinagre. Para o ataque, o nome mais falado foi Nmecha mas, já de férias, não se ouviu falar mais deste dossier, ligado ao de Mendes.

O Sporting, parece-me, quererá fazer dinheiro com segundas linhas e emprestados, como Maximiano, Ivanildo, Camacho, Rosier, Doumbia ou Sporar e com esses, ir financiando as compras, que já se percebeu, serão tão sensatas como na época passada, podendo ir buscar um jogador mais caro, em caso de folga orçamental. A ideia parece ser financiar-se para que possa recusar propostas por Mendes, Palhinha ou Gonçalves, mesmo que eu ache que pelo um, Mendes, sairá, por um valor de mais de 55 milhões, mais um (Nmecha) ou dois (Yangel) empréstimos.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.