Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Visão do Peão

Visão do Peão

O dia dos Weah

maxresdefault.jpg

Fantástico o que aconteceu na quarta-feira. Weah, 51 anos, foi internacional pela Libéria e o seu filho, de 18, foi internacional pelos EUA. George Weah, melhor jogador do mundo em 1995 e avançado que brilhou com as camisolas de Mónaco, PSG, Milan ou Chelsea, não tinha feito o jogo de despedida pelo seu país e só agora, depois dos 50 anos e como presidente da Libéria (!!!) o conseguiu. Na receção à Nigéria, jogou quase 80 minutos. Não marcou, não evitou a derrota e já não tem a forma que o fazia "engolir" os defesas mas continua a ser adorado pelos seus compatriotas e foi aplaudido. 15 anos depois da retirada oficial, George mostrou que ainda sabe o que fazer com a bola. Poucas horas depois, no Texas, o seu filho mais velho, Tim (PSG) fazia o quinto jogo pela seleção principal dos EUA. Não marcou mas fez bom jogo. Curiosamente, conseguiu jogar mais de 90 minutos, superando o tempo de jogo do pai. Será caso único, pai e filho a serem internacionais no mesmo dia, ainda para mais por países diferentes.