Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Visão do Peão

Visão do Peão

Não foi mau

Francisco Chaveiro Reis
25
Out19

img_920x518$2019_10_24_23_39_51_1618975.jpg

Em Alvalade, a noite foi positiva. O Sporting venceu, está bem posicionado para seguir em frente na Liga Europa, não sofreu golos e não se viram confrontos provocados pelas claques (ou outros). Sem brilhantismo, o Sporting foi melhor, atacou muito mais e falhou vários golos. Bolasie, aos trambolhões, fez o único, a cerca de vinte minutos do fim. O Sporting ora circulou bem a bola com Bolasie, Vietto e Fernandes em destaque, ora parecia não saber o que lhe fazer. A falta de confiança é notória e o cenário só muda com vitórias. Com o Guimarães, é natural que a equipa se mostre um pouco melhor e que evolua até estabilizar no terceiro lugar do campeonato, o máximo a que pode aspirar atualmente. Houve ainda tempo para voltar a ver Pedro Mendes (perigosos os aplausos e a esperença neles contida, como se Mendes fosse solução de todos os problemas do Sporting). As claques, sem beneces do clube, responderam à chamada, compramdo bilhetes como qualquer outro sócio. Puxaram pela equipa até ao fim e no fim, lá voltaram a pedir a demissão de Varandas. Desde que cantem até ao fim e não usem violência, é legítimo. Nota maior para as homenagens a Rui Jordão. Minuto de silêncio (não de palmas, que vieram no fim do silêncio); tarjas gigantes e ao minuto onze, o estádio transformado em céu estrelado, graças às lanternas do telemóveis. 

Nos outros jogos, só o Braga venceu e logo no difícil terreno do Besiktas. 1-2 com golos de Ricardo Horta e Wilson Eduardo. O FCP só conseguiu empatar, num jogo só com golos colombianos (Diaz contra Morelos) e o Guimarães, em pleno Emirates viu-se a vencer duas vezes, com toda a justiça mas Pepé bisou e derrotou os vimaranenses.