Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Visão do Peão

Mais do mesmo

24.09.19, Francisco Chaveiro Reis

transferir.jpg

O Sporting voltou a perder. Ontem foi em casa, contra o Famalicão, por 1-2. A um grande golo de Vietto, respondeu o Famalicão com uma bela jogada que acabou com o golo de Lameiras e com mais um lance infeliz de Coates, a fazer o segundo autogolo em dois jogos. O uruguaio passa por péssima fase e deve agora recuperar psicologicamente. Ainda que eu nunca tenha sido o seu maior fã, é obvio que consegue produzir mais do que isto.

Na estreia em Alvalade, Pontes, sem poder contar com Fernandes e Phellype, lançou Battaglia (fez a diferença enquanto teve pernas, mas depois de tão longa paragem era óbvio que quebraria) e deu a batuta do meio-campo a Wendel. A primeira parte foi do Sporting que deveria ter ido para o intervalo com mais do que um 1-0. Vietto foi o destaque maior, não só pelo golo marcado. Na segunda parte, acabou a bateria de Battaglia mas Pontes tirou do jogo, o argentino errado. Com 1-1, tirou de campo Vietto, o mais parecido que ontem havia com um ponta-de-lança e melhor em campo, e com esse gesto, destruiu a confiança do jogador, da equipa e das bancadas. Não mais o Sporting se encontrou e o golo do Famalicão surgiu com naturalidade e justiça. Infelizmente da pior forma possível.

Leonel Pontes lembrou o óbvio. Nem tem ovos, nem sabe cozinhar. Não sabemos se teria corrido melhor com Keizer mas sabemos que o Sporting atual não tem um rumo definido e que em setembro tem um plantel desequilibrado, onde não mora um médio defensivo de raiz e onde só há um ponta-de-lança de raiz. É bem possível que de alguma forma mágica, o Sporting se encontre, faça alguns bons jogos e ocupe o seu lugar natural: o terceiro. Mas isso não alimenta os adeptos que ano após anos fazem a sua parte, algo que as sucessivas direções teimam em não honrar.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.