Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Visão do Peão

Lewandowski chega aos 40

Iguala Gerd Muller

Francisco Chaveiro Reis
17
Mai21

Propaganda de Moda Capa para Facebook (11).png

No momento em que marcou o seu 40.º golo na Bundesliga deste ano, Robert Lewandowski levantou a camisola e mostrou uma t-shirt de homenagem ao Bombardeiro, Gerd Muller, homem cujo recorde de golos acabara de igualar. O gesto é ainda mais bonito se pensarmos que Muller está hoje com a saúde bastante fragilizada.

O polaco será o melhor marcador da Europa, feito que ainda tem mais valor se pensarmos que a liga alemã tem menos quatro jogos do que a inglesa, espanhola ou francesa. A uma jornada do fim, o seu rival interno é André Silva, com a fantástica marca de 27 golos pelo Frankfurt, que parecem coisa pouca, quando comparados com os números do avançado do Bayern que, ao todo, leva 47 golos na época. Segue-se a receção ao Augsburgo e ninguém acredita que o avançado não bata o recorde já esta época.

Lewandowski, nascido em Varsóvia há 32 anos, jogou nos juniores do Légia mas seria no Znicz Pruszków que se estrearia como sénior, marcando 37 vezes em duas épocas. Saltou depois para o Lech Poznan onde fez 41 golos em duas épocas e ajudou a equipa a vencer um campeonato, uma taça e uma supertaça. Aterraria na Alemanha em 2010 para quatro épocas de sucesso no Borussia de Dortmund, de Jurgen Klopp.  Na Vestfália, ajudou a equipa a vencer dois campeonatos, uma taça e uma supertaça e ainda jogou a final da Liga dos Campeões. Marcou 103 golos, tornou-se no 10.º melhor marcador de sempre do clube, mas aceitou mudar-se para o Bayern de Munique. Sendo campeão alemão há sete anos e tendo vencido uma Liga dos Campeões, terá feito uma boa escolha.

Lewandowski soma 293 golos pelo Bayern e é o segundo melhor marcador da histório do gigante bávaro, apenas superado por Gerd Muller, que marcou 639 golos entre 1964 e 1979.  Já Muller, nascido há 75 anos, deu nas vistas no TSV 1861 Nördlingen (terra onde nasceu), marcando 51 golos numa época e logo saltou para o Bayern, marcando 41 vezes na estreia. As suas melhores épocas viriam depois: 50 golos em 1971/1972 e 67 em 1972/1973. Passou ainda pela liga norte-americana e venceu um Europeu e um Mundial pela Alemanha Ocidental. Pelo Bayern, venceu um campeonato da segunda divisão, quatro da primeira, três Ligas dos Campeões, uma Taça das Taças e uma Supertaça.