Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Visão do Peão

Visão do Peão

Leverkusen campeão!

Grande trabalho de Xabi Alonso

Francisco Chaveiro Reis
15
Abr24

Cópia de Design sem nome.png

Bastava vencer o histórico Werder Bremen e o Bayer Leverkusen seria, ontem, campeão alemão, pela primeira vez na sua história, deixando para trás o epiteto “neverkusen”. E venceu. Goleou, por 5-0, com 2 golos de outro mundo de Xhaka e Wirtz (marcaria 3), já depois do goleador Boniface ter feito o primeiro. A 5 jogos do fim, é impossível apanhar o Bayer e a festa foi longa e louca, começando logo após o 4-0, altura em que os adeptos da casa invadiram o relvado.

Cópia de Design sem nome (2).png

Acabou assim o reinado do Bayer de Munique, campeão há 11 anos consecutivos (pobre Kane…). Seria de esperar que a hegemonia de Munique fosse quebrada por uma certa equipa de Dortmund ou por outra de Leipzig, mas a “sorte” calhou aos “farmacêuticos” de Leverkusen.

Cópia de Design sem nome (1).png

O obreiro da grande época é Xabi Alonso, antigo jogador de Real Sociedad, Liverpool, Bayern de Munique e Real Madrid. O espanhol, que garantiu ficar mais um ano, apesar de ser ligado a clubes de maior dimensão, colocou a equipa a jogar num 3-4-2-1 que maravilhou a Europa, com bom futebol, cheio de classe e de golos, muito bem distribuídos entre avançados (Boniface e Schick), médios ofensivos (Wirtz e Hofmann), alas (Frimpong, Grimaldo ou Tella) e restantes jogadores.

Cópia de Design sem nome (3).png

Alonso conta com o finlandês Lukas Hradecky na baliza. À sua frente, o internacional alemão Tah, faz tripla defensiva com Tapsoba, ex-Guimarães e Kossounou, campeão africano em janeiro. Stanisic (emprestado pelo…Bayer Munique) e Hincapié são alternativas, sendo que ambos podem também jogar nas alas.

Cópia de Design sem nome (4).png

Alas onde moram Grimaldo, ex-Benfica e Frimpong, além de Fosu-Mensah e Tella, suplentes de luxo. Com 12 assistências, Grimaldo é o melhor assistente da Bundesliga, o jogador do Leverkusen com mais jogos na época (42) e com 11 golos marcados. Na outra ala, Frimpong também está a fazer época de luxo: 38 jogos, 12 golos e 10 assistências. No meio, mora Xhaka, vindo do Arsenal e garantia de construção e destruição do jogo. Ao seu lado, Andrich, mais defensivo, mas igualmente agressivo. Palacios é um suplente de luxo.

Cópia de Design sem nome (5).png

No ataque, dois homens atrás do ponta de lança. Normalmente são os internacionais alemães Hofmann e Wirtz a jogar atrás de Boniface. Hofmann só chegou esta época, já trintão e ganhou a titularidade, levando 7 golos e 8 assistências. Wirtz, prodígio do futebol alemão, leva 17 golos e 17 assistências na época. Boniface, nigeriano, vindo do futebol belga ganhou a titularidade e leva 18 golos e 10 assistências. O jovem marroquino Adli (8 golos e 10 assistências) e sobretudo o checo Schick (11 golos e 2 assistências) são suplentes de luxo.

Cópia de Design sem nome (6).png

Mas a época ainda não acabou. O Bayer vai disputar a final da Taça da Alemanha, no Olímpico de Berlim, a 25 de maio. Terá pela frente o Kaiserslautern, campeão alemão por 4 vezes e vencedor da Taça por 2, mas hoje no fim da tabela da segunda divisão. Ou seja, o Leverkusen é claro favorito mesmo que o adversário tenha tido muito mérito na jornada até Berlim. O Leverkusen está também nos "quartos" da Liga Europa, vencendo "ao intervalo", o West Ham. Ou seja, é bem provável que encontre Milan ou Roma a seguir e que possa ir à final de Dublin. Há muito espaço para sonhar com um triplete, por muito que a época seja já um tremendo sucesso.