Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Visão do Peão

Visão do Peão

Lambert

Heróis de Culto

Francisco Chaveiro Reis
17
Out22

Design sem nome (3).png

Hoje com 53 anos, Paul Lambert foi um médio ofensivo que teve uma carreira curiosa para escocês de talento superior. Nunca jogou em Inglaterra e só saiu da Escócia para um ano brilhante na Alemanha. Lambert estreou-se a meio dos anos 80 pelo St. Mirren, fazendo 14 golos em 227, disputados até 1993. Pelo St. Mirren venceu uma Taça da Escócia em 1987, num 1-0 ao Dundee. Em 1993 mudou-se para o Motherwell onde passou três épocas, onde fez 6 golos em 103 partidas.

Numa transferência curiosa, chegou a Dortmund no verão de 1996, para se juntar a um meio campo com craques como Freund, Sousa, Moller ou Sammer. Ainda assim, ganhou a titularidade e esteve em 42 jogos, marcando 2 golos e oferecendo 1. Fez parte do plantel que venceu a Supertaça ao Kaiserslautern e participou ativamente na conquista da Liga dos Campeões. Na final, contra a Juventus, fez o jogo todo, oferecendo a Riedle o seu primeiro golo. Depois de pouco mais de um ano, Lambert regressou à Escócia, com outro estatuto e para uma das suas maiores equipas: o Celtic.

Passarria 8 anos de verde e branco, fazendo 14 golos em 193 jogos, vencendo quatro campeonatos, duas taças e duas taças da liga. Em maio de 2003, jogou a sua segunda final europeia, perdendo a Taça UEFA para o FCP de Mourinho. Acabou a carreira no Livingston, onde se iniciaria como treinador, tendo depois passado por clubes como Norwich, Aston Villa ou Stoke.

Pela seleção, 40 jogos e 1 golo (às Ilhas Faroé, no apuramento para o Euro 2004), tendo estado no Mundial de 1998.