Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Visão do Peão

Visão do Peão

Guerrero

Heróis de Culto

Francisco Chaveiro Reis
22
Out22

Design sem nome (4).png

Julen Guerrero foi um dos mais talentosos médios espanhóis dos anos 90 e 2000, tendo passado toda a carreira em Bilbau, sem vencer um único troféu. Natural de Portugalete, estreou-se em 1992-1993 pela primeira equipa do Athletic, fazendo 37 jogos e marcando 10 golos na estreia. Nada mau. Foi lançado por Jupp Heynckes e tinha Ernesto Valverde, como colega. No ano seguinte, 18 golos e o 5.º lugar na Liga. Conhecido como Rei Leão, Julen teve o seu maior momento quando liderou o Bilbau ao vice-campeonato em 1997-1998, ficando a 9 pontos do Barcelona. Eram os dias de Roberto Rios, Alkorta, Joseba Etxeberria ou Urzaiz. Na época seguinte, jogaria a Liga dos Campeões, ficando em último num grupo com Juventus, Galatasary e Rosenborg. Guerrero faria o único golo da única vitória, ante do Galatasary de Hagi e o golo que empataria a Juve, em Turim.

Guerrero fez 116 golos em 430 jogos, retirando-se com apenas 32 anos, em 2006, numa altura em que já despontava Llorente. Por Espanha, fez 13 jogos em 41 jogos, tendo estado no Mundial de 1994 e no Euro de 1996.