Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Visão do Peão

Fernando Centenário

Melhor selecionador de sempre

Francisco Chaveiro Reis
09
Jun22

Fernando Santos cumpre logo o seu 100.º jogo no banco da seleção. Sendo o homem com mais jogos pela equipa nacional e o único que conseguiu títulos na seleção sénior, a conclusão só pode ser que o engenheiro é o nosso melhor treinador de sempre, por muito que eu, como muitos, nem sempre (quase) nunca goste da forma como a equipa joga.

Santos, já com larga experiência em Portugal (Estoril, Estrela da Amadora, Porto, Benfica e Sporting) e Grécia (AEK, Panathinaikos e seleção), rendeu Paulo Bento na qualificação para o Euro 2016. Começou a perder na estreia, num particular contra a França (irónico) mas venceria a Dinamarca no primeiro jogo oficial e apurar-se-ia para o Euro. No início, Santos avisou que Portugal só regressaria depois da final. E tinha razão. Numa estratégica semelhante à grega de 2004, Portugal lá chegou à final. Empatou três vezes na fase de grupos e passou em terceiro. Nos oitavos, 1-0 à Croácia, no prolongamento; nos quartos, empate com a Polónia e vitória nos penaltis. Nas meias, a única vitória dentro dos noventa minutos, num 2-0 ao País de Gales. Na final, golo histórico de Eder e a primeira vitória de uma seleção sénior numa grande competição.

Seguiu-se uma participação fraca no Mundial da Rússia, com a queda nos oitavos, ante do Uruguai, depois do terceiro lugar na Taça das Confederações de 2017. A glória chegaria no ano seguinte com a conquista da primeira Liga das Nações de sempre. Guedes fez de Eder e Portugal venceu os Países Baixos.

Em 2021, nova má participação numa grande prova, com a eliminação nos oitavos, ante da Bélgica. Antes e depois sucederam-se más exibições e apuramento para o Mundial só se deu no play-off. Ainda assim, o balanço do reinado de Fernando Santos é amplamente positivo.