Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Visão do Peão

Dança de treinadores

28.07.20, Francisco Chaveiro Reis

img_920x518$2020_07_24_23_59_48_1731209.jpg

O FC Porto é dos poucos clubes que mantém o treinador para a próxima época. De resto, uma razia quase completa. O segundo, Benfica, após ter tido Bruno Lage, acabou a época com Veríssimo e vai contar, já se sabe, com Jorge Jesus. O terceiro, Braga, depois de ter tido Sá Pinto, Ruben Amorim e Custódio, acabou a época com Artur Jorge. Carlos Carvalhal, após excelente trabalho no Rio Ave e uma suposta recusa ao Flamengo, é o novo timoneiro.

O quarto, Sporting, teve Keizer, Leonel Pontes e Silas. Ruben Amorim, que acabou a época, continua em 2020-2021. Em Vila do Conde, mora o primeiro ponto de interrogação. Sá Pinto é nome apontado ao Rio Ave. Logo a seguir, o Famalicão, até parecia que ia perder João Pedro Sousa para o Braga, mas a escolha foi outra. Por enquanto, há treinador. Em Guimarães, Ivo Vieira não renova depois de falhar a Europa e Mário Silva, antigo jogador de Boavista e FCP e treinador das camadas jovens do FCP e do suposto novo rico, Almeria, é o favorito. Ali ao lado em Moreira de Cónegos, espera-se que Ricardo Soares se mantenha, ele que rendeu Vítor Campelos já no decorrer da época.

Nos Açores, João Henriques fez toda a época, mas não segue para a próxima. Daniel Ramos, com vasta experiência, deve ser o próximo timoneiro. Chegamos, pois, ao 10.º classificado, Gil Vivente, que não conseguiu segurar Vítor Oliveira, seguido pelo Portimonense. Ainda não há que o substitua. Voltando às ilhas, desta vez a outro arquipélago, temos o Marítimo, em época menos. Nuno Manta Santos acabou a época no Aves e José Gomes, que o rendeu já está em Espanha para, depois de Pedro Emanuel e Mário Silva, orientar o Almeria. Lá pelo Bessa, começou Lito Vidigal que acabou em Setúbal e acabou Daniel Ramos, o tal que vai para o Santa Clara. Quem treina a Pantera, não se sabe ainda.

Em Paços de Ferreira, onde começou Filipe Rocha, está Pepa, que se deve manter mesmo que já comece a reclamar oportunidade uns degraus acima. Tondela e Belenenses devem manter Natxo e Petit, que os mantiveram na primeira. Recorde-se que a Belenenses SAD tinha tido Silas e Jorge Ribeiro antes do antigo médio se juntar ao projeto. Lá para baixo, Lito conseguiu salvar o Setúbal, mas parece que é Renato Paiva, do Benfica B, o desejado para o lugar. Não é de admirar que Lito ocupe um dos lugares vagos. Nos que sobem, Luís Freire mantem-se no Nacional e Sérgio Vieira, no Farense.