Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Visão do Peão

Visão do Peão

Começa a Copa

11
Jun15

20150128154823!Copa_América_2015_logo.png

 

 

Daqui a pouco, Chile e Equador dão o pontapé de saída da Copa América 2015. O Chile, a jogar em casa, e com um plantel que conta com jogadores de grande classe como Alexis, Vargas, Valdivia, Medel, Matías, Isla ou Vidal, é favorito. Neste jogo e na competição, em geral, a par de Argentina, Brasil e Colômbia. Mas, o Equador de Enner Valência, Jefferson Montero e Noboa, não venderá fácil a vitória.

alexis-sanchez-arturo-vidal-chile_1mi6rjj1758ys1uy

Estas duas equipas estão no Grupo A, juntamente com México e Bolívia. O México, orientado pelo carismático Miguel Herrera, após um Mundial 2014 de bom nível, apresenta-se no Chile com uma mistura de jogadores experientes como Rafa Marquez ou Salcedo e jogadores mais jovens como Jimenez ou Corona. A qualidade essa, está lá e não tem idade. Já a Bolívia, estará condenado ao último posto do grupo. No seu plantel, destaca-se Marcelo Moreno, do Changchun Yatai, que já passou pelo Bremen, Wigan, Grémio, Cruzeiro ou Flamengo.

hi-res-7a40d1ac04ccd4ef0a7c9091d08439cc_crop_exact

No Grupo B, vão-se defrontar Argentina, Paraguai, Uruguai e Jamaica. A Jamaica, equipa convidada, estará, à partida fora da corrida à passagem à segunda fase. Longe vão os tempos do Mundial 1998, onde brilhavam Deon Burton, Frank Sinclair ou Robert Earle. Mariappa (Crystal Palace) e Austin (Leeds) serão os jogadores de maior destaque.

A Argentina dispensa apresentações. Após falhar a conquista do Mundial, quererá conquistar um título e tem boas hipóteses. O elenco de Tata Martino conta com Messi, Lavezzi, Higuaín, Tevez, Aguero ou Di María. Os portugueses Enzo Perez e Nico Gaitán ficam de fora.

De grande qualidade é, também, a equipa do Uruguai com Cavani, Stuani, Abel Hernandez, Godín ou Muslera. Suarez, castigado, é a grande ausência da competição. O Paraguai, órfão de figuras de proa como Chilavert ou Gamarra, avança com um conjunto banal de jogadores, mesmo contando com Santa Cruz ou Barrios (ambos já tiveram dias melhores).

alexis-sanchez-neymar-chile-brazil_18ke1i1lftu7e17

 

No Grupo C, mora o Brasil. Colômbia, Venezuela e Perú juntam-se-lhe. O Brasil, com Dunga de novo ao comando, tem vencido os últimos particulares e tem apostado em novas estrelas como Filipe Anderson, Roberto Firmino ou Phillipe Coutinho, que têm correspondido. Neymar, claro, é a grande estrela e a equipa conta com a experiência de Tardelli, Robinho ou Daniel Alves. A Colômbia, com Falcao, Jackson, Bacca, Muriel ou James, fará a vida difícil ao Brasil. O Perú de Carrillo e a Venezuela, com pouca expressão, devem ficar pelo caminho.

URUGUAI.jpg

 

A bola vai começar a rolar. O Visão do Peão aposta na vitória do Brasil e em Neymar como melhor jogador.