Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Visão do Peão

Visão do Peão

Carriço despede-se

Acaba a carreira

Francisco Chaveiro Reis
19
Abr23

Aos 34 anos, Daniel Carriço anunciou o fim da carreira. Natural de Cascais, começou a jogar no Estoril antes de se mudar para os sub-12 do Sporting onde ficaria entre 1999 e 2012. A carreira como sénior começou com empréstimos a Olhanense e AEL (Chipre). Em 2008 fixou-se finalmente no plantel e no onze leonino. Na estreia, 28 jogos e a conquista da Supertaça. Na seguinte, 44 jogos e 2 golos. Na terceira, 39 e um golo e na quarta, 38 e 2 golos. Em 2012/2013, 3 jogos pelo Sporting e saída para o Reading, onde não foi feliz. No Sporting deixou a imagem de alguém a quem foi dada demasiado cedo a braçadeira de capitão, o que terá pesado no seu percurso, mas fica, sobretudo, a ideia de que não fez parte dos melhores planteis do Sporting.

Em 2013 chegou a Sevilha onde conquistaria 4 Ligas Europa e se assumiria como uma das figuras da equipa. Fez 167 jogos pelo clube, um pouco mais do que os 152 que fez pelo Sporting. Na primeira época, a primeira Liga Europa, numa final contra o Benfica, após eliminar Valência, FCP ou Bétis. Um ano depois, nova vitória europeia, num 2-3 aos ucranianos do Dnipro. Ao terceiro ano, a terceira Liga Europa, após um 1-3 ao Liverpool. Por fim, em 2020, 3-2 ao Inter, numa altura em que Carriço já não terminou a época. Curiosamente, o Sevilha nunca conseguiu vencer a Supertaça Europeia. Carriço jogaria brevemente na China e seria ainda campeão da segunda divisão espanhola pelo Almeria.

Por Portugal apenas 1 jogo. Em 2015, jogou cerca de meia hora no Portugal 1 Itália 0, disputado na Suíça e decidido por um golo de Eder.