Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Visão do Peão

Balanço 2016 - O melhor e o pior do Sporting

30.12.16, Francisco Chaveiro Reis

O melhor 

pavilhao-joao-rocha-fachada.jpg

O pavilhão está quase pronto - O belo pavilhão João Rocha avança a bom ritmo. Em breve estaremos lá dentro a torcer pelas modalidade, que mais alegrias dão ao clube. 

Até à última jornada - Voltamos a encher o estádio, a jogar bom futebol e lutámos pelo título até à última jornada. 

Vender bem - Já não há saldos em Alvalade. João Mário e Slimani encheram os cofres. Propostas altas mas não o suficiente não chegaram para levar Adrien e William. 

Slimani - O argelino acabou a época com 26 golos. Desde Jardel que não tinhamos alguém a marcar tanto (na melhor época, Liedson marcou 25). 

Os campeões - No fim do Euro 2016, quatro dos jogadores eram do Sporting, todos titulares. Dos 23 que Portugal levou, 10 foram formados pelo Sporting. 

 

O pior

img_770x433$2016_03_05_22_47_12_1073025.jpg

 

As guerras - Bruno de Carvalho é sportinguista e defende o clube até à morte. Mas entra em demasiadas guerras, não tendo forças para todas as frentes. O ano acaba com derrotas com Doyen ou com a FPF. 

Falta de títulos - O Sporting esteve quase mas não foi campeão. Chega de vitórias morais. 

Contratações ao lado - Muitos milhões depois, o que acrescentaram Castaignos, Alan, André, Meli ou Petrovic?

O fim do ano - Eliminados da Europa e a oito ponto do Benfica. Factualmente é assim que acaba o ano.

Carrillo - Não faz falta nem nada acrescenta ao rival mas deixar sair um titular para o Benfica ou FCP é sempre mau.  

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.