Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Visão do Peão

Visão do Peão

Fábio Silva no Rangers

Avançado português

Francisco Chaveiro Reis
28
Dez23

Visão do Peão.pngDepois de boas meias épocas por Anderlecht (11 golos) e PSV (5), Fábio Silva voltou ao Wolverhmapton e ao marasmo (1). Assim sendo, será novamente emprestado, desta vez ao Rangers, da Escócia. É natural que se torne no goleador do gigante escocês e provável que acabe mesmo a ligação, sem frutos, aos Wolves, mesmo que o empréstimo não preveja uma compra. Aos 21 anos, Silva tem muito para dar.

Rafael Silva

Primeiro reforço a caminho

Francisco Chaveiro Reis
28
Dez23

Visão do Peão (18).png

Ainda não é oficial, mas ao que tudo indica Rafael Silva Pontelo é o primeiro reforço de inverno do Sporting. O defesa central brasileiro fez a primeira metade da época no Leixões, após ter jogado por Ponte Preta, Valhadolid e Cruzeiro. Defesa de 20 anos, tem 191 cm e pesa 78 quilos.

Janeiro

Reforços

Francisco Chaveiro Reis
11
Dez23

Visão do Peão (7).pngO Sporting tem capacidade de lutar pelo campeonato. Tem boa equipa, joga bem a espaços e tem um goleador temível, algo que lhe faltava desde os melhores dias de Bas Dost. Mas o plantel atual não chega e menos chegará com as ausências de Diomande, Geny e Morita em janeiro, uma vez que estarão a representar os seus países em competições continentais.

Na baliza Adán alterna entre grandes defesas e más intervenções e Israel não parece ser melhor do que ele. É preciso pensar numa dupla substituição, mas diria que mais para o verão. Este mercado deve ser de retoques.

Na defesa, Saint Juste passa metade da época no estaleiro; Neto está na fase final da carreira; Quaresma parece contar pouco e Reis é necessário amiúde na esquerda. Sobram Coates e Inácio, com Diomande a ser o terceiro titular, mas a desfalcar a equipa por várias semanas. Tem que chegar um homem. Diao (Mafra) e Otávio (Famalicão) são homens interessantes para integrar e para irem ganhando espaço, mas faz falta alguém com mais tarimba. Eric Dier, várias vezes falado seria uma opção perfeita. Conhece a casa e o nosso futebol, pode jogar na defesa e ajudar no meio campo, como Amorim gosta e em fim de contrato e à beira dos 30 anos poderia regressar a casa. Seria a opção A, ele que pode ainda ser professor de gente como Muniz.

Nas alas, Fresneda não tem rendido, mas é aposta de futuro. Esgaio é o titular na direita e Geny a sua alternativa. Não estando em janeiro, Esgaio jogará mais e Fresneda terá que subir de nível. Pesno que o fará. Na esquerda, Santos e Reis dão garantias. Obviamente que seria bem-vinda uma outra opção, que pudesse jogar nas duas alas, mas acredito que só chegará caso seja um negócio de ocasião.

No centro, parece-me fazer falta reforços. Hjulmand tem dado conta da posição 6, mas Essugo não tem sido aposta. Gostaria de ver o jovem a rodar e a jogar mais, sendo necessário quem o rendesse. Escolheria Guga, raçudo médio do Rio Ave. Não será caro, é jovem, mas com experiência e poderia ser muito útil, sobretudo nas semanas de mau tempo e campos pesados. Para 8, fala-se na vontade de Amorim ter um 8 mais parecido com Pote. Morita e Bragança cumprem, mas também me parece que é preciso mais. Fujimoto, do Gil Vicente, já foi falado e penso que seria interessante. É jovem, tem golo e não será caro.

No ataque, Ribeiro deveria ser emprestado, tal como Afonso, para regressarem mais fortes. No centro, Gyokeres e Paulinho têm sido muito competentes e nas alas, Edwards e Pote, mesmo que inconstantes são craques. Trincão, a espaços, mostra o seu valor. Acrescentaria mais um extremo, com golo. Aqui, voltando à possibilidade de ir buscar reforços locais, gostaria de ver Jota Silva mais de perto. O jogador do Vitória pode ser extremo ou cair para o centro. Oferece e marca golos e enriqueceria o banco.

Neves na Arábia

Na flor da idade

Francisco Chaveiro Reis
19
Jun23

Ruben Neves tem tido uma carreira estranha. Mesmo tendo óbvia qualidade, o médio defensivo trocou o FCP pelo Wolverhampton, quando este estava na segunda divisão inglesa. Foi sempre associado a clubes de maior dimensão como Manchester United ou Liverpool, mas a mudança nunca se concretizou. Agora, com 247 jogos e 28 golos (a maior parte, “bombas” de fora da área) era apontado como reforço do Barcelona, como substituto de Sergio Busquets. Farto de esperar pela concretização do negócio, Neves não resistiu ao raide do Al Hilal e vai jogar no campeonato da Arábia Saudita, a troco de um ordenado principesco. Não se pode criticar uma escolha que permita um ganho milionário, mas é pena ver um médio de topo a ter uma carreira tão longe do tradicional para a sua carreira. Ainda assim, Ruben tem 26 anos e mesmo que passe 4 anos na Arábia, ainda vai a tempo de jogar num grande clube europeu. Veremos.

A minha lista

Sporting 2023-204

Francisco Chaveiro Reis
14
Jun23

Gyokeres - O Sporting quer uma alternativa a Paulinho e Chermiti e Gyokeres, sueco a brilhar na segunda divisão inglesa parece ser o favorito. É um jogador de quem gosto e gosto da possibilidade do Sporting bater o seu recorde de transferências, o que passa uma mensagem de ambição. Gyokeres é novo sem ser inexperiente e apesar de ser goleador no país do futebol, tem a ambição de mostrar muito mais, numa primeira divisão e nas competições europeias.

Ivan Jaime - Famalicão tem sido fonte de alegrias para o Sporting (tirando Vinagre) e o Sporting tem sido o jackpot do Famalicão. Ivan Jaime poderia muito bem ser o próximo a mudar-se para Alvalade, ele que pode ser médio centro, médio ofensivo ou, como o vejo, descaindo para uma ala do ataque, ao género de Pote, salvaguardando as diferenças. Por mim, seria já contratado mas, a sair Arthur, suplente de Edwards na direita, o espanhol seria uma grande contratação, ficando o Sporting com Pote, Edwards, Trincão e ele nas alas, além de um jovem, como Afonso Moreira.

Ivan Lucas - Tem sido apontado ao Sporting mesmo que não se fale nele há algum tempo. Como Gyokeres, é jovem sem ser inexperiente e após ter conquistado o seu espaço no Brasil, nunca se impôs totalmente em França. Raçudo e com boa técnica, seria uma grande adição.

Varela - O médio defensivo argentino foi apontado ao FCP mas penso que seria um belo subtituto para Ugarte. Jovem e em busca da sua oportunidade na Europa, seria mais um jovem para Amorim moldar.

Lelo - Reis tem jogado bem na defesa e Santos precisa de quem o renda. Lelo, internacional nas camadas jovens, seria a minha escolha. 

Lamptey - O ganês com carreira feita em Inglaterra já tinha sido opção em janeiro e volta agora ser o nome mais falado. Em busca de relançar a carreira após não ter vingado no Chelsea e de ter perdido espaço no Brighton, Lamptey, jovem e muito rápido seria uma mais valia. 

Verão gordo

Muitos milhões na rua

Francisco Chaveiro Reis
12
Jun23

Aproxima-se um verão milionário em Portugal. O Benfica já anunciou a chegado do seu novo 10, Kocku, vindo do Feyenoord, por 25 milhões de euros, num negócio que ainda poderá chegar aos 30. Um recorde em Portugal. Um guarda-redes (fala-se hoje no brasileiro Bento) e um defesa esquerdo que renda Grimaldo estão na calha. Com as possíveis saídas de Ramos e Florentino, que devem render mais de 100 milhões, outros chegarão. Castellanos é já referenciado para o ataque, não custando menos do que 15 milhões.

Também em Lisboa, já pensando no que vai receber por Ugarte (60 milhões), Tomás (cerca de 15 milhões) e outros, o Sporting vai atacar fortemente o mercado, com muitos milhões. 20 parecem estar de lado para Gyokeres, que deve ultrapassar Paulinho no 11 e no título de reforço mais caro de sempre. O Sporting também não se deve poupar para garantir um 6, um 8 (Jean Lucas, por cerca de 8 milhões) e um ala direito (Lamptey deve custar cerca de 9 milhões).

Mesmo precisando de vender e tendo mais uma saída a custo zero de Uribe, deve abrir os cordões à bolsa para reforçar meio campo e ataque, pelo menos. O seu jackpot deve ser a saída de Diogo Costa para a liga inglesa.

Morelos livre

Virá para Portugal?

Francisco Chaveiro Reis
24
Mai23

Aos 26 anos, o avançado colombiano Alfredo Morelos está livre para assinar por qualquer clube depois de se ter recusado a renovar pelo Rangers. O sul americano começou a carreira no seu país, defendendo o Independiente Medellín mas só deu nas vistas quando se mudou para a…Finlândia. Em dois anos no HJK marcou 50 golos e venceu uma liga e uma taça. Seguiu-se o ingresso no Rangers, onde está desde 2017, somando 125 golos e 32 assistências. Venceu um campeonato e uma taça na Escócia. Seria uma boa opção para um dos grandes em Portugal, Holanda ou Bélgica ou para clubes de segunda linha noutras ligas, mais competitivas. Já foi associado ao FCP e agora, volta a sê-lo, sem surpresa. Seria um bom negócio e a continuidade de uma linhagem de goleadores cafeteros no Dragão, depois de Jackson e Falcao.

Vida resolvida

Grimaldo na Bundesliga

Francisco Chaveiro Reis
15
Mai23

Grimaldo já foi apresentado pelo Bayer Leverkusen, numa altura em que o Benfica ainda tem dois jogos por disputar. É bem verdade que o clube é praticamente campeão, mas não deixa de ser um anúncio publico que traz alguma intranquilidade além de ser deselegante por parte do espanhol, a cumprir a sua sétima época completa na Luz. É legítimo que se deixe seduzir por uma liga maior, por um salário maior e até por um treinador espanhol e que com certeza, admirou também como jogador mas este timing, até a mim que não sou benfiquista, causa estranheza.

Vem aí a loucura

Mercado de transferências

Francisco Chaveiro Reis
04
Mai23

A época acaba em poucas semanas e a loucura do mercado de transferências, quase imunes aos desafios económicos mundiais, está a começar. Messi, mesmo em fim de carreira, promete ser uma figura central, já que deixará o PSG e a lista de candidatos a recebe-lo será longa, de Barcelona à Arábia Saudita. O PSG, cheio de estrelas, mas sem grandes resultados, poderá ver outras estrelas suas no mercado. Neymar, muito ligado a Messi e sempre envolto em polémicas, seria uma grande adição para a Premier League, em especial para um clube a precisar de heróis como o Manchester United ou para um clube em franca ascensão como o Newcastle. Ainda no PSG, nunca se sabe quando pode acontecer o casamento de Mbappé com o Real Madrid.

E em Madrid, já se sabe, nunca falta ação. O nome do momento é Jude Bellingham, na linha de sucessão a Modric e Kroos mas já se sabe que são os avançados que causam furor em Madrid e os nomes de Mbappé e Haaland virão à baila. Em Barcelona, a palavra de ordem é contenção, com a integração de homens a custo zero como Inigo Martinez, Gündogan, Firmino ou Aubameyang. O possível regresso de Messi, estragaria o sossego financeiro, mas não seria rejeitada, levando a saídas de homens como Raphinha ou Ferran.

Voltando a Paris, caso saiam duas ou três estrelas do plantel, é natural que sejam rendidas mesmo que o projeto atual pareça assentar mais em jogadores mais “normais”. Skriniar, excelente central do Inter, deve ser reforço a custo zero e é possível que cheguem outros com perfil mais discreto do que o normal, mas, saindo Messi, Neymar e Mbappé chegará, de certeza, uma grande estrela, pelo menos e não há assim tantas. Salah?

Inglaterra, como sempre, deve ser o país mais gastador, já que até os clubes mais pequeno, gastam largos milhões. O City deve preocupar-se mais em manter Haaland e todas as suas estrelas do que fazer uma grande operação, mas não é de crer que não vão ao mercado. Certo é que o United, na mesma cidade, vai mexer muito, deixando sair vários jogadores caros sem rendimento e contratando substitutos. Também o Newcastle, em fase ascendente, deve gastar uns bons milhões para o regresso à Champions League. Nomes do mercado português como Pedro Gonçalves, Manuel Ugarte, Gonçalo Inácio ou Gonçalo Ramos estão na linha da frente para se juntar a um dos melhores clubes ingleses.  Caso clubes históricos como Leicester, Leeds ou Southampton desçam de divisão é de crer que nomes como Maddison, Tielemans, Harrison ou Ward-Prowse protagonizem boas transferências.

Na Alemanha, o Bayern, após uma má época, que ainda assim deve acabar com a conquista da Bundesliga, deve finalmente avançar para a contratação de um avançado, sendo Kolo Muani o favorito. Uma coisa é certa, pouco falta para os milhões começarem a rolar.

Espanha

Mercado fechado

Francisco Chaveiro Reis
02
Fev23

Sem mexidas no Barcelona e Real Madrid, o mercado espanhol, como o italiano, também não foi muito interessante. Foi em Barcelona a transferência mais cara: o central mexicano Cesar Montes chegou ao Espanhol por 8 milhões. Seguiu-se o lateral brasileiro Abner que chegou ao Bétis, tendo a equipa de Sevilha pagado 7 milhões. O top três fecha-se com a ida do promissor ucraniano Tsygankov para o Girona. O médio ofensivo rendeu 5 milhões ao Dinamo Kiev. Destaque ainda para o Atlético de Madrid que somou Depay (Barcelona) e Doherty (Tottenham) ao seu plantel.

Itália

Mercado fechado

Francisco Chaveiro Reis
02
Fev23

O mercado italiano não mexeu muito mesmo com Juventus, Roma, Milan ou Inter a precisarem de melhorias urgentes. A entrada mais cara foi o médio checo Barak que trocou o Hellas Verona pela Fiorentina, por menos de 9 milhões. A Florença, por valores simbólicos, chegaou ainda Brekalo (Wolfsburgo). Segue-se o extremo brasileiro Matheus Martins, que custou 6 milhões à Udinese, vindo do Watford. Diego Llorente, chegado a Roma, vindo do Leeds, será o nome mais conhecido dos que agitaram – pouco – o mercado.