Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Visão do Peão

4-3

22.10.14, Francisco Chaveiro Reis

schalkesporting5.jpg

 

 

O Sporting perdeu 3-4 em Gelsenkirchen. Este é o resultado que fica para a história, sendo o facto que o Sporting está no último lugar do grupo, com um ponto em três jogos e 6 golos sofridos contra cinco marcados.

 

O Sporting começou bem melhor, dominando a equipa alemã e marcando aos 16 minutos por Nani, que contou com a ajuda de Farhmann, guardião do adversário. Depois, a primeira contrariadade: lesão de Slimani. Mas, Montero, sendo totalmente diferente, deu conta do recado e arrancou uma bela exibição. Tudo começou a correr mal quando, aos 30 minutos, após falta desnecessária, Maurício é expulso. O brasileiro, grande responsável pela não vitória em Maribor, voltou a custar caro ao Sporting. Obasi, contando com um frango de Patrício, empataria de seguida.

 

Na segunda parte, o Sporting foi-se abaixo e sofreu mais dois golos. Huntelaar, em fora de jogo, fez o 2-1 e Howedes, de cabeça, fez o 3-1. Sarr teve culpa nos dois. Imperial, Paulo Oliveira merece melhor companhia. O Sporting, mesmo com dez, teve reação de leão chegou ao 3-3. Adrien, de penalty, e, depois de cabeça, foi o herói. Quando até era o Sporting que estava em cima, já com Capel em campo, uma situação kafkiana: o árbitro russo inventou um penalty a poucos segundos do fim da partida. Marcou mão na bola, quando a bola bateu na cara do defesa do Sporting. Choupo-Moting, associado ao Sporting na pré-época, fez o golo da vitória.

 

O Sporting pode queixar-se de Sarr e Patrício mas, principalmente de Maurício e do árbitro. Nani, Carrillo, Adrien, William e Oliveira voltaram a fazer exibições de luxo.

1 comentário

Comentar post