Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Visão do Peão

Visão do Peão

Pancev

Heróis de Culto

Francisco Chaveiro Reis
13
Mar23

Darko Pancev, hoje com 57 anos, destacou-se na Macedónia e principalmente ao serviço dos sérvios do Estrela Vermelha. Foi campeão europeu e ainda passou por Inter de Milão, Leipzig ou Sion. Pancev, nascido em Skopje, hoje Macedónia do Norte, começou a jogar no Vardar local, fazendo 96 golos em 156 partidas. Mas, foi quando se juntou ao Estrela Vermelha, de Belgrado, em 1988, aos 23 anos, que a sua carreira deu um salto. No primeiro ano, encontrou Savicevic, Prosinecki ou Stojkovic e fez 20 golos em 22 jogos. Na segunda época, fez 27 golos e venceu a liga jugoslava, bem como a taça. Em 1990-1991 marcou 40 golos, voltou a vencer a liga e foi campeão europeu. O Estrela passou o Grasshoppers (marcou 1 na eliminatória); Glasgow Rangers (marcou dois); Dinamo de Dredesn (marcou uma vez) e Bayern (marcou mais um). Na final, vitória ante do Marselha. Pancev jogou todo o tempo, contra Amoros, Boli, Mozer, Pelé, Waddle ou Papin. A vitoria viria nas grandes penalidade e Pancev marcaria o 5-4 final. Ficou mais um ano em Belgrado, fazendo mais 32 golos. Venceu mais uma liga e uma taça. Já com Prosinecki no Real Madrid, o Estrela perdeu a supertaça europeia para o Manchester United mas venceu a Taça Intercontinental, com um 3-0 ao Colo-Cola na final, com um golo de Pancev.

Aos 27 anos juntou-se ao Inter para fazer dupla com o uruguaio Sosa. Jogou pouco e marcou pouco em Milão. Após 6 golos na estreia, fez apenas 4 na sua segunda época em Milão. Já não estava lá quando o Inter venceu a Taça UEFA, mas ganhou a medalha na mesma. Esteve emprestado ao VfB Leipzig, regressou ao Inter e voltou à Alemanha para jogar pelo Fortuna Düsseldorf. Sem glória desde que saiu da Jugoslávia, que, entretanto, deixou de existir, Pancev acabou a carreira aos 31 anos, com um golo apenas pelos suíços do Sion.

Foi internacional 33 vezes e marcou 18 golos. Primeiro, jogaria pela Jugoslávia, que defendeu no Euro de sub-21 de 1984 e no Mundial de 1990, no qual marcou 2 golos. Jogaria depois 6 vezes pela Macedónia.

Sporting goleia Boavista

Continua a 5 pontos do Braga

Francisco Chaveiro Reis
13
Mar23

O Sporting bateu o Boavista por 3-0, numa noite tranquila em Alvalade. É pena que, mais uma vez, a assistência nem tenha chegado aos trinta mil, sobretudo pelo momento em que Nuno Santos, de trivela, inaugurou o marcador. Com Chermiti a falhar várias oportunidades, foi Agra, com um autogolo muito infeliz a aumentar a vantagem. Já com Amorim a gerir a equipa, a pensar na ida a Londres, Esgaio, um dos melhores em campo, assistiu Paulinho para o seu terceiro golo consecutivo na liga portuguesa.