Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Visão do Peão

Visão do Peão

As mais bonitas de sempre - 3

Glasgow Rangers, 1994-1996

Francisco Chaveiro Reis
10
Mar23

Visão do Peão (18).pngÀ primeira vista, parece uma t-shirt ou uma camisola de treino, mas a camisola principal do Glasgow Rangers para 1994-1995 e época seguinte, é uma obra prima de bom gosto. Nesse ano, a adidas, que fez antes e depois outras grandes camisolas, apostou num modelo relativamente simples, a azul. A gola era redonda, um pouco mais levantada do que o normal, e continha o logo da adidas, algo que não vi noutra camisola qualquer. Centrado, a branco, estavam as letras que normalmente estavam dentro do escudo do clube e logo abaixo, o patrocinador, a cerveja McEwan´s (esteve nas camisolas de 1987 a 1999). Como pano de fundo, um padrão subtil, inspirado no escudo dos Rangers. Nas mangas, três listas horizontais, imagem da marca alemã. Simples mas quase imbatível. No primeiro ano desta camisola, o Rangers foi campeão, com Laudrup, Durie, Hateley, Duncan Fergunson ou Basile Boli. Na segunda, já com Gascoine, voltou a ser campeão e ainda venceu uma taça escocesa.

Sporting empata Arsenal

2-2 em Lisboa

Francisco Chaveiro Reis
10
Mar23

O Sporting, mesmo sem Ugarte, castigado, fez um belo jogo ante do Arsenal, líder da Premier League e esteve perto de vencer. O empate sabe a derrota, mas objetivamente não é um mau resultado. Logo aos cinco minutos, Pote ameaçou a baliza do americano Turner, mas, após grande jogada individual, atirou ao lado. Melhor no jogo, o Sporting seria o primeiro a sofrer golo, num canto, através de cabeçada de Saliba. O Sporting reagiu bem à desvantagem e Inácio empatou. Primeiro, o central subiu e rematou com pergigo para grande defesa de Turner, para canto. Na sequência do canto, Inácio fez, de cabeça, o empate. No início da segunda parte, após boa jogada de Edwards e Pote, Paulinho encostou para o 2-1. Pouco depois, o avançado leonino falhou escandalosamente na cara do guarda-redes e surgiu o 2-2, com remate de Xhaka a bater em Morita traindo Adán.

Foi noite de grandes exibições de Adán, Coates, Inácio e Pote, mas sobretudo de St. Juste, muito fustigado por lesões desde que chegou mas que ontem encheu o campo, fazendo até de ala direito, nos últimos minutos.

Destaque para os 36 mil que estiveram nas bancadas. Um número baixo mas que para a época atual, foi interessante.