Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Visão do Peão

Visão do Peão

Signori

Heróis de Culto

Francisco Chaveiro Reis
29
Jun22

 

Antes dos anos milionários que levaram Salas, Crespo, Lopez ou Simone Inzaghi para Roma, era Beppe Signori a referência atacante da Lázio, fixando-se depois como estrela do Bolonha. Nascido há 54 anos, Signori estreou-se em 1984 no AlbinoLeffe, tendo depois passado por Trento e Piacenza. Seria a partir dos 22 anos, no Foggia, que daria nas vistas, com 37 golos em três épocas. Foi com a camisola vermelha e preta que cativou a Lázio.

De 1992 a 1998 jogou e marcou pela Lázio. Muito, nos dois casos. 197 jogos e 127 golos. Não venceria títulos coletivos na sua carreira, mas, em Roma, foi o melhor marcador da Série A por três vezes, com a camisola da Lázio: 26 golos em 1993, superando Balbo (Udinese) e Baggio (Juventus); 23 golos em 1994, superando Zola (Parma) e Silenzi (Torino) e 24 em 1996, em igualdade com Protti (Bari).

Passaria pela Sampdória (cruzou-se com o português Hugo) sem deixar grande marca (3 golos) e chegaria depois a Bolonha onde, com a camisola 10, fez seis boas épocas, com 84 golos. Ainda passaria por Grécia e Hungria antes de se reformar, aos 38 anos.

Pela sua seleção, fez 7 golos em 28 jogos, tendo feito parte do plantel vice-campeão mundial em 1994.

Pág. 1/12