Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Visão do Peão

Visão do Peão

Jamor negado

Sporting eliminado

Francisco Chaveiro Reis
22
Abr22

Visão de Peão.png

Se era difícil ao Sporting vencer no Porto e virar a eliminatória, mais difícil se tornou quando Slimani nem no banco se sentou. A relação do argelino e do treinador estará tensa e Amorim, no fim do jogo, voltou a dar uma bicada ao 9. Sem ele em campo, o Sporting perdeu por 0-1 e não vai ao Jamor. Ninguém sabe como seria com o argelino em campo, mas Paulinho, que tem os seus méritos, voltou a passar ao lado do jogo, não criando uma ocasião de perigo.

O Sporting terminará a época com a conquista da Supertaça e da Taça da Liga. Tendo em conta os últimos quarenta anos, grande parte deles a seco, não é mau, mas, tendo em conta as expetativas que Amorim trouxe com a sua qualidade, é mau. Numa semana, perdeu-se o campeonato (que era difícil) e a Taça (que era difícil) mas pior, parece ter-se perdido a equipa. O Sporting dos últimos dois jogos pareceu entrar derrotado e sem garra, mesmo que a exibição de domingo tenha sido bem mais interessante do que a de ontem.

Teria sido mais fácil perder ontem com Nuno Santos, Sarabia, Edwards e Pote a bombear bolas para Slimani e Coates, tentando até à última. Não aconteceu. É hora de vencer dois jogos e garantir o segundo lugar para preparar a época que aí vem. De preferência com Amorim e sem dúvida, com reforços, em especial na defesa e no ataque onde Toni Martinez, suplente do Porto, parece ter mais instinto de baliza do que todo o ataque leonino.

Lukaku não triunfou

Apenas 12 golos

Francisco Chaveiro Reis
22
Abr22

Visão de Peão (2).png

 

Depois de um ano de sonho em Itália, Lukaku não resitiu a voltar à Premier League. Ia reforçar o campeão europeu e estava na melhor forma da sua vida. O que poderia correr mal? Meses depois, o Inter, com o veterano Dzeko a fazer as vezes do belga, está na luta pelo bicampeonato e na final da Taça e Lukaku é suplente do contestado Werner, levando apenas 12 golos na época, apenas 6 na Premier League.

Jogador mais caro da história do Chelsea, Lukaku tem até ao fim da época para convencer Tuchel e os adeptos, sendo que o treinador já deu conta que ainda acredita no avançado, como aliás continuou a acreditar em Werner, “patinho feio” da equipa, que voltou recentemente aos golos. Uma coisa, é certa, Lukaku é um dos melhores avançados do mundo e se se encontrar será um dos melhores da Premier League.

Adolescente maravilha, deu nas vistas no Anderlecht, aos 16 anos. Depois de 40 golos na Bélgica chegou, pela primeira vez, ao Chelsea em 2011-2012. Não convenceu totalmente e só se fez goleador em Inglaterra com as camisolas de WBA e Everton. Estrela em Liverpool, regressou à ribalta, transferindo-se para o Manchester United. Marcou 42 vezes em duas épocas, mas deixou a melhor liga do mundo, seduzido pelo apelo do projeto do Inter de Antonio Conte.

Em Itália, teve impacto imediato. À primeira, 34 golos e 6 assistências. À segunda, foi campeão e marcou 30 vezes e ofereceu 11 golos. Não admira que o belga já tenha manifestado vontade de regressar a Milão, mas o investimento feito pelo Chelsea, de mais de 100 milhões não facilita o negócio. Caso não fique, poderão abrir-se outros destinos. É que Lukaku ficaria bem nos ataques de Bayern (vai perder Lewandowski), PSG (vai perder Mbappé) ou Barcelona (precisa de uma estrela).