Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Visão do Peão

Visão do Peão

Os melhores de 2021

Primeira

Francisco Chaveiro Reis
12
Jan22

Design sem nome (1) (6).png

 

1 – Veneza, primeira, Kappa – A camisola do Veneza demorou bastante a ser apresentada, foi mostrada em foto, envergada por uma belíssima modelo italiana, está esgotada na loja do clube, na maior parte do tempo e apenas recentemente recebeu o símbolo do clube. Há, pois, todo um misticismo à volta da camisola do clube que só este ano regressou à Série A, mas, olhando, a camisola é simplesmente linda e cheia de pormenores. A camisola é de um preto esbatido, inspirado nas fachadas da cidade, embelezada por elementos dourados inspirados pelos monumentos da cidade. A camisola apresenta ainda as estrelas douradas da icónica Basílica di San Marco.

Os melhores de 2021

Segunda a quarta

Francisco Chaveiro Reis
12
Jan22

Design sem nome (2) (3).png

2 – Tottenham, segunda, Nike – Simples, mas clássica, a primeira camisola dos Spurs é um encanto. A terceira também poderia estar facilmente estar nesta lista mas é a segunda a melhor de todas, fazendo uma espécie de desenho do universo, com belos pormenores em amarelo.

3 – Inter, principal, Nike – O Inter tem sido uma das equipas que melhor equipamento tem apresentado, desde que se juntou à Nike. Este ano, a Nike volta a surpreender num equipamento que parece destinado a ser sempre igual. Ao invés das listas tradicionais, temos imitação de pele de cobra fazendo as vezes das listas azuis e pretas.

4 – Sporting, terceira, Nike – Esta é uma escolha sentimental até porque o mesmo template foi usado por outras equipas, mas, de facto, funciona melhor neste tom de verde, com apontamentos em preto e com a fonte própria do clube.

Os melhores de 2021

Quinto a sétimo

Francisco Chaveiro Reis
12
Jan22

Design sem nome (1) (4).png

5 – Barcelona, terceira, Nike – A camisola do Barcelona para a liga dos Campeões não lhe trouxe grande sorte, mas é, sem dúvida, uma das mais originais e bonitas do ano. Um triunfo.

6 – Bayern, terceira, Adidas – Nem a Adidas nem o Bayern são conhecidos por equipamentos extravagantes, mas a marca alemã tem sido bastante profícua nos últimos dois a três anos. Este é o exemplo de uma camisola que mantendo uma certa sobriedade através das sempre presentes três riscas, apresenta um padrão único e altamente procurado pelos colecionadores.

7 –Barcelona, primeira, Nike – Mal recebida por muitos, parece-me que esta será das camisolas mais icónicas do Barcelona e que ficará para a história. É a primeira camisola do Barça pós-Messi, mas é sobretudo uma camisola com um padrão profundamente original que vai buscar ao símbolo do clube, padrões para recriar em toda a camisola.

Os melhores de 2021

Oitavo a décimo

Francisco Chaveiro Reis
12
Jan22

Design sem nome (7).png

8 – Real Madrid, segunda, Adidas – Se não é fácil inovar na camisola branca do Real, a Adidas também não tem sido propriamente muito criativa nos equipamentos alternativos, com muito uso de preto e azul escuro. Esta época, temos um azul escuro, mas mais vivo, com pormenores laranja, mas sobretudo com um padrão “grafitado” que faz toda a diferença;

9 – Milan, terceira, Puma – A terceira camisola do Milan, em preto, faz parte de uma coleção Puma altamente odiada pela comunidade de fãs de futebol e de camisolas. A Puma eliminou o símbolo dos clubes e escreveu por extenso o seu nome, colocando o símbolo em marca de água. A meu ver, dá um look dos anos noventa, época de ouro do Millan e até faz lembrar as criações da Lotto para o gigante italiano;

10 – PSG, primeira, Air Jordan – Pela primeira vez, o primeiro equipamento do PSG usa o logo da Air Jordan, normalmente guardado para o terceiro, numa homenagem aos Chicago Bulls dos anos 90. Não é caso para menos, o Michael Jordan do futebol chegou a Paris, mesmo que nessa altura os equipamentos já estivessem produzidos. Simples, não deixa de ser um dos melhores do ano, especialmente na versão em que a fonte é inspirada também na fonte dos Bulls.

Wood junta-se ao Newcastle

Movimentação surpresa

Francisco Chaveiro Reis
12
Jan22

Design sem nome (2) (2).png

Depois de muitos nomes apontados, como Martial, Vlahovic ou mesmo Darwin, o primeiro avançado a chegar ao Newcastle em janeiro é Chris Wood, numa contratação que desafia a lógica. Aos 30 anos, o neozelandês não é uma jovem promessa nem um avançado de créditos firmados apesar de chegar com um preço de mais de 20 milhões de euros. Wood, aliás, soma apenas 3 golos esta época e o melhor que fez na Premier League foi marcar 14. Wood mudou-se cedo para Inglaterra, tendo passado por WBA, Barnsley, BHA, Birmingham, Bristol, Millwall, Leicester, Ipswich e Leeds, antes de chegar ao Burnley. Os adeptos do Newcastle esperam nomes mais...interessantes, nos próximos tempos. 

Sporting goleia Leça

Normalidade reposta

Francisco Chaveiro Reis
12
Jan22

Design sem nome (1) (3).png

O Sporting voltou à sua normalidade – a vitória. Em Paços de Ferreira, goleou o Leça e está nas meias finais da Taça de Portugal, onde deve defrontar o Porto. Bruno Tabata foi o homem em destaque ao marcar dois, golos, o primeiro, com nota artística. Matheus Nunes e Nuno Santos marcaram os outros dois golos, numa noite em que Adán, Coates, Palhinha e Pote foram poupados.