Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Visão do Peão

O que se segue no Leicester?

29.10.18, Francisco Chaveiro Reis

GettyImages-528947708.jpg

Para além de Vardy, Mahrez, Kanté, Morgan ou Ranieri, por trás do sucesso do Leicester em 2015-2016, estava o seu dono, Vichai Srivaddhanaprabha. O tailandês de 60 anos, que perdeu a vida este fim-de-semana num acidente de helicóptero, era dono da dono do clube e da rede de lojas duty free King Power que dá nome ao estádio do clube e aparece em destaque nas camisolas. Srivaddhanaprabha comprou o clube em 2010 por 43 milhões de euros quando estava na segunda divisão, e foi capaz de guiar o clube a uma conquista histórica, mesmo não sendo minimamente favorito, ante de gigantes multimilionários como Manchester United, Manchester City, Chelsea, Liverpool ou Arsenal. Perfil do herói caído do Leicester. O que será agora do Leicester? O legado continuará?

 

 

Sporting responde à melancolia dos últimos jogos

29.10.18, Francisco Chaveiro Reis

nani.jpg

O Sporting deu boa resposta depois da derrota com o Arsenal e venceu o nada modesto Boavista por 3-0, numa noite fria de outubro. Com menos de 30 mil na bancadas, Nani foi a estrela da noite, bisando e chegando aos 5 golos, sendo com Dyego Sousa, o melhor marcador do campeonato. Fernandes fez o outro golo. Não fosse Helton e algum desacerto, o resultado poderia ser mais dilatado. Se destes dois se esperam sempre boas exibições, as surpresas da noite foram Bruno Gaspar e Diaby que após meses apagados, se mostraram a alta rotação, a darem velocidade e critério à ala direita. Destaque para os regressos saudados de Bas Dost e Bruno César, após lesões. Evidentemente que o do goleador holandês foi mais aplaudido. Com este resultado e a derrota do Benfica e o empate do Braga, o Sporting subiu ao quinto lugar, a apenas 2 pontos de Porto e Braga. 

Lopetegui abusou da sorte.

29.10.18, Francisco Chaveiro Reis

img_818x455$2018_10_28_18_56_41_792215.jpg

Sem saber como, Lopetegui foi convidado para ser selecionador espanhol. Não contente e mais uma vez sem saber como, quis largar uma vida mais ou menos tranquila para aceitar o convite do Real Madrid. Pouco ciente das suas limitações, aceitou treinar o gigante, sucendendo a Zidane, fenomenal nos últimos anos e aceitou treinar uma equipa que poucos entraves colocou à saída do seu melhor marcador de sempre. A trapalhada Real levou a que o acordo fosse anunciado antes de tempo e Lopetegui foi afastado mesmo antes do Mundial. Lopetegui tem tido muita sorte na carreira mas ele que não exagere. O Real já era de mais. É o que se tem visto. A realidade explodiu-lhe na cara com o 1-5 ante do Barcelona. Venha Conte. 

Sporting perde em casa

26.10.18, Francisco Chaveiro Reis

transferir.jpg

O Sporting teve a ilusão, na primeira parte, de que o jogo estava equilibrado ou até que estava por cima do Arsenal. Na segunda parte, Emery deu ordem a Aubamayeng e Welbeck para se soltarem e o jogo foi muito diferente, com Renan a adiar o golo arsenalista. O único golo da partida surgiria já perto do fim com, por Welbeck. O graves erros do árbitro - não expulsão de Sokratis aos 35` e não marcação de fora de jogo no golo do Arsenal - não justificam tudo. O Sporting continua na luta. No outro jogo, o Vorskla Poltava venceu fora o Qarabag e subiu ao terceiro posto do grupo. Na noite europeia, destaque para a derrota do Milan em casa (1-2) com o Bétis; a derrota caseira do Besiktas (2-4) com o Genk e para a goleada do Sevilha (6-0) ante do Akhisar. 

Porto passa em Moscovo. Dortmund goleia Atlético.

25.10.18, Francisco Chaveiro Reis

img_920x518$2018_10_25_00_30_34_1464074.jpg

O FCP foi a Moscovo vencer o Lokomotiv por 1-3 e está no primeiro lugar do seu grupo. Marega, Herrera e Corona marcaram contra Anton Miranchuk. Eder viu um golo anulado e Manuel Fernandes falhou uma grande penalidade. No mesmo grupo, Galatasary e Shalke 04 empataram a zero. Em Camp Nou, mesmo sem Messi, o Barça venceu o Inter por 2-0, com golos de Rafinha e Alba. PSV e Spurs empataram a 2. Em Brugge, a estreia de Henry deu 1-1. Sylla fez o 0-1 e pouco depois falhou o segundo. Aproveitou Wesley para empatar. No outro jogo do grupo, o Dortmund alcançou a sua terceira vitória em outros tantos jogos. Witsel, Sancho e Guerreiro (2) esmagaram os comandados de Simenone. Em Liverpool, 4-0 ao Estrela Vermelha com dois golos de Salah, um de Firmino e um de Mané. Em Paris, 2-2. O Nápoles esteve por cima, esteve a vencer duas vezes (Insigne e Mertens) mas deixou-se empatar duas vezes (Mário Rui na própria baliza e Di María). 

Benfica perde. Ronaldo vence em Manchester.

24.10.18, Francisco Chaveiro Reis

capa-slb-ajax.jpg

O Benfica perdeu em Amsterdão e pôs em causa a sua passagem aos oitavos. Num bom  jogo de futebol, o golo só surgiu nos descontos com golo do defesa marroquino Noussair Mazraoui. No outro jogo do grupo, tudo resolvidos com dois golos em três minutos e vitória do Bayern em casa do AEK. Com metade dos jogos disputados, o Benfica tem menos quatro pontos do que Ajax e Bayern. Nos outros jogos da noite, destaque para o regresso vitorioso de Ronaldo a Manchester. Quem brilhou foi Dybala, autor do único golo da partida. Já antes, o Young Boys tinha empatado o Valência a uma bola. A Juve só sabe vencer, o United é segundo classificado já tendo experimentado todos os resultados possíveis. Em Madrid, regresso às vitórias com um modesto 2-1 ante do modesto Plzen. Ainda assim, Real lidera, ao lado da Roma, que venceu o CSKA por 3-0. A máquina do City apresentou-se ontem na Ucrânia e levou o Shakhtar à frente. 0-3, com Bernardo Silva a voltar a marcar. Na Alemanha, jogo animado com TSG e Lyon a empatarem a 3 bolas.

Ronaldo regressa a Manchester

23.10.18, Francisco Chaveiro Reis

2.5971486.jpg

Cristiano Ronaldo regressa hoje a Manchester, cidade onde chegou aos 18 anos e de onde saiu como melhor jogador do mundo, rumo ao Real Madrid, que ajudou a tornar ainda maior. Foi apresentado no verão de 2003, juntamente com Kleberson, médio brasileiro, campeão do mundo um ano antes, que não vingou. Foi-lhe dada a camisola 7, até ali pertença de Beckham, saído para Manchester. Mostrou ao que vinha no primeiro jogo e acabou a época com 40 jogos e 6 golos. Venceu a FA Cup e a Supertaça. Ficou mais 5 épocas, com Alex Ferguson a ser determinante no seu percurso e a assumir-se como figura paternal. Em Manchester, Ronaldo foi muito feliz e saiu de lá com 292 jogos, 114 golos e um Campeonato do Mundo de Clubes, uma Liga dos Campeões, três campeonatos e duas taças da liga, para além dos dois já citados.

Pág. 1/4