Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Visão do Peão

Visão do Peão

Wolves de vento em popa

19
Set17

img_770x433$2017_09_17_02_28_44_1313305.jpg

Corre bem a vida a Nuno e, logo, ao seu clube. O Wolves soma 5 vitórias em 8 jogos na exigente segunda divisão inglesa e está na segunda posição, que dá acesso directo à Premier League, o grande objectivo. Os portigueses que entram em campo também têm conquistado os adeptos. Diogo Jota, ex-FCP, Atlético de Madrid e Paços de Ferreira, tem sido o português em maior destaque, tendo marcado 5 vezes em 9 jogos; Ivan Cavaleiro leva 1 golo em 8 jogos; Ruben Neves tem números iguais ao do extremo; Roderick entrou 8 vezes em campo  e Ruben Vinagre, 6. Hélder Costa e Pedro Gonçalves ainda não se estrearam. O brasileiro Léo Bonatini, que brilhou no Estoril e chegou a ser associado ao Sporting, leva 3 golos em 9 partidas. O campeonato é longo e cheio de equipas competitivas (por exemplo, o Aston Villa de John Terry está em 13.º) mas a aventura inglesa corre muito bem à armada portuguesa. 

Capel sem clube

19
Set17

Diego-Capel.jpg

Sempre gostei de Diego Capel. Quando chegou a Alvalade, deixei-me conquistar pelo seu estilo de correr e furar as defensivas à la Futre. Com o passar do tempo, começou-se a perceber que a sua qualidade era relativa e que com a chegada de outros interpretes, o espanhol tinha sido "um olho em terra de cegos". Mais, percebeu-se que as suas corridas vistosas eram muitas vezes inconsequentes. Ainda tive esperança que Jesus lhe fizesse um upgrade mas o próprio treinador terá ficado desiludido. Capel seguiu a sua vida, mudando-se para o combativo futebol italiano onde fez 21 jogos pelo Génova. Seguiu-se o Anderlecht, onde fez 24 partidas mas também não entusiasmou. Aos 29 anos, está sem clube. Se é verdade que não é um génio do futebol, Capel merece um clube médio no seu país ou uma oportunidade noutras ligas. Desempregado, é uma opção a ter em conta para clubes como Braga ou Guimarães, apesar do seu desejo de jogar na La Liga, onde actuou pelo seu Sevilha, entre 2006 e 2011. O Capel, 11 do Sporting, continua a ser lembrado pela garra, simpatia e amor ao clube. Boa sorte! 

Vencer a Taça da Liga

19
Set17

589302578_770x433_acf_cropped.jpg

A Taça da Liga é um espinho na garganta do Sporting. É o único título nacional que falta ao clube e é uma prova que começou repleta de polémica e prejuizo para os leões. No ano anterior, o Sporting permitira que o Vitória de Setúbal fosse a primeira equipa a levantar o troféu. O Benfica venceria mais sete edições, intercalando com uma vitória do Sporting de Braga. No ano passado, o mesmo Braga caiu na final, aos pés do Moreirense. O Sportin entra hoje em campo com ideias de vencer o Marítimo e rumar à fase final. Sabemos que é uma prova que não entusiasma mas é um troféu e todos os troféus têm que ser conquistados. Hoje Jesus deve dar minutos a homens como Salin, Ristovski, Pinto, Petrovic, Matheus, Iuri ou Doumbia mas não acredito numa revolução total no onze. É de prever que o Marítimo, com 5 vitórias em 6 jogos no campeonato, também rode a equipa. Convocados: Salin e Pedro Silva; André Pinto, Ristovski, Tobias Figueiredo, Mathieu e Jonathan Silva;  Acuña, Bruno César, Battaglia, Mattheus Oliveira, Iuri, Petrovic e Palhinha; Gelson Dala, Doumbia, Podence e Alan Ruiz.