Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Visão do Peão

Visão do Peão

Yazalde

31
Ago17

17520297_Ccg0r.jpeg

Hector Yazalde, avançado argentino, só jogou quatro anos no Sporting mas ficou para sempre conhecido como um dos maiores avançados que actuou em Portugal. Em 1973/1974, marcou 50 golos. 46 foram no campeonato, um recorde que nem mesmo Jardel conseguiu bater. O Chirola, já falecido, é um dos maiores de sempre. 

Nasceu em 1946 em Buenos Aires e faleceu 51 anos depois, na mesma cidade, vítima de  vítima de uma cirrose hepática e paragem cardíaca. Iniciou-se no Indenpendiente, histórico clube argentino, onde foi goleador. Chegou a Alvalade em 1971/1972 para se juntar a Victor Damas, Victorino Bastos, Manaca, Hilário ou Chico Faria. Em quatro épocas venceria apenas um campeonato e duas taças mas foi duas vezes o melhor marcador da prova e uma delas, a dos 46 golos, o melhor marcador da Europa. Mudou-se para o Marselha e durante pouco mais do que um ano, foi goleador, aquilo que melhor sabia fazer. Regressou à Argentina para jogar pelo N.O. Boys e Huracán. Pela Argentina, só jogou 10 vezes mas marcou dois golos, ambos no Mundial 1974. 

Fecho do mercado: Alemanha

31
Ago17

Na Alemanha o mercado já fechou. Nos últimos dois dias, a grande movimentação até foi um empréstimo. Após ter sido associado a Milan, Juventus, Liverpool ou Manchester United, Renato Sanches deixou o Bayern e juntou-se ao Swansea. O empréstimo rende mais de 8 milhões de euros aos bávaros.

kevin_kampl.JPG

Na parte de entrada, o Leipzig, que jogará a Liga dos Campeões, contratou Kampl ao Leverkusen. O extremo já atuou também pelo Dortmund. A Wolfsburgo, de onde saiu o português Vieirinha para regressar ao PAOK, chegou, por empréstimo do Liverpool, o belga Divock Origi. O Estugarda, de regresso ao principal escalão, fez regressar o lateral Beck, após uma experiência no Besiktas. O Dortmund pós-Dembelé apresentou Toljan, promissor defesa alemão, ex-Hoffenheim e ainda Sancho, jovem médio inglês, ex-Manchester City. A Bremen chegou o argelino Belfodil, emprestado pelos belgas do St. Liége. Mas, o destaque maior vai para o talento Lucas Alario, avançado móvel argentino que troca o River Plate pelo Leverkusen. 

img_770x433$2017_06_14_17_52_40_1277657.jpg

O top de negócios da Bundesliga é encimado por Tolisso, que trocou o Lyon pelo Bayern, logo na abertura do mercdo, por cerca de 41 milhões. O Bayern gastou mais de 100 milhões, garantindo ainda Coman (21), Sule (20) ou Gnabry (8). O vice-campeão Leipzig gastou mais de 57 milhões, gastando 20 em Kampl. Bruma e Agustin custaram cerca de 13 milhões, cada. O Dortmund, que contratou Yarmolenko por 25 milhões, fez a segunda compra mais cara da liga. Philipp (Freiburgo) custou 20. O terceiro maior negócio foi Retsos, do Olympiacos para o Leverkusen, por 22 milhões. 

retsos-cropped_1exs3n6iwlt3h1oeaq2z5c6kus.jpg

Ao todo entraram 225 jogadores e saíram 201. A média de gastos foi de 33 milhões sendo que ao todo foram gastos quase 600 milhões de euros. Menos 80 do que os clubes receberam. 

 

 

 

 

Loucura em Braga

31
Ago17

A Lázio de Roma onde Fernando Couto e Sérgio Conceição chegaram a ser figuras de proa, contratou entre ontem e hoje mais três portugueses. Um, Nani, é visto como o substituto de Keita Baldé. Mesmo perdendo fulgor como fiz notar aqui, acaba por ser uma opção mais ou menos natural. Chocante, é o negócio que leva dois júniores do Braga - Neto e Jordão - das camadas jovens dos Gverreiros para Roma, por 26 milhões de euros. À proporção, é um dos melhores negócios da janela de mercado. No negócio, está, claro, envolvido Jorge Mendes. Segundo notícias, a Lázio ainda terá oferecido 20 milhões por Xadas. O que leva a Lázio, tão contida nos últimos anos, a vender a sua estrela (Baldé) por 30 milhões, para dias depois oferecer 46 milhões por três desconhecidos?