Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Visão do Peão

Visão do Peão

Schick, Naby Keita e Jovetic. Os negócios sucedem-se.

28
Ago17

schick-roma.jpg

Depois de Dembele e Yarmolenko, mais negócios confirmados. A Roma garantiu o checo Patrik Schick, ex-Sampdória. Depois de uma bela época de estreia em Itália, o jovem avançado muda-se para Roma, quase no fim do mercado, por 38 milhões de euros, naquela que é a compra mais alta de sempre da Roma. Curioso é que Schick tem características muito semelhantes ao goleador da equipa - Dzeko. Saída à vista? 

hqdefault.jpg

Paixão de verão de Klopp, o médio Naby Keita trocará o Leipzig pelo Liverpool e por "apenas" 52 milhões de euros. No entanto, o médio defensivo da Guiné Conacri só jogará pelos Reds em 2018/2019. Será um reforço perfeito para o Liverpool, trazendo intensidade física, tão necessária na Premier. 

DIT5kyUXYAA4LaX.jpg

Por fim, antes da saída de Mbappé ser anunciada, a chegada de Jovetic já foi oficializada. O avançado móvel montenegrino custa 11 milhões e deve jogar no apoio a Falcao. Jovetic poderá ter no Mónaco e com Jardim, um novo fôlego na carreira (como Falcao). Jovetic deu nas vistas no Partizan e muito jovem mudou-se para a Fiorentina onde jogou cinco anos e marcou 40 golos. Foi mais um que não escapou aos milhões do City e esteve em Inglaterra duas épocas, sem grande sucesso. Regressou a Itália, jogando pelo Inter, sem dar nas vistas. Na época passada esteve emprestado ao Sevilha, onde marcou 7 vezes mas não convenceu os andaluzes a ficarem com ele. No Mónaco poderá voltar a ser um jogador de topo, como se pensava que seria antes da ida para Manchester. 

Mbappé a caminho do PSG

28
Ago17

622_a1c53ce0-7a32-34a3-849a-30a07863cc99.jpg

Uma inconfidencia de Didier Deschamps quase garante a ida de Mbappé para o PSG, num negócio surpreendente. O técnico descaiu-se e afirmou que o avançado muda de equipa mas fica em França. Ninguém acredita que o destino seja outro que não Paris. A fazer crer nas notícias de ontem, o negócio pode ser ainda mais surpreendente. É que o Mónaco deve emprestar Mbappé, ajudando o PSG a cumprir o fair-play financeiro. Os 180 milhões só serão pagos daqui a um ano. O PSG ganha um tridente ofensivo formado por Cavani, Neymar e Mbappé e deve esmagar toda e qualquer concorrência interna. Falava-se ainda na cedência de Pastore, Draxler ou Lucas ao Mónaco. Certo é que já não sobra espaço em Paris para esses três. Menos ainda para Guedes e Di María também estará na porta de saída. Já o Mónaco, com Falcao em grande forma, procurará novo avançado. Já Mbappé, com certeza que gostará de atuar ao lado dos craques sul-americanos que terá como companheiros e mais gostará do salário que o espera, mas com os números envolvidos, fica "preso" a Paris nos próximos anos, tendo que esperar para chegar a Inglaterra ou Espanha, melhores ligas do mundo. 

Dembele blaugrana

28
Ago17

1503928285025.jpg

Ousmane Dembele já foi apresentado em Barcelona como reforço. O jovem de 20, que pode custar ao todo, mais de 140 milhões de euros, carregará no corpo o peso da transferência e da sombra de Neymar, sendo que até herda o 11 do astro brasileiro. Se qualidade não lhe falta, Dembele será mais um extremo do que um finalizador. Veremos como lida com a enorme pressão que o espera. Nas suas duas épocas como sénior marcou 22 golos por Rennes e Dortmund. É já internacional A e com Mbappé ou Coman, é uma das grandes esperanças do futebol francês. 

Yarmolenko substitui Dembele

28
Ago17

transferir.jpg

Nem Gelson (Sporting) nem Malcolm (Bordéus). Anda antes de Dembelé ser apresentado em Barcelona, o seu substituto foi apresentado em Dortmund. Os clubes alemães não perdem tempo e o Borussia avançou para o extremo ucraniano de 27 anos, que, por 25 milhões, deixa o Dinamo de Kiev. Pela sua qualidade e capacidade goleadora (marcou 19 golos por época, nas últimas três temporadas e 21, na anterior), Yarmolenko deve pegar de estaca na Vestfália. Jogará com a camisola 9. Yarmolenko, várias vezes falado como reforço de equuipas de ligas mais fortes do que a ucraniana, jogou toda a vida em Kiev e estreou-se em 2007/2008 pela equipa principal, com um jogo e um golo. Não mais parou de jogar e de marcar. Pela sua seleção marcou 29 vezes em 68 jogos, jogandos os Euros 2012 e 2016. 

Rumor do dia - Jack Rodwell

28
Ago17

skysports-jack-rodwell-sunderland_3817195.jpg

Jack Rodwell é hoje apontado ao Sporting. O inglês, de 26 anos, atua no Sunderland, da segunda divisão inglesa e é uma promessa adiada. Rodwell fez a formação no Everton, clube pelo qual se estreou na equipa principal. Ainda muito jovem, chamou à atenção do Manchester City que o juntou à sua longa coleção de jogadores. Pouco jogou em duas épocas e atrasou o seu desenvolvimento. Encontraria espaço no Sunderland, sempre nos lugares mais baixos da Premier League, até que no ano passado não se conseguiu espacar à descida. Foi internacional por três vezes, para além das 38 partidas disputadas pelas camadas jovens. Avaliado pelo site Transfermarkt em cerca de 5 milhões de euros, é negócio que não entusiasma. 

 

O mercado

28
Ago17

O mercado de transferências nas principais ligas europeias fecha esta semana. Esperam-se dias de grande azáfama, com clubes a tentarem reforçar os seus grupos e os clubes que perdem jogadores a tudo fazerem para os substituírem. O medo maior é das equipas com menos possibilidades, que podem não resistir a ofertas de última hora e não terem tempo para encontrar substituídos à altura.

584bd0e1cca981b915000001.jpg

Por cá, é possível que os grandes vão fazendo acertos. Primeiro, têm excedentários por colocar, o que muitas vezes é a sorte grande das equipas mais pequenas. O Sporting ainda pode ceder Jug, Tobias ou Palhinha; o Porto, Abdoulaye, João Carlos ou Hernâni e o Benfica, André Horta, João Carvalho ou Diogo Gonçalves. Na porta de entrada, Gabriel será disputado por Sporting e Benfica. Para além de um avançado (fala-se também em Castillo), o Sporting ainda deve contratar um central e um médio de qualidade (caro) para render William. O Benfica ainda pensa em Douglas e se não foi ele a vir, será outro lateral de maior cartel do que Milos. Um negócio de ocasião como o de Gabriel também será bem visto. O FC Porto quer mais poder de fogo. Alibec (Steua) está referenciado e pode custar 8 milhões. Danilo ou Brahimi ainda podem ser baixas.

Philippe-Coutinho1.jpg

 As atenções estão viradas para o Barcelona. Depois de perder Neymar e ganhar 222 milhões, o Barça contratou Paulinho e Dembelé mas não se deve ficar por aqui. Fala-se em Seri (Nice) mas o que mais falta faz são opções de ataque. Coutinho pode ser o senhor que se segue, não custando menos do que 150 milhões. Se o Dortmund não é conhecido por ser despesista e deve contratar um substituto relativamente barato (Malcolm do Bordéus é hipótese), o Liverpool atacará o mercado para substituir o seu camisola 10. Insigne (Nápoles) é o nome falado e não custará menos do que 60 milhões. Ali ao lado, o Real Madrid quer mais um avançado e depois de tudo o que tem feito, Perez não deve negar o desejo a Zidane. Já não se fala com grande insistência em Mbappé mas aposto que ainda estará nos planos. Com Ronaldo, Lucas, Isco, Bale e Asensio no plantel, até faria sentido um 9 mais posicional e não um homem tão móvel mas quem quer que seja, aposto que será de grande qualidade e um nome mediático. Florentino Perez não costuma fazer por menos. Na mesma cidade, o Atlético não pode inscrever ninguém mas já foi buscar Vitolo (Sevilha), por exemplo. Apesar de rumores de que Milan e Marselha estivessem atentos, o regresso de Diego Costa (Chelsea) é uma opção em cima da mesa. Terá é que ser emprestado até janeiro. E com Conte, no Chelsea não fica. O Valência, em busca de melhores dias, já contratou Neto (Juventus), Murillo e Kondogbia (Inter) ou Gabriel (Arsenal) mas não é de admirar que contrate mais opções, sobretudo, ofensivas. Guedes (PSG) é falado com insistência.

naom_58cea706bee2a.jpg

Em França, o PSG parece não estar ainda sem fôlego. Depois de Neymar, há mais um avançado na mira. Mbappé seria a primeira oção, podendo Lucas Moura, Pastore ou Draxler ir para o Mónaco. Alexis Sanchez, apesar do Arsenal estar mais interessando em mante-lo nem que o perca a custo zero daqui a um ano, é outra opção. Com tanto gasto, o PSG tem que vender. É previsível que Draxler se mude para Inglaterra (não acredito que fique em França) e Di María para Itália. O novamente novo-rico Marselha já foi buscar Germain (Mónaco), Luiz Gustavo (Wolfsvburgo) ou Mandanda (Crystal Palace) mas o mas provável é que ainda ofereça uma ou duas prendas aos adeptos (sobretudo depois do 1-6 no Mónaco). Não que seja possível o PSG não ser campeão mas a bem da competitividade da equipa do sul de França. E o Mónaco, após vender Mendy, Bernardo e estar prestes a vender Mbappé pode cometer uma pequena loucura. O italiano Belotti, nova estrela do Calcio, é hipótese e pode custar 100 milhões. Ainda assim, quase metade do que Mbappé.

Van-Dijk.jpg

A Premier League é o campeonato mais endinheirado. Não creio que Messi ou Ronaldo se mudem para lá mas muitos milhões de libras serão gastos esta semana. Com um plantel curto, o Chelsea precisa de comprar, sobretudo segundas linhas. Nesse sentido, tem na mira homens como Cédric (Saints), Drinkwater e Vardy (Chelsea). Virgil Van Dijk (Saints) é outro homem que tem sido associado ao Chelsea, que terá mais de 200 milhões para gastar. Não que o Chelsea não tenha ido já ao mercado. Morata (Real Madrid) custou 80 milhões. E ainda chegaram Bagayako (Mónaco), Rudiger (Roma) e Caballero (City). O Tottenham conseguiu manter as suas estrelas Kane e Alli mas só agora começou a contratar. O guarda-redes Gazzinaga (Southampton) e o central colombiano Sanchez (Ajax). É de crer que possam chegar mais opções, sobretudo mais um avançado, tendo em conta a fraca prestação de Janssen. O City de Guardiola, apesar de não estar a jogar de forma brilhante, deve ter fechado as portas de entrada. Afinal, já contratou Ederson (Benfica), Walker (Tottenham), Mendy (Mónaco), Danilo (Real Madrid) e Bernardo (Mónaco). Mas com Guardiola, nunca se sabe…

benedikt-howedes-germany_18m9nvqxry1cz1hzlfpbdw06b

Em Itália, este foi o mercado do Milan que contratou Donnarumma (Tripolis), Rodriguez (Wolfsburgo), Conti e Kessié (Atalanta), Bonucci (Juventus), Musacchio (Villareal), Hakan (Leverkusen), Borini (Sunderland), André Silva (FC Porto) e Kalinic (Fiorentina). Falou-se ainda em Renato Sanches (Bayern), Diego Costa (Chelsea) e Aubamayang (Dortmund) mas não é de prever que ainda avance mais algum negócio. A crónica campeã Juventus (venceu as últimas seis edições), na sua busca pela glória europeia e pela manutenção do “passeio” interno, chegou a acordo com Szczesny (Arsenal), De Sciglio (Milan), Matuidi (PSG), Douglas Costa (Bayern), Bentacur (Boca Juniors) e Bernadeschi (Fiorentina). Sempre muito ativa no mercado é provável que a Juventus ainda ataque várias posições. Cahill (Chelsea), Can (Liverpool) ou Keita (Lázio) têm sido associados. Depois de ter contratado Higuaín por 90 milhões há um ano, não admira que a Juventus repita a “graça” e tente esmagar a concorrência interna.

Alexis-Sanchez.jpg

Principais “novelas” por resolver:

Mbappé – Parece estar próximo do PSG
Diego Costa? – Regressa ao Atlético? Se sim, onde jogará emprestado até janeiro? Muda-se para Itália?
Coutinho? – O Liverpool aceita ceder o brasileiro ao Barcelona? E quem contrata para o seu lugar?
Alexis – Fica no Arsenal e assina a custo zero por outro clube (talvez rival do Arsenal) ou é já vendido para fora da Premier?

Líder

28
Ago17

img_770x433$2017_08_13_23_54_26_1301465.jpg

O Sporting não ganhou para o susto, com um golo do Estoril aos 94 minutos mas, conseguiu a sua quarta vitória em quatro tentivas. Ante de 45 mil pessoas, o Sporting venceu por 2-1 e é líder da liga portuguesa, com os mesmos 12 ponto do que o FC Porto e mais dois do que Benfica e Rio Ave, que empataram entre si. Mesmo sem Adrien e William, o Sporting fortíssimo e Gelson Martins, aos 4 minutos e Bruno Fernandes aos 11, deram o 2-0. O extremo concluiu da melhor forma a jogada de Acuña e Bruno Fernandes fez o golo, na superior execução de um livre directo. Ambos fizeram os seus terceiros golos, em quatro jogos, na liga portuguesa. A partir daqui, e sobretudo a partir dos 30 minutos, o Sporting baixou o ritmo de jogo e passou por apuros na segunda parte. Jesus ainda reforçou o meio-campo com a inclusão de Petrovic mas o Estoril, atrevido, marcou mesmo, através de grande golo de Lucas Evangelista. Depois, foi o VAR o portagonista. Primeiro, o Sporting fez o 3-1, por Dost. Bem anulado por fora de jogo e mais uns minutos de sofrimento. Nos últimos segundos, 2-2. Mais uma vez, bem anulado por posição irregular. Uma decisão certeira e corajosa.