Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Visão do Peão

Visão do Peão

Fazer com que a excelência pareça fácil

Nike-Football-Soccer-Tiempo-Book-4_70030.jpg

As botas Nike Tiempo, à semelhança dos jogadores que as calçam, têm uma reputação de fazer com que a excelência pareça fácil. “Tudo começa com o couro de primeira qualidade, mas com as Tiempo Legend 7, integrámos a tecnologia Nike Flyknit para um ajuste mais dinâmico e um lockdown aprimorado”, refere o designer da Nike Football, Vianney de Montgolfier.

 

120 minutos e 3 penaltis falhados depois

transferir.jpg

Portugal caiu ante do Chile nas meias-finais da Taça das Confederações. A estreia da equipa portuguesa na prova fica marcada por duas vitórias, um empate e uma derrota, nas grandes penalidades. Ontem, Fernando Santos não foi feliz, insistindo num Gomes quase nulo e mexendo mal na equipa. O Chile, mais matreiro, quase que fez o golo em cima dos 120 minutos mas tudo seria decidido nos onze metros. Quaresma, Moutinho e Nani permitiram a defesa de Bravo. 

Novos equipamentos na sexta-feira

1024.jpg

O Sporting apresenta na sexta-feira, no decorrer da gala, os seus equipamentos para 2017/2018. Como tem sido usal, a Macron não permitiu leaks dos novos modelos. Espera-se um equipamento listado, um Stromp, um para a Liga dos Campeões e um alternativo. Este último, terá a mão de um adepto, vencedor do concurso lançado pelo clube. Apesar de não ser consensual, a marca italiana tem feito bons modelos, apesar de algumas inovações mal recebidas no equipamento principal. Na primeira época os calções eram verdes e na segunda, brancos. Esta época regressaram os habituais calções pretos, com as meias listadas. Para imaginar o que aí vem temos aqui, aqui e aqui, alguns exemplos de equipamento Macron para este ano. 

Danny em Praga

img_818x455$2016_03_13_21_50_34_520370.jpg

O internacional português Danny, dispensado do Zenit, vai jogar pelo Slavia de Praga na próxima época. Nascido na Venezuela há 33 anos, Danny começou a jogar futebol já na Madeira, com a camisola do Marítimo. Em 2001/2002 estreou-se como sénior e na época seguinte mudou-se para o Sporting de Boloni, Ronaldo, Quaresma, Jardel ou Sá Pinto. Não teve sucesso e foi emprestado ao Marítimo, tendo regressado ao Sporting. Sem ser títular, o médio ofensivo aceitou a mudança para o Dinamo de Moscovo, então cheio de portugueses, como Jorge Ribeiro, Frechaut, Maniche ou Luís Loureiro. Com mais de 100 jogos e 20 golos marcados, Danny mudou-se para São Petesburgo em 2008 e por lá ficou até agora. Foi titular, capitão e ajudou a equipa a vencer uma Supertaça Europeia, três ligas, duas taças e duas supertaças russas. O Marítimo tentou o seu regresso mas o português vai jogar na República Checa, num clube histórico, agora comprado por investidores chineses. Halil Altintop (Frankfurt, Shalke 04, Trabzonspor, Augsburgo, Frankfurt e Kaiserslautern) e Ruslan Rotan (Dinamo Kiev e Dnipro), são outros veteranos já confirmados. 

Pág. 1/10