Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Visão do Peão

Visão do Peão

Maxwell despede-se 34 títulos depois

19
Mai17

Maxwell, defesa-esquerdo internacional brasileiro despede-se amanhã do futebol jogado, na partida que vai opor o seu PSG ao Caen. Aos 35 anos, o camisola 17 do Paris Saint Germain soma uns impressionantes 34 títulos distribuídos pelo seu clube atual, Inter de Milão, Barcelona e Ajax.

maxwell-ajax_121duu5lt4idh1le9xrmg01h1m.jpg

Maxwell estreou-se em 2000 pelo Cruzeiro, onde fez 27 jogos e marcou dois golos. Jogou ao lado de Geovani (Barcelona, Benfica e Wolves), Maicon (Inter, Mónaco e City) ou Luisão (Benfica). Aterrou em Amesterdão em 2001/2002, no mesmo ano em que o astro sueco Ibrahimovic trocou o Malmo pelo Ajax. Foi aí que nasceu uma amizade que se estende até hoje e que teve continuidade em mais três clubes, onde os dois se cruzaram. No Ajax, esteve cinco épocas e conquistou os primeiros títulos da carreira: duas ligas e duas taças, além da Johan Cruijff Schaal. Na ArenaA, para além de Ibra, conviveu com jogadores de grande qualidade como Chivu, Pienaar, Galasek, Van der Vaart, Mido, Arveladze, Nigel de Jong, Van der Meyde, Winter, Litmanen, Charisteas, Babel, Filipe Luís, Sonck ou Sneijder. 

0607_UK_Serie_A_Inter_Maxwell_Ibrahimovic.jpg 

Seguiram-se três anos em Itália, onde melhorou os processos defensivos e foi tri-campeão italiano e venceu uma Supertaça italiana e se cruzou com José Mourinho. Para além de Ibra, teve a sorte de conviver com Recoba, com a  melhor versão de Adriano, Crespo, Cruz, Vieira, Figo, Stankovic, Zanetti ou Córdoba. 

Lionel+Messi+Maxwell+Barcelona+v+FC+Copenhagen+ZfH

Em 2009/2010, seguiu o amigo Ibra para o Barcelona de Guardiola. O sueco só ficou um ano mas Maxwell ficou mais um ano e meio, vencendo dois Mundiais de Clubes, uma Liga dos Campeões, duas Ligas, uma Taça de Espanha e duas Supertaças. Jogou ao lado de Messi, Xavi, Busquets, Iniesta, Piqué ou Puyol.

maxwell-abre-o-placar-para-o-psg-contra-o-lille-14

Em janeiro de 2012 mudou-se para o PSG, novo-rico e a construir uma grande equipa. Ao lado de homens como Lavezzi, Pastore, Matuidi, Verrati, Rabiot, Motta ou Thiago Silva conquistou a glória interna sendo tetra-campeão francês.

brasileno-paris-maxwell-anuncia-deja-sele_1_215795

Pelo seu país, teve pela frente homens como Roberto Carlos, Zé Roberto, Filipe Luís ou Marcelo e fez apenas 6 jogos. Ainda assim, foi chamado ao Mundial 2014, no Brasil, jogando na derrota ante da Holanda. 

 

 

 

Dislike

19
Mai17

img_770x433$2016_12_27_22_05_06_1201257.jpg

O Comandante Vicente Moura demitiu-se na sequência do post de despedida de Bruno de Carvalho no Facebook. É sobretudo uma derrota de relações públicas que contribui para isolar o presidente. Já se falam em mais demissões. Bruno faz muito bem em deixar aquela rede social onde só deu tiros nos pés e lutou contra moinhos de vento mas o seu último post foi desastroso, atacando dirigentes, atletas e...adeptos. 

 

A Gala do Sporting, criada e muito bem por Bruno de Carvalho, será a 30 de junho. Má decisão mesmo que possa ter explicação. No dia 1 de julho, casar-se-á o presidente com a sua ex-secretária. Passa a ideia de por a sua agenda pessoal à frente da do clube. Não creio que seja intencional mas a "mulher de César"...A isto acresce que a cerimónia será no Coliseu e não no novo Pavilhão. Não vai ser inaugurado 9 dias antes do evento? Vai haver mais alguma derrapagem? 

 

Segundo os media, Jesus não está seguro e ainda pode sair. Fala-se numa ida para a Turquia. A acontecer será mais uma derrota. Não que Jesus tenha ganho algo que se veja mas o Sporting pode deixar sair mais um treinador de topo sem que o aproveite ao máximo, como aconteceu com Jardim.