Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Visão do Peão

Visão do Peão

Lembrando os craques 1 - Dennis Bergkamp

02
Mar17

Dennis-Bergkamp.jpg

Dennis Nicolaas Maria Bergkamp nasceu em Amsterdão a 10 de mais de 1969 e notabilizou-se como fabuloso goleador, tendo brilhado com maior intensidade no Arsenal, ao lado de outros grandes craques como Wright, Henry, Pires, Overmars, Vieira, Adams ou Ljungberg. Aos 47 anos, é adjunto no Ajax, equipa onde começou a jodgar e a dar  nas vistas. 

dennis-bergkamp-ajax-best-ever-series_jqd69pagu4oo

Bergkamp apareceu no Ajax em 1986, jogando na equipa principal por 237 vezes, marcando 122 golos. Em Amsterdão, notabilizou-se pela conquista da Supertaça Europeia, logo no ano de estreia. Venceria ainda uma liga holandesa, duas taças e uma Taça UEFA . No Ajax, cruzou-se com monstros como Blind, Rijkaard, David, Seedorf, Overmars ou Van der Sar. 

Dennis-Bergkamp-Inter.jpg

Seguiu-se uma mudança milionária para o Inter de Milão onde nunca convenceu apesar de ter feito 37 golos em 79 partidas. Ainda assim, venceu uma Taça UEFA.  Jogou ao lado de craques como Zenga, Pancev, Toto Schillaci, Ruben Sosa ou Bergomi.

dennis-bergkamp-arsenal-leicester_3287263.jpg

Em 1995 chegou ao Arsenal onde conheceu os seus anos de ouro e onde jogou 11 anos, marcando 120 golos em mais de 400 partidas, sob o comando de Ársene Wenger (não foi contratado por ele mas foi ele o seu treinador durante a grande parte da sua estadia em Londres). Ali, ganhou três ligas inglesas, quatro taças e quatro supertaças. Ficou conhecido por golos de outro mundo e por ter medo de andar de avião, indo de formas alternativas para os compromissos mais longe de casa. É considerado o segundo melhor jogador da história dos Gunners. 

cropped_0121737.jpg

Pela sua seleção, jogou 79 vezes e marcou 37 golos, incluindo este, contra a Argentina no Mundial 1998. 

O cargo mais cobiçado

02
Mar17

luis-enrique-barcelona-atletico-madrid-la-liga-110

Luis Enrique vai deixar o comando do Barcelona no fim do ano. O antigo médio do clube trocou o Celta pelo Barça em 2014 e mesmo tendo ganho dois campeonatos, duas taças, uma supertaça, uma Champions, uma supertaça europeia e um mundial de clubes, não convence os exigentes adeptos blaugrana, sobretudo pela campanha desta época, sendo que, com um jogo a mais, o Barcelona tem mais um ponto do que o rival, Real Madrid. Está aberta a corrida à sucessão. Irá o Barcelona apostar num homem da casa como já fez com Enrique ou Guardiola? Nesse caso, Ronald Koeman (Everton) ou Eusebio (Real Sociedad) seriam boas apostas. Irá apostar em alguém que esteja já na liga espanhola como Sampaoli (Sevilha)? Quererá o Barcelona, um revolucionário como Klopp (Liverpool)? O escolhido terá a oportunidade de orientar Messi, Neymar, Suarez, Iniesta ou Rakitic.