Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Visão do Peão

Claro e Arnold não conseguem travar um Benfica em subrendimento

18.04.16, Francisco Chaveiro Reis

19472488_nZ0Eh.jpg

O Benfica continua líder apesar de ter feito péssimos 60 minutos. Começou mal a partida para os encarnados com Claro, aos 14 segundos, a fazer o 0-1. O mesmo jogador poderia ter bisado pouco depois mas falhou, de cabeça, frente a um Ederson batido. O Benfica não perdoou e fez trinta minutos de grande qualidade, sufucando os vitorianos. Apenas Ricardo foi evitando os golos mas Jonas e Jardel marcaram os golos da vitória. No fim da primeira parte e sobretudo na segunda parte, o Benfica eclipsou-se fazendo uma péssima exibição. O Setúbal, limitado, tentou empatar mas não conseguiu (Cissé não deveria ter saído do banco?). Arnold, congolês, muito esforçado, falhou o 2-2, isolado.

Spurs não desarmam

18.04.16, Francisco Chaveiro Reis

3029142_heroa.jpg

O Leicester é um conto de fadas mas quem joga melhor futebol em Inglaterra é o Tottenham. Ontem, 0-4 ao Stoke com exibições superiores de Kane, Alli, Walker, Rose, Erikssen ou Dembelé.

Meias

15.04.16, Francisco Chaveiro Reis

klopp.jpg

Já se conhece o alinhamento das meias-finais da Liga dos Campeões e da Liga Europa. Na principal competição, o Bayern, após eliminar o Benfica defrontará o Atlético que, com alguma surpresa mas com toda a justiça deixou o Barcelona pelo caminho. O Atlético é uma equipa sólida, tem um dos melhores treinadores do mundo e um Griezmann numa forma extraordinária mas quanto a mim, não há equipa melhor do que um Bayern em forma. Um Bayern a jogar como a máquina triturada que sabe ser, eliminará o Atlético e alcançará a vitória final. No outro jogo, o Real de Ronaldo jogará contra o City. Os ingleses têm-se mostrado relativamente fracos e duvido que um Real, carregado por um Ronaldo em busca da Bola de Ouro, não siga em frente. Aposto desde já numa presença de Guardiola e Zidane em Milão.

 

Na Liga Europa, prova que tem sido dominada pelo Sevilha, os andaluzes seguiram em frente e terão que se desfazer do Shaktar para chegar a mais uma final. O Sevilha mantém uma equipa semelhante (perdeu Bacca mas Gameiro tem estado à altura) à dos últimos anos e a ambição de alcançar a terceira vitória consecutiva. O Shaktar, recheado de jogadores experientes é mais fraco mas será osso duro. Na outra partida, Liverpool terá que eliminar o Villareal. Os espanhois, com Bakambu a fazer época de sonho, mostram muita qualidade mas creio que esta prova será do Liverpool. Em Basileia, imagino Klopp a fazer a festa.

Brocchi treina Milan até fim da época

12.04.16, Francisco Chaveiro Reis

Brocchi.jpg

O antigo médio Cristiano Brocchi será o treinador do Milan até ao fim da época, após o despedimento de Mihajlovic. Com um orçamento gigante, o sérvio gastou mal (Romagnoli, Luiz Adriano e Bertolacci pouco acrescentaram) e não foi capaz de encontrar um modelo de jogo, um onze ou futebol de qualidade, não se intrometendo minimamente no domínio da Juventus. Tal como na Lázio, que nomeou Simone Inzaghi, o Milan aposta num ex-jogador seu, algo que com Pippo Inzaghi ou Seedorf não correu nada bem. Prevejo que algo terá que mudar radicalmente na próxima época.

Um Aquilani mais barato....e útil

12.04.16, Francisco Chaveiro Reis

1207956_620x410.jpg

Luiz Carlos é hoje apontado ao Sporting. É uma opção que me agrada. O médio está perfeitamente ambientado ao nosso futebol e a sua presença no plantel permitiria que Adrien pudesse ter mais descanso. Viria a custo zero e o seu ordenado seria perfeitamente suportável. Bem vistas as coisas seria um Aquilani mais barato e útil. Pese embora a classe inegável do nosso camisola 6, este sempre se mostrou lento, pouco intenso e com um ordenado alto para a nossa realidade. Já agora, numa de jogadores experientes habituados ao nosso campeonato e em fim de contrato, Gottardi seria uma boa opção.

3-1

11.04.16, Francisco Chaveiro Reis

naom_570974178e6b8.jpg

O Sporting não goleou como fizera nos jogos anteriores mas fez um jogo autoritário e voltou a vencer. Com mais de 44 mil (!!!) nas bancadas bateu o Marítimo por 3-1. O primeiro teve a assinatura de Téo (5 golos em três jogos), num remate que contou com o precioso desvio de João Diogo. Na segunda parte, foi a vez de William marcar. O médio defensivo, capitão neste jogo, vai voltando aos melhores tempos e este golo dar-lhe há motivação extra. A 15 minutos do fim, Slimani fez o seu 23.º golo da época na liga portuguesa. Ghazaryan ainda fez o 1-3 e o Marítimo teve oportunidades para marcar o segundo mas coube a Matheus, por duas vezes, os falhanços do jogo. O brasileiro, que perdeu espaço nos últimos meses, não aproveitou a oportunidade. A cinco jogos do fim, o Sporting está a dois pontos do Benfica, que teve dificuldades mas venceu em Coimbra.

Fazer a nossa parte

09.04.16, Francisco Chaveiro Reis

maritimosporting2015.jpg

Hoje é dia encher Alvalade e esperar mais uma vitória! Aposto nestes: Patrício, Schelotto, Coates, Semedo e César; William e Aquilani, Mário e Ruiz; Téo e Slimani.