Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Visão do Peão

Visão do Peão

Obrigado Fernando Mendes

img_905x603$2016_03_31_17_40_56_524686.jpg

Faleceu hoje Fernando Mendes, glória do Sporting, clube que representou entre 1953 e 1968. Fez 225 jogos e venceu a Taça das Taças, três campeonatos e uma Taça de Portugal. Como treinador, orientou os júniores e ainda a equipa principal em 13 ocasiões (6 vitórias).

Os 23

ng6318121.jpg

Parece cada vez mais claro que Fernando já tem os 23 na cabeça. Vejamos então que são os seus prováveis escolhidos.

Guarda-redes - Patrício (Sporting), Lopes (Lyon) e Eduardo (Zagreb) têm lugar garantido. Beto (Sevilha), suplente e Marafona (Braga) ficam de fora;

Defesas laterias - Há poucas dúvidas. Cédric (Southampton), Vieirinha (Wolfsburgo), Eliseu (Benfica) e Guerreiro (Lorient) vão até França. E Coentrão? Irá como médio, na minha opinião;

Defesas centrais - Pepe (Real Madrid), Carvalho (Mónaco), Carvalho (Mónaco), Fonte (Southampton) e Alves (Fenerbahce) se não se lesionarem são os escolhidos;

Médios-centro - Penso que Danilo (FCP) e William (Sporting) estão garantidos. Para a posição 8, penso que Moutinho (Mónaco) e Tiago (Atlético), se estiverem em condições físicas serão os escolhidos. Isto deixaria Adrien (Sporting), Sanches (Benfica), Gomes (Valência) ou André (FCP) de fora;

Médios-ala - Se os últimos dois jogos são exemplo, João Mário (Sporting), Rafa (Braga) e Quaresma (Besiktas) têm lugar marcado. O quarto posto será de Coentrão (Mónaco);

Avançados - Ronaldo (Real Madrid), Danny (Zenit), Nani (Fenerbahce) e Éder (Lille) devem ser os escolhidos, ficando de fora opções válidas como Vieira (Estrela Vermelha), Moreira (Paços de Ferreira) ou Lucas (S.Wednesday).

As novas fardas da seleção!

l.png

 

O novo equipamento principal e alternativo da Selecção Nacional une a revolucionária inovação Nike Aeroswift com referência ao passado histórico da equipa e ao futuro brilhante.

A Selecção Nacional de futebol vai procurar chegar mais longe ao jogar com o novo equipamento principal e alternativo. O vermelho e o verde dos equipamentos representam a experiência e a juventude da equipa, enquanto que a inovação Aeroswift permite uma maior concentração em campo por parte dos jogadores portugueses.

Para Cristiano Ronaldo “vestir a camisola da Selecção Nacional e jogar com este símbolo ao peito é sempre um grande orgulho. Estamos a jogar por um país, por todos os portugueses, em Portugal ou espalhados por todo o mundo, pelas nossas famílias, pelos nossos amigos e isso é sempre especial. Este equipamento transmite uma sensação de força, leveza e agilidade. Eu e os meus companheiros estamos desejosos para começar a jogar e a ganhar jogos com ele!”, conclui o capitão da Selecção Nacional.

-.,~ç~ºçºç.png

EQUIPAMENTO PRINCIPAL

O novo equipamento principal destaca-se pelo vermelho vivo, enquanto que as mangas e os ombros se apresentam num tom grená, que resulta da junção das cores preto e vermelho. No peito, a malha trabalhada de modo meticuloso cria um padrão geométrico que melhora o ajuste, ao mesmo tempo que as formas mais pequenas, na parte inferior, proporcionam um arrefecimento adicional.

A ode ao orgulho nacional está representada tanto no interior como no exterior da camisola. O símbolo da Federação Portuguesa de Futebol está estampado no peito e na gola surge bordada a palavra “Portugal”. Representando o espírito aventureiro dos portugueses, no interior das mangas  encontram-se as palavras “Nação” e “Valente”,  e na parte interna, junto ao peito, está a Esfera Armilar, instrumento de navegação que presta homenagem à herança marítima do país.

Nas partes laterais do equipamento existem listas verde escuro, que percorrem no mesmo alinhamento toda a extensão da camisola e calções. Ao expandir quando o jogador está em movimento, essa lista fornece maior ventilação e revela “flashes” de um verde luminoso.

As novas meias são verde escuro com linhas de um verde mais claro e brilhante na zona dos gémeos, destacando a parte mais dinâmica do corpo do jogador e acentuando a sensação de velocidade.

llll.png

EQUIPAMENTO ALTERNATIVO

Distiguindo-se radicalmente do design dos equipamentos anteriores, o verde luminoso do novo equipamento alternativo remete para o futuro brilhante da equipa.

Para Fernando Gomes, presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF): “A Nike tem acompanhado a Selecção Nacional em momentos históricos do futebol nacional. Nas conquistas e nos momentos mais desafiantes, sempre tivemos este parceiro ao nosso lado. A Federação Portuguesa de Futebol orgulha-se de contar com o apoio da Nike em mais um momento decisivo. Desejamos que este novo equipamento seja o pontapé de saída para uma campanha positiva da nossa Selecção em França.”

Este equipamento conta com as mesmas inovações e detalhes de design do equipamento principal, mas a nova camisola apresenta-se num verde mais brilhante, enquanto que as mangas e a parte superior das costas são preenchidas por uma tonalidade mais escura de verde.

As novas meias são verde-escuro com uns gráficos lineares vermelhos na parte de trás.

sem nome.png

INOVAÇÃO AEROSWIFT

Os equipamentos tecnologicamente mais avançados até à data –  os Nike Aeroswift Vapor – são 10 por cento mais leves e têm 50 por cento mais elasticidade comparativamente aos equipamentos anteriores.

Esta versão foi fabricada com um novo fio de alto desempenho que absorve o suor da pele 20 por cento mais rapidamente, ao mesmo tempo que o processo de secagem é também ele 25 por cento mais rápido.

Adicionalmente, tanto a camisola como os calções foram fabricados através de um novo processo que integra estruturas de malha individual e dupla para melhorar a ventilação, a elasticidade e o ajuste.

O novo equipamento da Selecção Nacional vai estar disponível para venda em Nike.com, através da App Nike Football, e nas lojas a partir do dia 24 de Março. A estreia em campo do equipamento principal está agendada para o dia 25 de Março.

 

IMAGENS EM ALTA RESOLUÇÃO:

http://news.nike.com/news/portugal-2016-kit

 

Diamante Natural

sem nome.png

Em outubro, a Nike lançou a primeira de uma série de sete botas que narram o percurso de Cristiano Ronaldo. O Capítulo 2 foca-se na saída de Ronaldo para longe de casa, em criança, para seguir o sonho de se tornar um jogador de futebol profissional. Ronaldo refere-se à saída de casa com apenas12 anos como “a parte mais difícil da minha carreira até agora”. Embora Ronaldo sempre tenha sido talentoso, não esconde que trabalhou (e continua a trabalhar) de forma excecionalmente intensa. “Trabalho muito nos treinos e nos jogos para atingir o sucesso”, diz.

 

A Nike trabalhou a partir desta inspiração quando desenhou as CR7 Chapter 2: Natural Diamond, pegando na forma como Ronaldo forjou o seu jogo através de trabalho árduo ao longo dos anos. Pela primeira vez, a Nike aplicou uma textura áspera no calcanhar de umas Mercurial para estas botas. Foi desenhado para parecer atribulado e áspero, representando os primeiros anos longe de casa, quando Ronaldo refinava o seu jogo, demonstrando a promessa do jogador em que se tornaria. À medida que a bota faz a transição para a parte dianteira do pé, suaviza, mais uma vez como analogia ao percurso e desenvolvimento de Ronaldo. O nome das botas, “Natural Diamond” reconhece a habilidade natural de Ronaldo. O aspeto de diamante é adicionalmente realçado pelo brilho adicionado ao Swoosh e ao logo CR7.

 

VÍDEO:

https://youtu.be/SWmxtvgpfuU

 

IMAGENS EM ALTA RESOLUÇÃO:

http://news.nike.com/news/cr7-chapter-2-natural-diamond

 

Pág. 1/3