Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Visão do Peão

Juve bate Real inseguro

06.05.15, Francisco Chaveiro Reis

 

Carlos-Tevez-Juve-Real-Madrid-Getty.jpg

Com péssimas exibições de Varane, Bale ou Ramos, o Real perdeu 1-2 em Turim e, por pouco, não sofreu mais golos. A Juve, sem Pogba, até entrou cautelosa, apostando em Sturaro, médio de contenção, em vez do mais ofensivo Ferreyra, mas Morata fez o 1-0 muito cedo. O jovem espanhol foi um dos melhores da noite, operando uma pequena vigança ante da equipa na qual não tinha espaço (deve algo a Chicharito?). De cabeça, Ronaldo empatou. Mas, a Juve foi melhor na segunda parte e Tevez, de penalty, fez o segundo. É bem verdade que Ronaldo desperdiçou o 2-2 mas os italianos foram sempre melhores e, em Madrid, já com Pogba, defrontar uma equipa italiana, fechada e defensiva, pode ser uma carga de trabalhos...

A fase tailandesa do segundo clube com mais títulos no mundo

05.05.15, Francisco Chaveiro Reis

 

1317630-28345836-1600-900.jpg

Bee Taechaubol, milionário tailandês, vai ser dono de parte do Milan. Berlusconi quer continuar a deter a maioria do clube e a ter um cargo de relevo mas, já cheira dinheiro fresco para os lados de San Siro. Isto significará um feroz ataque ao mercado. É que o Milan prepara-se para ficar de fora das competições europeias pelo segundo ano consecutivo, após apostas falhadas em antigos ídolos dos relvados (Inzaghi e Seedorf) cujo amor ao clube, só por si, não serviu para liderar as trocas. No banco, estará o primeiro desafio. Fala-se no regresso de Carlo Ancelotti, homem da casa que ganhou tudo como jogador e treinador e, ainda, em Unai Emery (Sevilha), Jorge Jesus e Julen Lopetegui. Um homem experiente, habituado à pressão e com mentalidade vencedora seria a melhor escolha mas, Mourinhos, há poucos. Veremos. O plantel, esse, irá sofrer uma revolução. A liga italiana está em crise, mais fraca que nunca mas, já se sabe que o dinheiro faz milagres. Veja-se que levou Eto´o e companhia para os confins da Rússia ou Rivaldo para o Cazaquistão. Levar meia dúzia de estrelas para jogar em Milão, não parece missão assim tão dura. Não serão Messi, Ronaldo, Neymar ou Bale mas, esperam-se boas compras. E caras.petr_cech.jpg

A baliza do Milan precisa de um monstro. Abbiati está em fim de carreira e Amelia e Gabriel não vão passar de suplentes. Diego Lopez, renascido pelas mãos de Mourinho pode ficar mas, no novo Milan, não me admirava que houvesse mudança. Penso, claro, em Petr Cech, um dos melhores do mundo, que tem sido suplente. E um negócio que envolvesse a ida de Lopez para Londres, não era de descartar.

9106d0b12258c6c6615f86e0dd2988b8_large.jpeg

Na defesa, Abate e De Sciglio dão garantias de qualidade. Ambos jogam na direita mas o segundo tem sido utilizado na esquerda. Penso que chegará um lateral esquerdo. Kolarov, secundário no elenco do City, poderia regressar à liga onde mais brilhou. Antonelli poderia compor o setor, ficando o Milan com quatro opções para as laterais. Albertazzi deve procurar novo desafio. Bochetti, emprestado, não convence.

1448557-30968050-1600-900.jpg

No centro, Alex e Paletta destacam-se e devem ficar. Rami, Zapata, Méxes, Zaccardo e Bonera, não. Os franceses são lentos e terão mercado em Inglaterra. O colombiano nunca mereceu a oportunidade e os veteranos italianos já não estão à altura. Faltam dois homens. Dória, amor antigo, falhou em Marselha mas ainda vai a tempo, aos 20 anos, de ser grande (está emprestado ao São Paulo). Falta um patrão (Alex já não vai para novo). Rose e Umtiti (Lyon), Virgil Van Djik (Celtic), Schar (Basileia) são nomes interessantes e jovens que podem liderar um novo Milan.

georginio_wijnaldum_2.jpg

No meio, acreditando, numa zona intermédia com três homens, De Jong, Poli, Honda (pode ser extremo) e Montolivo devem ficar. Essien, Muntari e Van Ginkel têm o lugar em perigo. Aqui, fazem falta dois homens. Um médio combativo que dispute o lugar com De Jong mas seja um pouco mais fino a jogar e um dez que acrescente qualidade. Clasie (Feyennord), William (Sporting) ou Verrati (PSG) são hipóteses para a primeira opção. Pastore (PSG),« ou  Wjinaldum (PSV), ficariam bem na segunda vaga.

promo234985980.jpg

No ataque, para as alas, faltam fantasistas. Di Maria, suplente do United, seria a primeira contratação a fazer. Menez deve manter-se. Faltariam dois. Gaitán (Benfica) seria um dos nomes interessantes a contratar. Niang não deve voltar do empréstimo e o lugar de El Shaarwary está em perigo. Lazar Markovic, secundário em Anfield, poderia ganhar nova vida em Itália.

aleksandar-mitrovic-rsc-anderlecht_weegz6is714m1p0

Para o ataque, é preciso uma estrela. Dzeko, sempre ignorado em Inglaterra, seria garantia de golos. Mitrovic (Anderlecht) poderia ser a outra opção de ataque. Pazzini, Cerci e Destro pouco têm feito pelos golos do Milan e não devem contnuar de vermelho e preto.

 

Guidetti e Uvini

04.05.15, Francisco Chaveiro Reis

 

Se não vencer a Taça, duvido que Marco Silva fique em Alvalade. Ainda assim, o clube parece ir preparando (e bem) a próxima época (sem a opinião do treinador?).

vmuE4_s5HTffThZIvMoDEVWQAp5zE1EyPAme9nHN1T0.jpeg

 

Este fim de semana, foi notícia o interesse em Guidetti. É um bom jogador que falhou no City, pela sua juventude e pela concorrência de nomes como Dzeko ou Aguero, mas que deixou boas indicações na Holanda e na Escócia, em empréstimos recentes. Aos 23 anos, o sueco tem que se afirmar na Europa, deixando de ser uma promessa, e deve escolher muito bem o seu próximo clube. Será uma época decisiva para si, e o Sporting seria uma boa aposta. Mudar-se-ia para uma liga fraca o suficiente para brilhar (20 golos por ano, é uma meta normal para um jogador da sua qualidade) mas com notoriedade suficiente para ser observado de perto pelos tubarões europeus (apesar da qualidade das insfraestruturas, a liga holandesa ou a escocesa são mais fracas). Para garantir desde já o concurso do sueco, o Sporting vai "rebentar" a escala do seu teto salarial e pagar cerca de 3,5 milhões de luvas. O Sporting deixa uma série de boas mensagens: está atento ao mercado e a bons jogadores com contrato a acabar (Necid, Teófilo Gutierrez, Bryan Ruiz, Isaac Cuenca estão nesta situação) e, no caso de considerar que as contratações são boas apostas, desvia-se do seu caminho financeiro (bem).

 

Bruno Uvini também volta a ser falado. Com um preço baixo, o jovem mas experiente brasileiro seria uma boa opção.

Montero volta a bisar, Benfica e FCP não desarmam

03.05.15, Francisco Chaveiro Reis

fredy-montero-sporting-cp_y0gbqjooo2e81dhrj51g1kfv

 

O Sporting, que continua a rodar a equipa, venceu o Nacional por 2-0 e tem garantido o terceiro posto. Montero bisou, chegando aos 11 golos na liga, os mesmos que Slimani e menos dois do que marcou no ano passado, passando de terceira a primeira opção no ataque. O dez ganhou com a entrada de Carrillo, numa partida onde Martins, Rosell, Tanaka e Capel voltaram a mostrar que não estão à altura de um projeto vencedor.

 

Em Barcelos, goleada e, em Setúbal, vitória suada. O Benfica está mais perto do título. Gil Vicente e Penafiel parecem condenados. Com quase tudo decidido, esperam-se jogos mais abertos e mais golos nas próximas semanas.

Mourinho campeão

03.05.15, Francisco Chaveiro Reis

Chelsea-v-Crystal-Palace.jpg

José Mourinho, melhor técnico da história do Chelsea, conquistou ontem a sua terceira Premier League (três em cinco, sendo que a de 2009/2010 terá tido inicio no seu trabalho desde 2004). Ontem, à hora de almoço em Portugal, Hazard, aos 45 minutos, fez o único da partida. Na segunda parte, o Chelsea trocou muito a bola no seu meio campo e terá sido uma equipa aborrecida, mas vencedora. E, a teoria do aborrecimento esbate nos números: em 35 jogos, 25 vitórias e apenas duas derrotas (Arsenal soma 6 e City, 7); 69 golos marcados (melhor só o City) e 27 sofridos (melhor defesa). O melhor jogador da liga - Hazard - é blue e Diego Costa mesmo de fora vários jogos por lesão continua a ser o terceiro mehor marcador da prova com 19 golos.

Pág. 6/6