Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Visão do Peão

Visão do Peão

Eliminados

600.jpg

O jogo de ontem começou com uma derrota. Nas bancadas, onde a média tem andado nos 35 mil e no passado domingo, ante do Gil, até tiveram mais de 42 mil, só 23 mil disseram presente. Cenário desolador. O fim do mês não perdoa mas dá que pensar. Quando era necessário uma reviravolta, não se arranjavam uns preços mais em conta para encher Alvalade?

 

No campo, outra derrota na ausência de Jefferson. Jonathan não está à altura. Não terá tido nenhum erro mas não tem a mesma qualidade do que o brasileiro, sobretudo a centrar. O argentino, talvez nervoso, não foi um a menos, mas quase. Na frente, não há milagres. Tanaka é esforçado mas não tem qualidade para ser avançado do Sporting, ainda menos numa competição europeia. Falhou quatro golos feitos. Imperdoável. Slimani, que não é nenhum génio, não tem concorrência.

 

Destaque positivo para a dupla de centrais, William e Nani.

 

O Sporting foi melhor mas, não conseguiu marcar. Benaglio e o poste ajudaram os alemães mas, o placar não mexeu por falta de pontaria. Os jogadores do Sporting quiseram sempre fazer mais um "rodriguinho" e decidiram sempre mal. Cansados e vergados pela eliminação, os jogadores têm dura tarefa no Dragão, domingo ao fim da tarde.

Mais confusão

 

Jefferson+NK+Maribor+v+Sporting+Clube+de+Portugal+

 

Jefferson foi afastado da equipa A e deve falhar os jogos com Wolfsburgo e FCP.

 

O defesa terá tido agora acesso aos dados da proposta do Dinamo de Kiev feita em janeiro. Os ucranianos estariam dispostos a dobrar o salário do brasileiro e a depositar seis milhões na conta do Sporting (Antunes foi a alternativa encontrada). O brasileiro não terá sabido a tempo desta proposta e terá pedido esclarecimentos ao presidente de forma menos própria. A ser verdade, foi bem castigado.

 

Mas, após o caso de Marco Silva, os comunicados em massa e os cortes de relações, o Sporting e o seu presidente deveriam adotar um perfil mais discreto. Multar o jogador e repreende-lo em particular teria sido preferivel a fazer capas de jornais com notícias negativas.

Parma em queda

1444852_w2.jpg

 

 

O Parma foi, até 2004, uma equipa de topo do futebol italiano, intrometendo-se na luta de Juventus, Milan, Inter e Roma. Foi, também, uma equipa de topo do futebol europeu.

 

Viveu, entre 1992 e 2002, uma época de ouro na qual conquistou duas Taças UEFA; uma Supertaça Europeia e três Taças de Itália. Nunca conquistou o scudetto mas contou com jogadores fabulosos como Crespo, Zola, Asprilla, Chiesa, Dino Baggio, Cannavaro, Thuram e Buffon, entre muitos outros (Fernando Couto ainda lá brilhou, Paulo Sousa passou por lá já na fase menos). Em 2004, a Parmalat, sustento do clube, faliu e o clube começou a cair. Essa queda pode terminar este ano com o fim do clube.

 

A equipa de Pedro Mendes e Silvestre Varela está afogada em dívidas, não paga aos jogadores desde julho e o último jogo em casa não se realizou por falta de dinheiro para garantir a segurança do estádio. Vendido por um euro, o clube precisa de 100 milhões de euros para voltar à tona. Não vai acontecer. Como a Fiorentina em 2002, o destino do Parma passa por ser despromovido à Série D, recomeçando do zero.

 

O plantel ficara livre para assinar por outros clubes. Triste história.

Regresso às vitórias

Sporting_Gil_Vicente_Nani-890x395.png

 O Sporting venceu o Gil Vicente por 2-0, voltando assim às vitórias após a derrota na Alemanha e dois empates na liga. Com mais de 42 mil pessoas nas bancadas (!!!!) a equipa da casa, com Lopes, Martins, Mané e Tanaka no onze entrou apática e deixou os gilistas fazer o seu jogo. A primeira parte foi mal jogada, tendo sido o tédio quebrado por três vezes: Mané falhou duas vezes à frente da baliza e João Mário foi derrubado, em mais um lance de penalty não assinalado.

Na segunda parte, dois golos. Primeiro por Tanaka (não sendo matador, o japonês trabalha muito e acrescenta mais à equipa do que Montero neste momento) de joelho após grande desvio de cabeça de Nani. O 77 faria depois o 2-0, no momento da noite. O extremo recebeu a bola, deu um toque de joelho e rematou a 30 metros da baliza. É já o golo do campeonato. Nani ajoelhou-se e chorou. No fim, admitiria estar numa má fase e que já jogara com dor. Sairia sob chuva de aplausos. Estará ganha a motivação de que necessita para levar a equipa às costas?

Na baliza, Patrício, muito aplaudido teve pouco trabalho. No centro, Tobias e Oliveira estiveram seguros, com nota mais para o primeiro. Nas alas, Lopes e Jefferson foram alas, com qualidade no cruzamento. William voltou a ser o patrão, Martins nada fez para justificar a oportunidade e Mário foi dos melhores. Nani e Mané passaram ao lado do jogo e Tanaka mostrou ser a opção menos má para o centro do ataque. Gauld, Capel e Carrillo estiveram discretos.

1-1

924092_heroa.jpg

 

O Sporting empatou a um golo com o Benfica e está irremediavelmente atrasado na luta pelo título. Com mais de 49 mil nas bancadas, o Sporting marcou a três minutos dos noventa, por Jefferson, em recarga a remate de João Mário. Jardel, aos 94 minutos, fez o resultado final.

 

Nota negativa para os treinadores. Jesus entrou cauteloso com Almeida e Samaris no meio-campo, deixando Talisca (melhor marcado da equipa) de fora. O Benfica jogou para o empate que até conseguiu. Já Marco Silva, com a sua equipa por cima mas sem marcar, tardou em lançar setas como Capel, Mané ou Tanaka.

 

Nota de destaque para William, no Sporting e Artur, no Benfica, que, com várias boas defesas, salvou o Benfica da derrota, calando os críticos.

Costa do Marfim vence CAN

000_ARP4095690.jpeg

Na sua primeira participação após a retirada de Drogba da seleção, a Costa do Marfim venceu a CAN, 23 anos depois. Para tal, teve que sofrer. E muito. Após 120 minutos de 0-0, começou a perder 2-0 nas grandes penalidades mas acabaria a vencer 9-8 com um golo do guarda-redes (que até estava lesionado) Barry Copa. Épico. Atsu, ex-FCP, foi considerado o melhor jogador do torneio. Andre Ayew (Gana); Javier Balboa (Guiné Equatorial); Bifouma (Congo); Mbokami (RD Congo) e Akaichi (Tunísia) foram os melhores marcadores com três golos cada um.

As novas botas da Champions

 

unnamed.jpg

 

Em dezembro a Nike lançou a coleção Shine Through com botas predominantemente brancas e com cores fortes. Agora, essas cores fortes assumem toda a parte superior das botas na coleção Nike Highlight Pack.

 

As botas de futebol que integram o Nike Highlight Pack vão poder ser vistas nos pés dos jogadores cujas equipas avançaram para os quartos-de-final da Liga dos Campeões. As botas foram desenhadas para se destacarem da mesma forma que os jogadores de elite que as calçam. Para além das partes superiores brilhantes estas botas apresentam o swoosh com alto-contraste.

 

O Nike Highlight Pack vai estar disponível em nike.com a partir de dia 5 de fevereiro.

 

 

Imagens em alta resolução:

http://news.nike.com/news/highlight-pack

Pág. 1/2