Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Visão do Peão

Visão do Peão

Reus acolhe Semedo e Vítor

Francisco Chaveiro Reis
25
Ago14

 

Semedo e Vítor vão ser jogadores do modesto Reus na época 2014/2015. No caso do central, é "castigo". Semedo, pese a sua enorme qualidade, é imaturo e cria problemas com frequência. Precisa de mudar de realidade para regressar mais forte. Já Vítor, aos 30 anos, nada ganha com a mudança para a terceira divisão espanhola. É jogador para qualquer equipa da primeira liga portuguesa, que não os três grandes e, no estrangeiro, arranjaria, penso eu, melhor.

Di María no United

Francisco Chaveiro Reis
25
Ago14

 

 

Di María vai jogar com a camisola 7 do Manchester United. O jogador será a estrela do United, terá um salário principesco e será amado pelas bancadas. Contará, ainda, com Rojo, companheiro de seleção, para a adaptação. Já o United recebe um dos melhores jogadores do mundo que pode ser extremo, interior ou mesmo 10. A dúvida fica na posição em que vai atuar. O United tem jogado em 3-4-1-2 e, neste esquema, Di Maria pode ser dez ou avançado móvel. Para isso, Mata, Rooney ou Van Persie terão que sair. Pode,ainda, ser o ala direito. Já o Real perde uma das suas estrelas e fica a perder com a troca com James. Sempre que Ronaldo esteve em baixo de forma, Di María foi a estrela. O Real teria ficado mais forte com a contratação de um avançado, em vez da de James, e a manuntenção do argentino. Van Gaal agradece. Aposto num Manchester United assim, na próxima jornada: De Gea, Jones, Smalling e Rojo; Di María, Cleverley, Herrera e Young (até Shaw estar recuperado); Mata, Rooney e Van Persie.

Para a Luz

Francisco Chaveiro Reis
24
Ago14

 

 

 

Patrício, Lopes, Maurício, Sarr e Jefferson; William e Adrien; Carrillo, Montero e Nani; Slimani.

Estreia sem brilho

Francisco Chaveiro Reis
24
Ago14

 

 

O Sporting venceu, nos descontos, o Arouca por 1-0. Foi Mané e não Nani, como se quis, a estrela da noite. Alvalade muito bem composta (quase 38 mil) para assistir à estreia em casa do Sporting esta época e para ver Nani ao vivo sete anos depois com a camisola verde e branco, viu um Sporting ofensivo, sempre a atacar e a cruzar para...ninguém. Montero não é ponta de lança, mesmo tendo visto o guarda-redes adversário negar-lhes dois golos, e não deve ser ele a ser o homem que está na área. Mesmo com a reintegração de Slimani, seria necessária uma alternativa de área. O Sporting venceu por 1-0 no fim da partida mas, não tendo sido brilhante, se tivesse um 9 a sério, teria goleado sem problemas, tal o número de bons cruzamentos e oportunidades criadas.

 

O jogo fica marcado por um caso desnecessário. Nani "roubou" a Adrien a possibilidade de marcar o penalty que daria o 1-0. Este facto desmotiva Adrien, habitual marcador, um dos melhores da equipa e homem que dá tudo pelo clube mesmo sendo menos reconhecido e menos bem pago do que Nani. Este facto mostra um Marco Silva desorientado já que reafirmou que era Adrien o marcador mas Nani estava confiante (??????) e, este facto, estragou, sem necessidade o regresso de Nani. O extremo que até fez jogadas interessantes, deveria ter começado no banco e jogado uns 15/20 minutos. A noite que era para ser de glória para ele pode ter acabado por desmotivá-lo mas, sobretudo, é péssimo para Capel, Heldon ou Mané saber que o seu trabalho de meses vale menos do que um jogador (melhor que estes, sem discussão) que acaba de chegar ao clube.

 

De resto, saúde-se a titularidade de Esgaio apesar de estar condenado a ser terceira opção atrás de Lopes e Cédric; gostei de ver Sarr, sempre a jogar simples mas a mostrar segurança; Adrien joga sempre bem; Carrillo tenta mais combater as suas intermitências e Capel, Mané e Tanaka mexeram com o jogo quando entraram. Jefferson foi o melhor em campo do lado do Sporting, apenas superado pelo guarda-redes do Arouca.

Melhor para o fim

Francisco Chaveiro Reis
22
Ago14

 

 

Depois de contratações de baixo custo (até cerca de 2,5 milhões) o Sporting estará a guardar a maior parte do bolo para atacar o mercado na última semana? Depois de se falar na vinda de Aboubakar por uma verba entre 8 e 10 milhões, fala-se hoje de Anderson por quase 7 milhões. E, ainda, falta um avançado que, sendo de classe mundial, como se espera, nunca custará menos do que 5 milhões. Sem falar num central.

Balo regressa à Premier

Francisco Chaveiro Reis
22
Ago14

 

 

Mario Balotelli, muito graças ao seu comportamento juvenil, continua sem explodir e, longe dos 18 anos com os quais começou a mostrar-se em Milão, arrisca-se a passar ao lado de uma grande carreira. A verdade é que falhou no Inter, City e Milan. Teve apontamentos de classe e marcou alguns golos mas foi sempre uma desilusão que deu mais nas vistas fora do que dentro do terreno de jogo. Muda-se agora para o Liverpool. É a última oportunidade. Ou endireita a cabeça e se torna num craque ou passará ser um Cassano II, ídolo de um Parma em vez de figura de uma equipa de primeira linha.

 

Já o Milan procura substituto. Jackson, Torres e Abel Hernandez são nomes falados.

Plantel quase fechado

Francisco Chaveiro Reis
21
Ago14

 

 

 

A cerca de dez dias do fim do mercado, o plantel do Sporting está quase fechado faltando garantir um central que renda Rojo e um avançado que substitua Slimani.

 

Na baliza,  resistem Patrício e Marcelo, havendo Ribeiro, na equipa B para qualquer eventualidade.

 

As alas defensivas estão bem mais fortes. Lopes deve ser reintegrado e dará muita luta a Cédric. Luta que Geraldes mostrou cedo que não daria. Inevitavelmente, será emprestado onde fará minutos na equipa B. Esgaio, esse, deveria ser emprestado a uma equipa da primeira liga para voltar no próximo ano ainda mais preparado. Na esquerda, Jefferson passa a ter Jonathan para dar luta.

 

No centro, revolução. Rojo e Eric deixaram a equipa e, para já Sarr e Oliveira, não parecem ser os patrões que a equipa necessita. Maurício é, neste momento, o xerife da defesa. Semedo deve ser emprestado e Tobias passará mais tempo na B, logo está para chegar um outro central. Milosevic, jovem sueco, é o nome apontado. Preferiria um homem mais experiente. Roncaglia, falado há algumas semanas seria um nome mais interessante. Rabia, pode ser central, apesar de Marco Silva se ter referido a ele como médio.

 

No meio, William, caso se mantenha, será o titular, bem guardado por Rosell. Rabia e Fokobo são outras opções. Para 8, há um enorme Adrien e Slavchev, ainda uma incognita. Mallmann pode ter minutos. Para dez, faria falta um jogador de maior impacto mas Martins e sobretudo Mário dão algumas garantitas. Gauld será "reforço" mas mais daqui a uns meses.

 

Nas alas, Carrillo e Nani são foras de séries e deixam os outros a léguas. Capel e Mané devem ser os seus suplentes e na B há craques como Dramé e Iuri. Shikabala e Heldon não têm espaço e, se não siarem já, saem em janeiro.

 

Na frente, Montero é mais um João Pinto do que um Jardel e devia jogar nas costas do avançado num 4-2-3-1 que deixaria Martins de fora. Para marcar golos há Tanaka que, sendo interessante, não é um matador. Falta, pelo menos, um bom avançado já que já se percebeu que, mesmo que Slimani não saia já, ficará de castigo. Aboubakar e Cop foram falados mas ainda não há anúncio. Esse seria, para mim, o reforço prioritário e continuo a preferir o polaco Teodorczyk (estrela goleadora do Lech Poznan). Vossen (merece mais do que a liga belga), Jonas (afastado do plantel do Valência) ou Kramaric (promessa croata) são outros nomes que me agradariam receber.

 

Aboubakar prefere o Dragão

Francisco Chaveiro Reis
21
Ago14

 

 

 

Aboubakar deve mudar-se para o FCP por dez milhões de euros. O clube portista fica com, pelo menos, dois reforços caríssimos no banco: Adrián e este camaronês que,juntos, totalizam 21 milhões de euros gastos. Não será demasiado para uma equipa portuguesa? Uma coisa é certa: o plantel do FCP é de luxo.