Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Visão do Peão

O FCP em julho

16.07.14, Francisco Chaveiro Reis

 

 

 

Adrian Lopez, ex-Atlético de Madrid, avançado móvel e com larga experiência numa das melhores ligas do mundo e nas competições europeias; Tello, jovem mas experiente extremo, proveniente do Barcelona; Brahimi, talentoso extremo argelino; Oliver, grande promessa do futebol espanhol para a posição dez, Bruno Martins Indi, central titular da terceira melhor equipa do Mundial 2014 ou Opare, polivalente defesa ganÊs. São estes alguns dos reforços do FC Porto para a nova época e, adivinha-se um plantel temível para os lados do Dragão.

 

O FC Porto está, também, vendedor (Fernando, Mangala e Jackson enchem os cofres do Dragão) e com uma nova marca a vesti-lo, terá também , por isso maior folga económica (pagará mais do que a marca anterior, suponho) mas, sobretudo, o FCP quer esquecer o ano passado, passando de contratar Licás para garantir Tellos.

 

Lopetegui, com cartel nas seleções jovens de Espanha, é o novo treinador e, sem surpresa, os portistas têm priveligiado o mercado espanhol. Vejamos então com o que se conta nos lados do Porto:

 

GR - Ricardo (ex-Académica) deve ser o terceiro guarda-redes e Kadú sera emprestado ou jogará pela equipa B. Lopetegui quer um guarda-redes e Fabiano e Helton não ficarão os dois no clube. Poderá ser a oportunidade de Helton regressar ao Vasco da Gama.

 

DL - Opare chega para fazer sombra a Danilo e Alex Sandro, garantindo que os brasileiros possam repousar, algo que não aconteceu na época passada. Ricardo, sem espaço como extremo ou o jovem Victor Garcia podem ser o quarto lateral.

 

DC - Martins Indi, titular da seleção holandesa, tem o lugar quase garantido. Resta saber quem será o seu companheiro. Maicon e Reyes devem ser suplentes, esperando-se a chegada de um outro reforço. Rolando deve regressar a Itália e Ba deve voltar a ser emprestado.

 

M - Sem Fernando, chegará um novo craque para a posição seis. Casemiro e Illarra, ambos excedentários no Real Madrid, são hipóteses. Herrera, após bom Mundial, será o oito titular e Oliver deve ser o dez, lutando com Quintero. Dúvidas sobre o futuro de Defour (pretendido pelo PSV), Josué (pela Lázio) e Carlos Eduardo (terá espaço?). Mikel pode ser opção. É o setor pior definido neste momento.

 

EXT - Quaresma deve ter lugar garantido no plantel. Adrian, Tello e Brahimi são as outras opções, roubando espaço a Varela, Kelvin e Licá.

 

PL - Adrian pode ser usado na posição. Ghilas terá possibilidade de se afirmar e Paciência, pelo enorme potencial pode somar minutos. Faltará, se Jackson sair, um avançado. O mexicano Jimenez é apontado como esse homem.

 

Neste momento, faltando entrar alguns jogadores sair e outros entrar, podemos imaginar um onze assim: Fabiano, Danilo, Maicon, Indi e Sandro; Herrera, Mikel e Oliver; Quaresma, Adrien e Tello. Já seria interessante. Mas ainda falta muito para o plantel estar fechado.

Juventus

15.07.14, Francisco Chaveiro Reis

Rainha em Itália, a Juventus precisa de dar um passo em frente para voltar ao sucesso europeu. Nesse sentido, faz sentido que se vire para jovems de qualidade como Iturbe e Morata e que pensa na contratação de uma ou duas estrelas internacionais como Di María. O que não faz tanto sentido é deixar sair titulares como Pogba (Chelsea?); Vidal (United) ou Lichsteiner (PSG?). Para voltar a ser uma potência europeia, a Juventus deveria manter os seus titulares e reforçar-se em posições onde é mais fraca: lado esquerdo onde Asamoah é limitado e frente de ataque onde Llorente não se adaptou totalmente ao Calcio.

 

Sábado

14.07.14, Francisco Chaveiro Reis

 

 

Péssima transmissão do jogo entre a Seleção dos Açores e o Sporting. A transmissão falhou muitas vezes e os comentários, mesmo sendo do grande Fernado Correia, foram fracos. Nota negativa, ainda, para aqueles calções verdes...

Pensamentos

14.07.14, Francisco Chaveiro Reis

 

 

Leicester pensa em Slimani (8 milhões de euros) e Newcastel pensa em Eric (6 milhões). Ambos são vendáveis, apesar da qualidade, mas por mais uns milhões. O argelino, após o bom Mundial, pode render, pelo menos 10 milhões e o inglês, eterna promessa, deve sair por valores a partir dos 8 milhões.