Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Visão do Peão

Visão do Peão

Primeiro balanço

Francisco Chaveiro Reis
09
Out13

Decorridas sete jornadas, é altura de se fazer a primeira análise ao Sporting 2013/2014. O balanço, até ver, é claramente positivo. A equipa está em segunda, a dois pontos do líder, com cinco vitórias e dois empates, sendo a equipa que mais marca e a que menos golos sofre.

 

A figura é Montero, herói improvável que jogava na Colômbia, emprestado por um clube americano de meio da tabela e que, aos 25 anos nunca jogara na Europa.

 

No primeiro jogo apresentou-se, marcando 3 golos ao Arouca. Leva 9 (dois em fora de jogo). Na baliza Patrício tem mostrado a habitual qualidade. Na defesa, Maurício, vindo da segunda divisão brasileira tem sido o patrão e até mostra capacidade goleadora. Ao seu lado, Rojo parece outro, mais seguro e sem as fífias do ano passado. Na esquerda, Jefferson pegou de estaca. Na direita, Cédric mostra limitações mas tem cumprido. Dos quatro, só Rojo será de classe mundial mas, o Sporting tem uma defesa de qualidade para a nossa liga, algo que há uns anos que não acontecia. Eric Dier, Ruben Semedo e Iva Piris são suplentes de qualidade. Welder já se percebeu que terá pouco para dar.

 

No meio, Rinaudo foi para o banco e a equipa deixou de perder bolas fáceis. Apesar da garra, o argentino não merece ser titular no Sporting. William, que não deve ficar mais do que um ano, é o seis de serviço, recuperando bolas, saindo a jogar e com capacidade de remate. Adrien e Martins fecham o meio-campo, com qualidade no tratamento da bola e alguma capacidade de finalizar. Rinaudo e Magrão não estão à altura dos titulares. Já Vítor, está e será importante ao longo da época.

 

Nas alas, Carrillo e Wilson explodiram este ano e serão titulares até maio se não se forem abaixo. Capel está um furos abaixo e será suplente. Salomão, Mané, Chaby e Medeiros espreitam oportunidades. No centro, ainda não se viu Slimani, muito por culpa de Fredy Montero, matador que volta a dar "ilusão" ao Sporting.

 

Poucos pensam em acabar em primeiro mas, com um plantel muito mais barato, o Sporting voltou a jogar à Sporting, podendo acabar em terceiro ou, quem sabe, em segundo. A folga financeira até pode trazer um presente no mercado de inverno, para tornar a equipa mais forte.