Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Visão do Peão

Empate

23.09.13, Francisco Chaveiro Reis

 

Não fiquei contente com o empate ante do Rio Ave mas também não me surpreendeu por aí além. Porque o Rio Ave é uma boa equipa e, principalmente, porque um novo Sporting vencedor não se construi em poucos meses como as primeiras duas jornadas deram a ilusão que aconteceria. É bem certo que, não foi assinalado um penalty que poderia dar a vitória mas estou com Jardim. Os grandes são os mais beneficiados e não devem ser hipócritas. Basta lembrar que Montero já marcou dois golos ilegais. Não quer isto dizer que nos devamos calar mas, devemos jogar mais para que os erros do árbitro não nos limitem tanto. Na defesa, falhou Eric, algo que nunca tinha acontecido. Jovem de grande futuro, não será assim que mandará Maurício ou Rojo para o banco. No meio faltou algo. Martins e Adrien não desiquilibraram e na frente Wilson, Capel, Carrillo, Montero e Slimani não causaram grande perigo. Gostei de ver Jefferson e os piores terão sido Carrillo e Rinaudo. Do peruano nunca se sabe o que esperar e desta vez nada acrestou. O argentino, foi o de sempre, com atitude mas muito limitado. Não recebe, não sai a jogar. E desta vez nem destruiu jogo. Esperam-se melhorias em Braga, talvez com Vítor, mais forte fisicamente e mais experiente a mandar no meio. Ainda assim, o Sporting ainda não perdeu, leva 13 golos marcados e 3 sofridos e está em terceiro, a dois pontos do FCP e a um do Braga que visita este sábado.

Mané convocado

20.09.13, Francisco Chaveiro Reis

O talentoso e promissor Carlos Mané está entre os convocados para o jogo com o Rio Ave amanhã. Até é possível que seja o 19.º jogador e vá parar à bancada mas, é bom sinal esta convocatória. Mané é (será) um grande jogador que assim ganha motivação.

 

Quanto ao jogo, espero uma boa adesão de público (a partir de 30 mil face ao clima económico, é uma boa casa); uma boa exibição mas, sobretudo, uma vitória.

A e B

19.09.13, Francisco Chaveiro Reis

Os adeptos dos clubes querem que a sua equipa vença sempre, quer seja a A, B ou as camadas jovens. Não fujo à regra e gostei da campanha do Sporting B no ano passado. Equipa B de onde saíram Bruma, Ilori ou Dier. Dois deram a ganhar alguns milhões, outro enriquece a equipa A. Estrelas do ano passado foram, ainda, Esgaio, João Mário ou Zezinho, que, mais tarde ou mais cedo serão opção na A.

 

Este ano as coisas não estão a correr bem. Sete jogos, quatro derrotas e três vitórias. Ao contrário do ano passado, a equipa não estabiliza e vai sendo reforçada (ou destabilizada) por elementos da A como Marcelo, Welder, Piris ou Cissé.

 

Defendo que a equipa B deve ser usada para dar minutos a jovens promissores mas, acima de tudo serve para complementar a equipa A. Se jovens de destacam sobem; se os jogadores da A não estão à altura descem. E os que chegam ou precisam de ritmo, também devem jogar na B. Tapam os jovens? Sim. Limitam a evolução da equipa? Sim. Mas, apesar de gostar que o Sporting vença sempre, o importante é ajudar a equipa A.

Chelsea entra a perder

19.09.13, Francisco Chaveiro Reis

Na primeira jornada da Champions, marcaram-se 53 golos. No Grupo E, surpresa. O Chelsea de Mourinho, com pouca capacidade ofensiva, acabou derrotado em casa pelo Basileia. Óscar até marcou primeiro mas Salah e  Streller viraram. No outro jogo, o Shalke 04 bateu o Steaua sem dificuldades. Uchida, Boateng e Draxler fizeram o 3-0 final. No Grupo F, o Nápoles venceu o Dortmund por 2-1. Higuaín e Insigne marcaram para os  da casa. Zuniga de calcanhar, na própria baliza, reduziu. O Arsenal venceu no Velodrome com golos de Walcott e Ramsey contra um de Jorda Ayew.

No G, o FCP foi vencer 0-1 à Áustria e continua a somar por vitórias os jogos oficiais disputados e o Atlético bateu o milionário Zenit por 3-0. Neto fez péssima exibição e permitiu que Miranda fizesse o primeiro. Hulk empatou mas Turan e Baptistão fizeram o 3-1 final. Por fim, no H, o Barça começou a golear, com três golos de Messi e um de Piqué. 4-0 ao Ajax. O Milan esperou até aos últimoss minutos para bater o Celtic. Zapata e Muntari fizeram o 2-0.

30 golos no regresso da Champions

18.09.13, Francisco Chaveiro Reis

A Champions League, versão 2013/2014, começou com 30 golos em 8 golos. No Grupo A, o United bateu o Leverkusen por 4-2. Rooney (2), Van Persie e Valencia marcaram para os da casa. Rolfes (belo remate) e Toprak marcaram para os alemães. Nos bancos, Moyes e Hippya, estrearam-se na prova. Em San Sebastian, a Real Sociedad não deu bom seguimento aos resultados positivos e perdeu 0-2 com o Shaktar, com bis de Alex Teixeira.

Em Instambul, Ronaldo brilhou marcando três golos no Galatasary 1 Real Madrid 6. Para a equipa da casa, onde Bruma começou no banco, marcou Bulut. Isco e Benzema (2) fizeram os outros do Real. Em Copenhaga, a Juventus, com Llorente no banco e sem de lá sair, empatou a uma bola. Jorgenssen inaugurou o marcador, Quagliarella empatou. Na Luz, o Benfica teve entrada de leão e chegou ao 2-0 final à meia hora. À boca da baliza marcaram Djuricic e Luisão. No outro jogo do grupo, Olympiacos 1 PSG 4. O golo de Weiss de nada valeu ante de Cavani, Mottaa (2) e Marquinhos. Por fim, no Grupo D, Bayern 3 (Robben, Alaba e Mandzukic) CSKA 0 e Plzen 0 City 3 (Aguero, Yaya e Dzeko).

Destronar Raul

16.09.13, Francisco Chaveiro Reis

Cristiano Ronaldo, de óculos e ao som de "Simple the Best" de Tina Turner, foi apresentado como "reforço" do Real Madrid. O português de 28 anos renovou até 2018 sendo previsível que termine a sua carreira no Bernabeu. Para já, CR7, "boss" da equipa, leva 203 jogos pelo Real, com outros tantos golos. Títulos, esses, é que escasseiam. Em quatro épocas, apenas uma liga, uma taça e uma supertaça. Cristiano passa a ser o jogador mais bem pago do mundo e está determinado a fazer história no clube blanco, onde já passou, monstros como Butragueno, Pirri ou Gento na  lista dos melhores marcadores de sempre e tem Sanchez e Puskas na mira para os apanhar já este ano. Raúl, com 323 golos, continua a ser o melhor marcador de sempre. Ronaldo terá, pelo menos, mais cinco anos  para o destronar.

3 pontos e um golo offside

16.09.13, Francisco Chaveiro Reis

O golo de Montero foi obtido em fora de jogo. Escrito isto, regozijo-me com mais  uma vitória do Sporting na liga, a terceira em quatro jogos, com os seiis golos que Fredy já leva, mesmo que preferisse que  fossem só cinco e com a segunda posição que a equipa ocupa. O sporting acordou apenas na segunda parte, marcando duas vezes, quase de seguida, por Montero e Martins. Vítor estreou-se com boas indicações e Rinaudo entrou bem. Dos que jogaram de ínicio, Wilson esteve uns furos abaixo do que fez nas duas primeiras jornadas. A defesa continua bem, sofrendo 2 golos em 4 jogos, o que é uma grande evolução quando se pensa no ano passado. No meio, William também esteve menos bem do que é normal mas não comprometeu. Nas bancadas, estiveram mais de 10 mil.

Pág. 1/2