Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Visão do Peão

Visão do Peão

Um certo descontentamento

Francisco Chaveiro Reis
17
Abr13
 
Fala-se no regresso de Ibra à Série A. Poderia reforçar Roma ou Juventus. Oiço esta notícia e sinto que o sueco passou ao lado da carreira que poderia ter tido. Jogou sempre em clubes de topo, ganhou títulos e marcou muitos e bons golos. Mas, o seu talento pedia que estivesse sempre no top 3 dos melhores da FIFA.
 
Coneçou no seu país mas foi no Ajax se desenvolveu. Seguiram-se Juventus, Inter, Barcelona e Milan antes da sua chegada a Paris. O seu feitio irrascível terá ajudado ao não desenvolvimento completo mas, talvez a sua estadia prolongada em Itália tenha ajudado. Prolongou-se numa liga em queda acentuada. Quando chegou a Barcelona, pensei que iria começar a melhorar, ao lado de tantos génios. Deu-se mal com Guardiola  e regressou a Itália.
 
Fica a sensação de que está constantemente em luta consigo e que nunca se soltou a cem por cento. Uma coisa é certa, ainda assim, é um dos melhores de sempre. Simplesmente, podia ser melhor.

Portugueses

Francisco Chaveiro Reis
17
Abr13

Parece que o FC Porto contratou Tiago Rodrigues e Ricardo ao Vitória de Guimarães. São dois jovens, de 21 e 19 anos, lançados este ano por Rui Vitória. Rodrigues é um oito de grande qualidade e Ricardo mais um extremo que o nosso futebol produz. No clube para onde vão acredito que cresçam para se tornarem jogadores de grande qualidade. Esta é a parte boa da crise económica.

 

Por um lado, o novo clube compra bons jogadores a baixo custo - fala-se em dois milhões ao todo - e por outro, o clube vendedor encaixa uma importante verba após tirar proveito desportivo de dois jovens. Antes deste clima económico o que seria destes dois jovens? Estariam ainda na equipa B do Guimarães e, possivelmente, continuariam tapados por jogadores estrangeiros, mais caros e de menos qualidade, nos próximos anos. O Guimarães reduziu os custos, dispensando os seus jogadores que mais recebiam e promovendo uma mão cheia de miúdos. Estes dois são apenas alguns deles. É preciso não esquecer outros como Paulo Oliveira, Luís Rocha ou Amido Baldé (este renascido após as camadas jovens do Sporting e empréstimos inconsequentes).

 

Noutros clubes e pelas mesmas razões, outros miúdos foram aparecendo. Em Alvalade, Dier, Ilori ou Bruma são opções regulares, sendo que Zezinho ou Betinho também já deram um ar da sua graça.

A crise potenciou esta nova política de aposta e compra de jogadores portugueses. Os benefícios são óbvios.

Viana

Francisco Chaveiro Reis
17
Abr13

 

Hugo Viana é um daqueles jogadores que não entendo porque não está no Sporting. A sua venda para o Newcastle, apesar de ter ocorrido demasiado cedo, era legítima mas, a partir do momento em que falhou na Premier e mais tarde na La Liga e decidiu ficar-se por Portugal, o lugar de Viana sempre foi Alvalade, onde nasceu e cresceu. É com agrado que li a notícia do seu possível regresso. Que alegria ter um meio-campo com jovens formados no clube como Martins, Santos, Zezinho, Adrien ou Viana.