Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Visão do Peão

Riascos

por Francisco Chaveiro Reis, em 29.10.14

La-negociación-por-Riascos-fue-cancelada.jpg

Segundo o site italiano Tuttomercato, o Sporting poderá atacar Duvier Riascos em janeiro. Um reforço de qualidade para o ataque seria bem vindo mas o jogador é dos mais bem pagos da liga mexicana e estará avaliado em 6 milhões de euros. Possante, o colombiano pode jogar nas alas do ataque ou no centro.

Marítimo e Espinho

por Francisco Chaveiro Reis, em 27.10.14

1024.gif

 

O Sporting venceu o Marítimo e está no quarto posto da liga a um ponto do Guimarães, dois do FCP e três do Benfica. Com mais de 37 mil nas bancadas (o Sporting custumava ter entre 25 e 30 mil pessoas nas bancadas e agora atinge com frequência a marca dos 37 mil), o Sporting fez uma primeira parte quase perfeita, com exibição de luxo de Nani. Aos 8 minutos, Carrillo cruza e Bauer faz autogolo. Pouco depois, João Mário fez o 2-0 e, antes do intervalo, Oliveira, de cabeça, fe zo 3-0.

 

O problema foi o início da segunda parte. O Sporting entrou em campo como se a vitória tivesse garantida e contando com a passividade da esquerda da defesa (Maurício/Jonathan) sofreu dois golos. Mazoou, de cabeça e, depois com um remate pronto, fez os dois golos insulares. O Sporting acordou e chegou ao 4-2 através de um golão de Montero. Já antes, poderia ter feito o quarto e, depois, poderia ter feito o quinto. O Sporting foi muito superior, pese embora a qualidade de alguns marítimismas como Maazou ou Ruben Ferreira, e não devia ter dado azo a sofrimentos. Tanaka estrou-se em jogos oficiais e Lopes regressou à equipa, já com um salário de acordo com a atual situação do clube.

 

Na próxima ronda da Taça de Portugal,o Sporting vai a Espinho, defrontar o Sporting local. Após vários jogos a alta rotação, Marco Silva poderá dar minutos a homens como Boeck, Lopes, Rosell, Martins ou Tanaka.

Ronaldo é de outro mundo

por Francisco Chaveiro Reis, em 24.10.14

unnamed.jpg

Cristiano Ronaldo é o protagonista da nova campanha da Nike que marca o lançamento das Mercurial Superfly CR7.

 

No filme, Ronaldo descobre as novas Mercurial Superfly CR7 num meteorito que acabou de atingir a terra. Quando chega ao local e calça as botas, ganha superpoderes explosivos.

 

Numa viagem supersónica à volta do planeta, CR7 é mais rápido que um caça, destrói um detetor de velocidade da polícia, joga partidas em diferentes locais do mundo e ainda treina em altitude extrema numa montanha de neve, antes de regressar a Madrid - tudo isso na preparação para El Clásico.

 

 

LINK PARA VÍDEO:

 

http://youtu.be/zXhfwbjSovs 

Ronaldo vai bater Pinto com estas novas botas

por Francisco Chaveiro Reis, em 23.10.14

 

unnamed.jpg

 

unnamede.jpg

Cristiano Ronaldo vai estrear as novas Mercurial Superfly CR7 este fim-de-semana em Madrid. As novas botas apresentam uma silhueta preta clássica com um toque cintilante e estão disponíveis em duas versões.

 

“Estas novas botas adaptam-se muito bem porque são elegantes, bonitas e porque realmente brilham de uma forma nova e diferente”, refere Ronaldo. “Eu sempre gostei de experimentar novas botas, novas coleções, novas cores. Obviamente é um jogo especial, esta semana, com uma grande equipa e eu estou muito entusiasmado por jogar com umas botas com as quais me sinto muito bem”.

 

“A nossa equipa inspirou-se na ideia de trazer uma cor clássica e fazê-la parecer totalmente nova”, refere Max Blau, VP Global Football Footwear. “O que fizemos aqui foi criar uma forma totalmente nova de olhar para o preto.”

 

O efeito brilhante das novas Mercurial Superfly CR7 é criado através de uma nova iteração da tecnologia Nike Skin.

 

“Nós queríamos criar este efeito brilhante em campo, e fazer algo que realmente se destacasse ao sol ou sob os holofotes, mas ainda levámos algum tempo a chegar ao caminho certo”, diz Blau.

 

“A ideia foi inspirada por Cristiano”, acrescenta Blau. “As suas habilidades técnicas fazem dele o melhor atacante em campo, e a forma como ele aparece nos grandes jogos e como realmente brilha, é o que faz dele o melhor.”

 

As Mercurial Superfly CR7 foram concebidas especialmente para a velocidade. A gola Dynamic Fit permite um ajuste mais bloqueado na velocidade máxima, a tecnologia Nike Flyknit na parte superior oferece uma sensação de pés descalços com um ajuste e controlo sem precedentes. A placa de fibra de carbono foi concebida para proporcionar uma velocidade explosiva em todas as direções.

 

“Quando Cristiano viu as botas pela primeira vez, ficou rendido.” Refere Blau. “Ele disse-nos que adorou a elegância e sofisticação das Mercurial”.

 

A nova Mercurial CR7 está também disponível na silhueta Mercurial Vapor X, permitindo aos jogadores decidir qual a altura de ‘gola’ que melhor se adapta ao seu pé.

 

A Mercurial Superfly CR7 e a Vapor X vão estar disponíveis para compra em exclusivo através da App Nike Football – para iOs e Android - a partir de 23 de Outubro e através de nike.com a partir do dia 24 Outubro. A colecção completa CR7 vai estar disponível em nike.com a partir de 6 de Novembro.

 

Descubra aqui mais sobre a App Nike Football.

 

Imagens em alta resolução:

http://news.nike.com/news/new-mercurial-superfly-cr7-shines-bright

Vídeo da campanha:

http://youtu.be/gLjZlINoRS0

4-3

por Francisco Chaveiro Reis, em 22.10.14

schalkesporting5.jpg

 

 

O Sporting perdeu 3-4 em Gelsenkirchen. Este é o resultado que fica para a história, sendo o facto que o Sporting está no último lugar do grupo, com um ponto em três jogos e 6 golos sofridos contra cinco marcados.

 

O Sporting começou bem melhor, dominando a equipa alemã e marcando aos 16 minutos por Nani, que contou com a ajuda de Farhmann, guardião do adversário. Depois, a primeira contrariadade: lesão de Slimani. Mas, Montero, sendo totalmente diferente, deu conta do recado e arrancou uma bela exibição. Tudo começou a correr mal quando, aos 30 minutos, após falta desnecessária, Maurício é expulso. O brasileiro, grande responsável pela não vitória em Maribor, voltou a custar caro ao Sporting. Obasi, contando com um frango de Patrício, empataria de seguida.

 

Na segunda parte, o Sporting foi-se abaixo e sofreu mais dois golos. Huntelaar, em fora de jogo, fez o 2-1 e Howedes, de cabeça, fez o 3-1. Sarr teve culpa nos dois. Imperial, Paulo Oliveira merece melhor companhia. O Sporting, mesmo com dez, teve reação de leão chegou ao 3-3. Adrien, de penalty, e, depois de cabeça, foi o herói. Quando até era o Sporting que estava em cima, já com Capel em campo, uma situação kafkiana: o árbitro russo inventou um penalty a poucos segundos do fim da partida. Marcou mão na bola, quando a bola bateu na cara do defesa do Sporting. Choupo-Moting, associado ao Sporting na pré-época, fez o golo da vitória.

 

O Sporting pode queixar-se de Sarr e Patrício mas, principalmente de Maurício e do árbitro. Nani, Carrillo, Adrien, William e Oliveira voltaram a fazer exibições de luxo.

Vencer!

por Francisco Chaveiro Reis, em 20.10.14

veltins6.JPG

 

 

O Sporting joga amanhã em Gelsenkirchen ante do Shalke 04, equipa que luta com o clube de Alvalade pela segunda vaga nos oitavos. O primeiro posto, esse, esteve sempre entregue ao Chelsea. O clube alemão ocupa, atualmente, a nona posição com apenas três vitórias em oito jogos e, mesmo tendo craques como Huntelaar, Farfán, Boateng ou Draxler nas suas fileiras, não é uma grande equipa. O Sporting não terá vida fácil mas tem grandes hipóteses de ganhar se tiver o seu meio-campo ao nível habitual, Nani a comandar e Slimani certeiro. E, claro, se a defesa não der presentes ao adversário. Creio que o Sporting tem tudo para vencer o Shalke nestes dois jogos.

Milan volta a vencer. Jogo louco em Milão.

por Francisco Chaveiro Reis, em 20.10.14

_78387924_hernanesap.jpg

 O Milan de Pippo Inzaghi continua a dar nas vistas. Desta vez, 1-3 ao Hellas Verona com um autogolo de Rafael Marques (não Rafael Marquez, seu companheiro de defesa) e dois de Honda, estrela da equipa e já melhor marcador do Calcio. Nico Lopez ainda reduziu. Nota negativa para Torres, que se arrastou em campo até ser substituído por Menez.

Em Milão, o Inter empatou a duas bolas com o Nápoles, num jogo com um final louco. Callejon, aos 79 minutos fez o 0-1. Guarín empatou aos 82. Hernanes, numa grande cabeçada, fez o 2-1 mas, logo de seguida, Callejon bisou.

Sacko marca dois em Viseu. Académico 0 Sporting B 3

por Francisco Chaveiro Reis, em 20.10.14

Hadi-Sacko.jpg

 

Sem espinhas

por Francisco Chaveiro Reis, em 20.10.14

17510688_ePTZA.jpeg

 O Sporting ganhou, sem espinhas, no Dragão, dominando um FCP desorientado. Logo aos 40 segundos, Nani atirou uma bola ao poste, avisando que o Sporting estava ali para vencer. No entanto, seria Marcano, na própria baliza a fazer o 0-1. Seis minutos depois, o empate por Jackson (belo chapéu). No entanto, falha de Casemiro e Maicon, permitiu a Nani fazer o 1-2 ao intervalo. O FCP tentou reagir e até ganhou um penalty mas Jackson permitiu a defesa de Patrício. O FCP quebrou definitivamente e o Sporting acabou por chegar aos 1-3 por Carrillo após jogada de Slimani. Rosell esteve muito perto de fazer o 1-4. Lopetegui continua a inventar e terá visto um jogo diferente, afirmando que a sua equipa dominou. As bancadas do Dragão fizeram-se ouvir.

Vitória miraculosa

por Francisco Chaveiro Reis, em 15.10.14

rrrrrrrrrr-3799.jpg

 Quando já nada o fazia prever, Portugal ganhou na Dinamarca. 0-1 com golo de Ronaldo aos 94 minutos de jogo, após bom cruzamento de Quaresma. Éder, que continua sem marcar golos, arrastou a defesa, sendo essencial no golo. Ao primeiro golo oficial, Fernando Santos, que até se pôde sentar no banco, somou a primeira vitória. Num grupo onde moram, ainda, Sérvia, Albânia e Arménia, Portugal, mesmo longe da Geração de Ouro, pode passar, sem problemas. Ricardo Carvalho foi um senhor na defesa e William no meio. Eliseu, Moutinho, Nani e Danny desiludiram. Ronaldo esteve uns furos abaixo do esperado mas, marcando o golo vitorioso, tudo se lhe desculpa.

 

No grupo de Portugal, Sérvia e Albânia estavam empatadas até que um drone invadiu o campo e a política comeu o futebol. A Alemanha, sim, a campeã mundial, após perder na Polónia, empatou, em casa, com a Rep. Irlanda. Já a Polónia, empatou em casa, 2-2, com a Escócia. Destaque, ainda, para o Finlândia 0 Roménia 2 (Stancu, Rusescu, Tanase ou Chiriches formam uma equipa interessante) e para o Grécia 0 Irlanda do Norte 2.

 

 

Portugal no Euro 2015 (5-4 à Holanda em Paços de Ferreira)

por Francisco Chaveiro Reis, em 14.10.14

1024.gif

 

Japão 0 Neymar 4

por Francisco Chaveiro Reis, em 14.10.14

brasil-japao-amistoso-1-08-size-598.jpg

 

Milan pensa em Guerreiro

por Francisco Chaveiro Reis, em 14.10.14

5efafe349e72fc122647b04fb3ad6942_crop_north.png

 

Necessitado de um defesa-esquerdo, o Milan pensa em Raphael Guerreiro, que se destaca no Lorient e nos sub-21 portugueses. O luso-francês será, muito em breve, concorrente de Coentrão na seleção principal.

Tanaka titular contra o Brasil

por Francisco Chaveiro Reis, em 14.10.14

I0000FRti6u.H.7U.jpg

 

Vencer na Dinamarca!

por Francisco Chaveiro Reis, em 14.10.14

12941081_p56Yp.jpeg

 

Mais futebol

por Francisco Chaveiro Reis, em 14.10.14

2165115_w2.jpg

 

Continuou ontem a fase de qualificação para o Euro 2016. A Itália continua pálida. Pellé, num golo atabalhoado fez o 0-1 final em Malta. No mesmo grupo, festim croata com um 6-0 ao Azerbeijão (a Itália só conseguira um 2-1) com golos de Perisic(2), Kramaric, Brozovic, Modric e um autogolo.

Na Islândia, grande jogo dos da casa e 2-0 à Holanda. Sigurdsson, do Swansea, bisou. Poderiam ter sido mais.  Na Noruega, 2-1 à Bulgária e, na Bósnia, num dos jogos mais interessantes, 1-1 ante da Bélgica. À tarde, Cazaquistão 2 República Checa 4.

Reforços caros

por Francisco Chaveiro Reis, em 14.10.14

 

ng4BEAE046-BE54-4E0B-B90A-03A0B5269223.jpg

Não concordei com a política de contratações do Sporting para este ano mas, se os reforços foram contratados, e alguns por bom dinheiro, que joguem. Sakho, Tanaka, Slavchev, Gauld ou Geraldes não jogaram um minuto pela equipa A. Vamos ver, caso a caso, todos os reforços.

Para a defesa, pedia-se um patrão para fazer companhia a Dier e Rojo. Não só não chegou, como estes dois saíram. Ficou Maurício, esforçado mas limitadíssimo, e chegaram Oliveira, Sarr e Rabia. Três miúdos. O primeiro, internacional sub-21, tem tudo para se assumir como titular mas, seria melhor se, no seu primeiro ano tivesse dois patrões a ensiná-lo. Sarr, lançado às feras, tem-se mostrado um "passador". Pode vir a ser um bom jogador mas perdeu a confiança dos adeptos e será difícil recuperá-la. Rabia, outro jovem, chegou lesionado. Começa agora a treinar mas, antes de sequer pensar em lança-lo, é preciso que ganhe ritmo e se adapte à nova realidade. Em resumo, Sarr e Rabia, que, juntos, somam cerca de dois milhões gastos, nada trazem a mais do que Tobias, Semedo ou Duarte, jovens da casa e de grande qualidade. De Geraldes, nem se fala. Mais de meio milhão para ser opção atrás de Cédric, Esgaio, Lopes e Riquicho.

Pior cenário no meio-campo. Rosell tem bom toque de bola mas não tira o lugar a William, mesmo em baixo de forma. Ao menos vai jogando. Slavchev, "O Lampard da Bulgária", esse, fez uns minutos pela equipa B. Custou cerca de 2.5 milhões e vinha como alternativa a Adrien. Um 8 de classe com bom pontapé. Nada mostrou. Com 20 anos, o que tem a mais do que Wallyson? Chegou, ainda, Gauld, titular....na equipa B. É muito jovem e é aposta de futuro mas, 10 de futuro, há já Chaby. Não? O que traz o escocês? Em tempo de vacas magérrimas, custou cerca de 3 milhões e não é reforço de presente.

De futuro é, também, Sakho. Extremo como Mané, Nani, Carrillo, Capel, Heldon, Dramé, Iuri ou Gelson, pouco pode acrescentar. Custou mais um milhão. Na equipa A não joga. Tanaka, de quem desconfiei e depois, de quem gostei na pré-época, também não joga. Custou quase um milhão. Serão reforços low-cost quando comparados com os milhões gastos por FCP e SLB mas, se não jogam, são reforços demasiado caros. Chegou Nani, grande reforço, mas faltaram chegar mais dois ou três que acrestassme qualidade. Dois centrais e mais um extremo teriam sido essenciais. E tanto milhão gasto em vão, poderia ter sido usado em reforços que...jogassem.

Jonathan e Nani, esses, são de facto, reforços.

 

 

 

Futebol de fim-de-semana

por Francisco Chaveiro Reis, em 13.10.14

1413036275174_wps_28_Brazil_s_Diego_Tardelli_t.jpg

No sábado à hora de almoço (em Portugal), Brasil e China defrontaram-se na China. Diego Tardelli foi o herói da partida ao bisar ante do eterno rival. Messi, que até falhou penalty, foi ofuscado por Neymar, melhor em campo. O guarda-redes Jefferson também mostrou qualidade na baliza. Elias, ex-Sporting, jogou, e bem, os 90 minutos, fazendo duplo pivot com Luiz Gustavo. Robinho e Kaká saltaram do banco para tomarem o gosto à vitória.

republic_of_ireland_gibraltar_euro_2016_qualifier_

Mais tarde na Europa, vários jogos para além do França-Portugal. A Albania, do grupo de Portugal, voltou a ser surpresa e empatou a Dinamarca. A Alemanha, campeã mundial, deu-se mal na Polónia, perdendo por 0-2. Milik e Mila foram heróis. Heróis é coisa que não há em Gibraltar. A equipa que joga no Algarve quando joga em casa voltou a perder 0-7. Robbie Keane marcou os três primeiros e, não tivessem os irlandeses baixado o ritmo e facilmente teríamos visto um 10-0 (ou mais). Será curioso ver os jogos entre Gibraltar e....a Alemanha.

 

Ontem, alguns motivos de interesse. A Espanha goleou o Luxemburgo por 0-4, com Diego Costa, finalmente a marcar de vermelho. Rodrigo, outro brasileiro, estreou-se. Bartra, suplente do Barcelona foi titular no centro da defesa, mesmo à frente de De Gea que sentou Casillas. Na Suécia, mesmo sem Ibra, valeu a pena ver o jogo contra o Liechtenstein. Zengin e Durmaz, talentosos barbudos, fizeram os golos e foram os destaques. A Rússia, do mesmo grupo, empatou, em casa, 1-1 com a Moldávia. Vida difícil para Capello. Na Ucrânia, 1-0 à Macedónia com Iarmolenko a fazer tudo para se mostrar como o novo Shevchenko. Konoplianka também impressiona. A Inglaterra continua a não deslumbrar mas, vence. 0-1 à Estónia com Rooney a marcar de livre.

ng9DE9B021-4E23-4C4B-9348-3245455712CB.jpg

Na sexta, em Palermo, 2-1 da Itália ao Azerbaijão.

 

Hoje há Malta-Itália; Islândia-Holanda; Bósnia-Bélgica ou Noruega-Bulgária.

 

 

 

 

 

Mau começo. Bons indícios.

por Francisco Chaveiro Reis, em 13.10.14

600.jpg

 

Fernando Santos estreou-se com uma derrota em França mas a seleção deixou boas indicações em Saint Dennis. Santos apostou num 4-1-2-1-2 em losango ao qual os jogadores não estão habituados mas que parece ser a melhor forma de tirar partido da qualidade dos jogadores disponíveis. A França entrou melhor e Benzema fez o 1-0 logo aos 3 minutos. Pouco habituados ao esquema após anos a fio a jogar em 4-3-3, os homens mais avançados e os médios interiores não defendiam e os laterais ficavam vulneráveis. Tiago a 6 não foi, também, a melhor opção. Na segunda parte, mais rotinada e com William a seis, a seleção subiu de produção e, quando, cheirava a empate, Evra tem jogada individual e oferece o 2-0 a Pogba. Quaresma, de penalty, reduziu mas Portugal não chegou ao empate.

 

Cédric e Eliseu, desprotegidos pelo resto da equipa não estiveram bem. Danny e Nani não defenderam nem foram eficazes a atacar. Pelo lado positivo, Pepe fez bela exibição, Tiago a 8 deu qualidade ao meio-campo e Quaresma entrou bem. Elogio maior para William e Mário que mexeram com a equipa.

Aposto neste onze na Dinamarca: Patrício, Cédric, Pepe, Carvalho e Eliseu; William, Moutinho, Tiago e Mário; Nani e Ronaldo.

10 jogos, 10 vitórias

por Francisco Chaveiro Reis, em 10.10.14

mane3.jpg

 Mesmo após uma fase de qualificação perfeita (só vitórias) os sub-21 de Rui Jorge venceram ontem, na primeira mão do play-off, em Alkmaar por 0-2 e estão com pé e meio no Euro 2015. Rui Jorge apostou num 4-1-2-1-2 semelhante ao que a equipa A deve adotar, escolhendo Sá, Esgaio, Oliveira, Vezo e Guerreiro; Neves, Rafa, Oliveira e Bernardo; Cavaleiro e Pereira. A seleção dominou a partida mesmo tendo que enfrentar jovens holandeses titulares nas suas equipas (os portugueses são quase todos suplentes ou utilizados nas equipas B) mas só marcou aos 45 minutos por Sérgio Oliveira, de grande penalidade. Do banco saltou Carlos Mané para fazer um golaço, o 0-2 final. A segunda mão joga-se em Paços de Ferreira mas ninguém acredita que Portugal se deixe ultrapassar.

 

Pág. 1/2

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Links

Vizinhos

Informação desportiva