Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Visão do Peão

Quatro Quatro Dois

por Francisco Chaveiro Reis, em 28.11.13

Capa do primeiro número

 

Já está nas bancas, desde ontem, o número 2 da versão portuguesa da Four Four Two. Mantém a qualidade da primeira e é uma compra que vale a pena. Futre, Atlético de Madrid, Nani, Bale, Neymar e o Mundial do Brasil estão em destaque.

40 mil Ronaldos ontem no Bernabéu

por Francisco Chaveiro Reis, em 28.11.13


Morreu a Enciclopédia

por Francisco Chaveiro Reis, em 28.11.13

Nilton Santos, campeão do Mundo pelo Brasil em 1958 e 1962, morreu, ontem, aos 88 anos. É considerado o primeiro defesa-lateral moderno, subindo com frequência no terreno. Jogou pelo Botafogo entre 1949 e 1963 e ficou conhecido como Enciclopédia da Bola.

André associado ao Sporting

por Francisco Chaveiro Reis, em 27.11.13

 

André Filipe Ribeiro de Souza, avançado brasileiro de 23 anos, é hoje associado ao Sporting. Goleador móvel seria um reforço interessante apesar de, com Slimani e Montero, e numa  sistema de 4-3-3 não me parecer ter espaço. André passou pelo Santos, Dinamo de Kiev, Bordeús, Atlético Mineiro e está agora no Vasco da Gama.

Mercado interno

por Francisco Chaveiro Reis, em 25.11.13

 

Gosto bastante da aposta leonina em mercados alternativos como o argelino ou o marroquino. Ainda assim, é importante olhar para dentro para perceber que, há muita qualidade a preços acessíveis (apesar de, os clubes pequenos terem tendência a pedir mais quando quem mostra interesse é um "grande"). Olhemos então para o mercado interno, de onde tiro o Braga, por ter já capacidade financeira para pedir pequenas fortunas por homens como Éder.

 

Na baliza, Patrício e Marcelo não ficarão no próximo ano. Se ficar Patrício, Marcelo após ser suplente três anos quererá sair para jogar. Se Patrício sair, Marcelo pode assumir a titularidade mas será necessário quem lhe faça frente. Nesse sentido, vêm-me à cabeça dois nomes: Ricardo e Jones. Ricardo, da Académica, é associado à seleção nas vésperas de cada convocatória mas, nunca é chamado. É um dos melhores guarda-redes portugueses e, aos 31 anos, seria uma opção segura para a baliza ou banco leoninos. O outro, talvez melhor, por ser mais jovem (27 anos), é Matt Jones. O britânico, após passagens por Santa Clara e União da Madeira, tem estado em grande no Belenenses e merece dar o salto.

 

No meio-campo, identifico, pelos menos dois bons jogadores que até poderiam chegar já em janeiro. Para lutar com William, apostaria em André Leão, tranquilo e seguro. Para atacar, Evandro, do Estoril, foi um dos grandes arquitetos do sucesso no ano passado e é, aos 27 anos, um jogador experiente e de muita qualidade. Já passou pelo Estrela Vermelha, com sucesso, conhecendo assim a pressão de um clube de outra dimensão. Sérgio Oliveira é outro dez de grande interesse.

 

No que toca a extremos, há muita qualidade na liga. Diogo Viana, que até cresceu em Alcochete, é um desses casos de qualidade. No entanto, clubes ingleses já terão oferecido 5 milhões de euros pelo seu passe, algo proibitivo para este Sporting. Candeias, Sebá e Ukra, cada um com o seu perfil seriam opções interessantes.

 

No que toca a avançados, para além do já falado Luís Leal, destacam-se Hassan e Mazoou, com a minha preferência a ir para este último. Ainda ontem mostrou a sua qualidade.

 

Salif Keita é o central escolhido?

por Francisco Chaveiro Reis, em 25.11.13

Salif Keita, 23 anos, pode ser o central escolhido para reforçar o Sporting em janeiro. O jogador da Rep. Centro Africana, joga no El Jadidade Marrocos e deve custar menos de 300 mil euros. A aposta no mercado magrebino já deu frutos com Slimani, igualmente desconhecido e barato. Curiosamente, Salif Keita é o nome do génio maliano que brilhou no Sporting de 1976 a 1979.

Leal já

por Francisco Chaveiro Reis, em 25.11.13

 

O avançado português Luís Leal brilha, desde a época passada, no Estoril. Tem  força física, velocidade e um bom remate. Aos 26 anos ninguém espera que se torne num fora de série mas é, com certeza, jogador para outros voos. Por mim, chegaria ao Sporting, que o formou, já em janeiro. Pode ser avançado num 4-4-2 ou extremo num 4-3-3. Seria, com certeza, uma alternativa útil e barata...

Escrete tem nova camiseta para a copa

por Francisco Chaveiro Reis, em 25.11.13

A Nike apresentou ontem, no Rio de Janeiro, o novo equipamento principal da Selecção Brasileira de Futebol. O equipamento que será utilizado pelo país anfitrião no próximo verão combina performance, inovação, design e sustentabilidade ambiental.

 

REGULAÇÃO TÉRMICA E CONFORTO

A prioridade para as equipas de design da Nike é garantir a melhor performance dos atletas durante o jogo, regulando a temperatura corporal. Utilizando uma combinação da tecnologia Nike Dri-FIT, malha “burnout” e orifícios de ventilação perfurados a laser, os designers conseguem criar refrigeração nas zonas onde os jogadores mais necessitam.

 

A tecnologia Nike Dri-FIT expulsa a humidade da pele para o exterior da camisola, evaporando-a mais rapidamente. Os orifícios perfurados a laser, juntamente com uma malha avançada em zonas-chave, permitem aumentar a respirabilidade e a ventilação da pele.

 

“Ao manter o corpo mais fresco durante mais tempo, os jogadores sentem-se mais confortáveis, suam menos e têm um melhor desempenho em campo”, refere Martin Lotti, director criativo da Nike Football.

 

Para além de manter o jogador fresco, a Nike utiliza um novo tecido dual-knitque incorpora algodão e poliéster reciclado aumentando assim as propriedades de absorção da humidade, ao mesmo tempo que acrescenta um toque mais suave e ajustado.

 

 

Slimani resolve

por Francisco Chaveiro Reis, em 25.11.13

Um terço da liga está completo e o Sporting, versão low-cost, está a um ponto do líder, em igual pontual com o Benfica, sendo o melhor ataque da prova e tendo o melhor marcador. Ontem, mesmo sem fazer muito por isso, venceu em Guimarães com Slimani a saltar do banco aos 83 minutos para marcar o golo da vitória aos 90. O argelino - Jardel de Argel - voltou a ser decisivo após ter empatado o Benfica na Luz e ter marcado ao Marítimo. Merecerá a titularidade?

Extremo marroquino Hafidi a caminho?

por Francisco Chaveiro Reis, em 22.11.13

Um onze ausente

por Francisco Chaveiro Reis, em 21.11.13

Veja um possível onze de craques que não vão estar no Mundial 2014:

 

Cech (Rep. Checa/Chelsea)

 

Ivanovic (Sérvia/Chelsea)

Alaba (Aústria/Bayern)

 

Benatia (Marrocos/Roma)

 

Salah (Egipto/Basileia)

 

Konoplyanka (Ucrânia/Dnipro)

 

Gylfi Sigurdsson (Islândia/Tottenham)

 

Bale (Gales/Real Madrid)

 

Ramsey (Gales/Arsenal)

 

Ibrahimovic (Suécia/PSG)

 

Lewandowski (Polónia/Dortmund)

 

 

Outras opções: Williams (Gales/Swansea); Agger (Dinamarca/Liverpool); Eriksen (Dinamarca/Tottenham); Hamsyk (Eslováquia/Nápoles); Matic (Sérvia/Benfica), Szalai (Hungria/Shalke 04) ou Mkhitryan (Arménia/Dortmund).

 

Taça da Liga, Grupo B: Sporting, FC Porto, Marítimo e Penafiel

por Francisco Chaveiro Reis, em 20.11.13

Portugal, França, Grécia e Croácia no Brasil

por Francisco Chaveiro Reis, em 20.11.13

Portugal, França, Grécia e Croácia estão no Mundial 2014 após terem deixado pelo caminho, no play-off, Suécia, Ucrânia, Roménia e Islândia. Na Suécia, Ronaldo marcou primeiro mas, dois golos de Ibrahimovic assustaram. Valeu Ronaldo, mais duas vezes, após passes fabulosos de Moutinho. O número 7 já igualou Pauleta como melhor marcador de sempre da seleção.

A França tinha a missão mais difícil mas uma entrada em grande e a expulsão de Kacheridi aos 47 minutos abriram caminho à vitória. Sakho (22 minutos)  e Benzema (34) empataram a eliminatória. Gusev, a 20 minutos do fim, na própria baliza, fez o 3-0 final. De resto, passagens tranquilas. Mesmo a jogar com menos um desde os 38 minutos, a Croácia venceu por 2-0, golos de Mandzukic e Srna. Na Roménia, 1-1, golos de Mitroglou contra um autogolo de Torosidis. Faltam apenas duas equipas para completar o lote. México e Uruguai, após goleadas na primeira  mão, serão essas equipas.

Cheira a Brasil

por Francisco Chaveiro Reis, em 19.11.13

Portugal joga daqui a pouco na Suécia. Um empate basta para a seleção ir ao Mundial 2014 mas, na cabeça de todos está, claro, uma vitória. A Suécia deve ser mais aguerrida e atrevida do que em Lisboa mas, com a atitude certa e um golo cedo, o apuramento pode ser tranquilo.

Parabéns. O bom gigante faz hoje 50 anos.

por Francisco Chaveiro Reis, em 18.11.13

 

 

Nigéria e Camarões já lá estão, Uruguai e México quase quase

por Francisco Chaveiro Reis, em 18.11.13

França chega ao Brasil?

por Francisco Chaveiro Reis, em 18.11.13

Nos outros jogos, destaque para a Ucrânia que, em casa, venceu a França por 2-0. Os franceses não conseguiram superiorizarem-se aos ucranianos e têm tarefa muito difícil amanhã, no Stade de France. Parece-me que Ribery, Benzema e companhia não chegarão ao Brasil. Na Grécia, 3-1 à Roménia e os gregos, favoritos, devem mesmo ir ao Mundial. Por último, 0-0 no Islândia-Croácia. Os croatas, superiores, devem vencer tranquilamente na segunda mão.

A vencer ao intervalo

por Francisco Chaveiro Reis, em 18.11.13

A Suécia surpreendeu, fazendo um jogo apático, talvez em busca do empate e Portugal aproveitou para dominar toda a partida. No entanto, só conseguiu marcar uma vez, num "salto de peixe" de Ronaldo à maneira de João Pinto. Muito de desperdiçou mas, ao intervalo, Portugal está com um pé no Brasil.

Logo

por Francisco Chaveiro Reis, em 15.11.13

 

A seleção portuguesa joga logo com a Suécia. Em casa, deve ter mais de 60 mil a apoiá-la. A seu favor, para além do público, terá Ronaldo. Para além do profissionalismo e amor ao país, Ronaldo não pode perder um Mundial, se quer continuar a bater-se com Messi pelo título de melhor do mundo. Do outro lado, o fenomenal Ibrahimovic, terá a possibilidade de disputar o seu último Mundial e, à beira do fim da carreira, ainda sonha com o pódio dos melhores do mundo.

 

Portugal tem o público, Ronaldo e alguns bons  experientes jogadores a seu favor - Moutinho, Coentão ou Nani mas, tem a desvantagem de ter que decidir a sua vida em dois jogos de "mata-mata" o que poder ser uma grande pressão e tem a desvantagem de ter feito uma péssima fase de apuramento, em termos de resultados mas, sobretudo em termos de exibições.

 

A apatia lusa é algo que não mora na equipa sueca. Num 4-2-2-2 bem organizado e unido, a Suécia teve o supremo azar de ter a Alemanha no seu grupo. Esperemos que seja, também, um supremo azar apanhar Portugal no play-off.

 

 

Os suecos em Portugal

por Francisco Chaveiro Reis, em 15.11.13

O ZeroZero approveita o Portugal-Suécia para lembrar os suecos que já jogaram em Portugal. Quem esquece os suecos do Benfica como Magnussum, Thern ou Schwarz? Hoje em dia, só Lindelof joga em Portugal, no Benfica B.

Pág. 1/2

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Links

Vizinhos

Informação desportiva